Sugestão para role-play económico

Página 1 de 15 1, 2, 3 ... 8 ... 15  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Sugestão para role-play económico

Mensagem  URS em Ter Fev 02, 2010 8:03 am

É longo, tenham paciência.

Ontem à noite (ou hoje de madrugada) estava eu a mostrar isto a um amigo, a falar do jogo, como funcionava e tal, a tentar atraí-lo, a mostrar os últimos rp´s, a explicar a dinâmica entre os países. Enfim, conversa de 6 da manhã.

Ele até estava a achar interessante, quando lhe saíram as palavras da boca que muitos aqui já escreveram, mas que nunca foi tratado: "hoje em dias as guerras são económicas, não são militares, e o vosso jogo ignora a componente económica".

E eu perguntei-lhe como é que era possível fazer isso funcionar, ia ser um caos do caraças, o pessoal ia ignorar as transacções económicas e o orçamento militar ia continuar a ditar as regras. Bem, a conversa continuou e surgiu um esquema que me pareceu interessante o suficiente para partilhar aqui com os meus camaradas.

O esquema tinha que ser básico, caso contrário ninguém o usaria. Vou tentar explicar por passos, espero que não fique confuso.

Nota prévia: a moeda mundial seriam os pontos. Os países negociariam em pontos, para ser uniforme. Depois internamente cada um chama-lhe o que quiser e faz o câmbio que quiser, mas para efeitos práticos, 1 ponto na URS é o mesmo que 1 ponto na FUS.

Passo 1 - Nascimento de empresas

Cada país teria 5 empresas, valendo cada empresa 100 pontos, ou seja, a primeira coisa a fazer seria cada país postar algo como isto:

100 - Construtora Popular Nacional (construção civil - URS)
100 - WestGaz (energia - URS)
100 - INADM (armamento - URS)
100 - StarSat (telecomunicações - URS)
100 - Companhia das Minas Gerais (metais e minérios - URS)

Mais à frente vão ver porque é que é necessário ter ali o URS entre parêntesis.

Isto seria a economia base de cada país. Internamente, cada um pode ter as empresas que quiser, mas para efeitos de comércio internacional, é como se cada país só tivesse estas 5 empresas.


Passo 2 - Valorização de empresas

É aqui que as empresas se vão começar a diferenciar umas das outras e vão surgir os gigantes mundiais e as empresas de pequena dimensão. Também é aqui que os países com grandes economias, como a FUS, URS, Kalmar e Portugal se vão começar a destacar das economias de países pequenos como Iguita, Lapália ou Trondheim.

Como é que isto acontecia? Através da população e classificação económica no nationstates.

A URS tem economia em frightning e 12 biliões de habitantes, por isso em cada mês eu ganhava 12 pontos para distribuir da maneira que quiser entre as minhas empresas.

Cada bilião de habitantes significa 1 ponto. Cada grau abaixo de frightning retira um ponto. Se eu tivesse a economia em all-consuming, só receberia 11 pontos, se tivesse em imploded não receberia nenhum ponto.

Pegando em exemplos rápido de outros países, para não deixar dúvidas: Lapalia não chega a 1 bilião de habitantes, logo não tem qualquer ponto. A União Soviética tem 3 biliões, teria 3 pontos. Trondheim tem 1 bilião, mas a economia em all-consuming, logo perdia o ponto a que tinha direito.

"Ah e tal, mas assim os países pequenos nunca saiam da cepa torta." Já lá vamos.

Sendo assim, eu distribuía o meus 12 pontos desta forma:

100 - Construtora Popular Nacional (construção civil - URS)
101 - WestGaz (energia - URS)
110 - INADM (armamento - URS)
100 - StarSat (telecomunicações - URS)
101 - Companhia das Minas Gerais (metais e minérios - URS)

A INADM seria a empresa mais poderosa do meu país. A maior empresa do mundo seria a que tivesse mais pontos de entre todos os países.


Passo 3 - Compra e Venda de Acções

Aqui precisamos de ter 2 jogadores para exemplificar, por isso vamos considerar os seguintes países e respectivas empresas:

URS
100 - Construtora Popular Nacional (construção civil - URS)
100 - WestGaz (energia - URS)
100 - INADM (armamento - URS)
100 - StarSat (telecomunicações - URS)
100 - Companhia das Minas Gerais (metais e minérios - URS)

Athaulphia
100 - Pescanova (pesca - ATH)
100 - Xeconsa (construção civil - ATH)
100 - ENE (energia - ATH)
100 - BASF (químicos - ATH)
100 - INDITEX (têxteis - ATH)

A WestGaz tem interesse em adquiri parte da ENE. Porquê? Não sei, em role-play cada um que arranje os seus motivos.

Pode ser Athaulphia a tentar roubar uns pontos à URS. Como?

Imaginem que a WestGaz oferecia 10 pontos por 10% da ENE e o Athaulphia aceitava e decidia investir esses 10 pontos na Xeconsa. As estatísticas das empresas mudavam para o seguinte:

90 - WestGaz (energia - URS)
100 - ENE (energia - ATH) 10% WestGaz (URS)
110 - Xeconsa (construção civil - ATH)

A WestGaz enfraqueceu devido ao dinheiro que gastou, mas ficou com um bem (10% da ENE) que pode vender a outra empresa a qualquer altura por qualquer preço. Claro que no mês seguinte eu podia colocar 10 pontos na WestGaz, o que significava uma recuperação económica da empresa.

Athaulphia por sua vez viu uma empresa sua perder 10% para estrangeiros, mas ganhou 10 pontos que permitiram à Xeconsa tornar-se mais poderosa.

É desta forma que os países mais fracos podem sacar pontos. Por exemplo levar 10% de uma empresa a leilão e ver que potência dá mais. Neste caso se o Athaulphia fosse teimoso tentava negociar, e imaginamos que conseguia vender os 10% por 30 pontos. Basicamente ficava com a minha produção de riqueza correspondente a quase 3 meses de pontos. A WestGaz precisava de mais tempo para recuperar e ele tinha mais pontos para distribuir pelas empresas dele.


Passo 4 - Empresas que mudam de dono

Imaginem daqui a uns meses o seguinte cenário:

1000 - WestGaz (energia - URS)
300 - ENE (energia - ATH) 10% WestGaz (URS)
150 - Xeconsa (construção civil - ATH)

Com o tempo a WestGaz tornou-se num gigante mundial e quer comprar de vez a ENE, ou seja, pelo menos 51%. Faz uma oferta de 800 pontos e Athaulphia aceita. Neste caso, a ENE deixa de ser uma empresa de Athaulphia e passa a entrar no portfolio da URS. Athaulphia decidiu investir tudo na Xeconsa, de forma a torná-la numa das maiores empresas do mundo (esta distribuição podia ser feita da maneira que ele entender, claro...), ficaria assim:

200 - WestGaz (energia - URS)
300 - ENE (energia - URS) 49% (ATH)
950 - Xeconsa (construção civil - ATH)

Isto a nível mundial seria o equivalente à BP comprar a Mobil, imagino eu, ou seja, cenários tão drásticos suponho que serão raros. Mas isto dependerá das negociações de cada um. Notem no bold, a ENE passou a ser uma empresa da URS com 49% de capital de Athaulphia, ou seja se eu conseguisse vender a ENE à FUS por 1000 pontos, Athaulphia receberia 490.

O Athaulphia se me quisesse tramar podia vender os 49% ao Peter, o que me faria pensar duas vezes em vender aquilo ou a atribuir-lhe mais pontos no mês seguinte, porque efectivamente estaria a fazer crescer a economia do Reino Unido.


Passo 5: Nascimento de Novas Empresas

Eu falei em 1000 pontos, mas tendo em conta que cada empresa começa com 100 e em cada mês o país mais poderoso (será Portugal ou a FUS, não sei) recebem uns 13 ou 14 pontos, atingir os 1000 ia demorar muito tempo.

No entanto, se um jogador conseguir fazer com que uma empresa sua atinja os 1000 pontos, ganha o direito de trocar 500 pontos pela criação de uma nova empresa da sua nação, que começaria com 100 pontos.

Com o tempo (muito tempo) os países mais fortes terão mais empresas, mas no mundo real é mesmo assim, cabe aos jogadores mais fracos serem manhosos e arranjarem maneira (apoio diplomático, apoio numa guerra, facilitar qualquer coisa) de fazer bons negócios e roubar pontos a quem ganha mais.


Pequenas regras

1) Nenhuma empresa pode descer aos 0 pontos, ou será considerada falida. Se um jogador deixar uma empresa 3 meses seguidos abaixo dos 50 pontos, isso significa insustentabilidade, e essa empresa falirá. O jogador que deixar uma empresa falir, leva uma multa de 100 pontos, a ser distribuídos por outras empresas suas que não tenham investimento estrangeiro. Se tiver investimento estrangeiro esse jogador ganhará a sua percentagem de pontos.

Exemplo, onde o 3m a seguir ao 20 significa 3 meses):

20 (3m) - WestGaz (energia - URS) 40% ENE (ATH)

Se até ao fim desse mês eu não arranjar maneira de dar 30 pontos à empresa, ou seja, arranjar investidores, seja de que maneira for, ela falirá. Mas o Athaulphia não podia sair lixado disto, por isso ganharia 40 pontos equivalente aos 40% que tinha, e usaria esses 40 pontos nas outras empresas suas.

2) Não pode haver troca de pontos entre empresas do mesmo país. Ou seja, a WestGaz não podia comprar as outras 4 empresas minhas e ficar com os 400 pontos delas. Uma empresa da URS só pode comprar empresas estrangeiras ou no caso que referi anteriormente:

300 - ENE (energia - URS) 49% (ATH)

Comprar os 49% ao Athaulphia. A empresa já era minha, mas estava a comprar participação estrangeira.

3) Negócios do estilo a WestGaz comprou 51% da ENE por 1 ponto, todos vêm logo que isso é impossível (a não ser em casos excepcionais em que outra companhia tem 49 pontos e precisa de 1 até ao fim do mês para evitar falência e está encostado às cordas) e será proibido, será o equivalente a corrupção.

Aqui pede-se que tenham bom senso para isto correr bem.



Efeitos disto no role-play

Como muita gente só pensa com o orçamento militar, há que arranjar maneira de dissuadir a existência de guerras.

Isto é sugestão minha, pode ser riscado e ficamos só com o resto:

1) Um país em tempo de guerra fica proibido de fazer transacções com outros países, mesmo aliados, e não leva pontos a cada mês. Guerras a decorrer neste momento, como a IS em Alaverdi, Triestin no Brasil ou a FUS em Trodnheim não contam. Só a partir do momento em que isto entrar (se por acaso acharem boa ideia) em vigor é que começa a contar.

2) Cada semana de duração da guerra em vida real equivale a cada empresa desse país perder 10 pontos.

(se um jogador ficar 7 dias sem vir ao fórum, essa semana conta e aí o tempo pára, recomeçando a contar quando ele voltar a vir e postar um avanço no conflito. Reparem que ambos os países estão em guerra, ambos perdem, mas se virmos que o mais fraco está a fazer de propósito para a coisa não avançar e prejudicar o mais poderoso, o tempo pára permanentemente)

3) Se o conflito se arrastar, as empresas vão começar a falir uma a uma. Se por acaso o país ficar sem empresas, começa a levar um corte semanal de 5% no orçamento militar, e cada 5% só volta mês a mês depois da guerra acabar.

Mas para além desta penalização no orçamento, imaginem o tempo que ia demorar a reconstruir a vossa economia depois de uma guerra prolongada.


Bem, isto é a ideia geral. Opinem para aí.
avatar
URS
Internacional Socialista

Número de Mensagens : 14751
Capital : Valtland
Regime Politico : Socialismo
Chefe de Estado : Maximus Thorvald
Data de inscrição : 14/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sugestão para role-play económico

Mensagem  Rokolev em Ter Fev 02, 2010 9:07 am

Parece bem, mas no caso das empresas de armamento (que por acaso é o sector mais forte de Schapim) o facto de haver uma guerra é "bom" para a empresa, desde que não sejam bombardeadas as suas instalações (hello WW2).
avatar
Rokolev

Número de Mensagens : 2255
Idade : 30
Data de inscrição : 16/11/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sugestão para role-play económico

Mensagem  URS em Ter Fev 02, 2010 9:56 am

Rokolev escreveu:Parece bem, mas no caso das empresas de armamento (que por acaso é o sector mais forte de Schapim) o facto de haver uma guerra é "bom" para a empresa, desde que não sejam bombardeadas as suas instalações (hello WW2).

Imagina que Triestin vai andar à pancada com Portugal e prevê uma guerra prolongada, ou seja, vai precisar de garantir que tem pontos para manter a indústria viva. Podia negociar contigo algo do género: a tua empresa militar dava-lhe 10 pontos (ou mais dependendo do poder dela e quantidade de pontos) o que seria o equivalente a armamento, e quando a guerra acabasse, ele tinha que te dar o dobro do que lhe emprestaste. Assim Triestin recebeu um suplemento antes da guerra e tu posteriormente lucras com isso.

Claro que isso seriam contractos que teriam que ser obedecidos por ordem do admin. Triestin não podia simplesmente dizer "agora não pago", a não ser que negociasse contigo uma outra solução.

Isto é só um exemplo, basicamente a imaginação e engenho de cada um para fazer negócio é que vão ditar quem cresce mais.
avatar
URS
Internacional Socialista

Número de Mensagens : 14751
Capital : Valtland
Regime Politico : Socialismo
Chefe de Estado : Maximus Thorvald
Data de inscrição : 14/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sugestão para role-play económico

Mensagem  Rokolev em Ter Fev 02, 2010 10:11 am

OK, a ideia geral parece-me boa e eficaz, penso apenas que se podia em caso de guerra aperfeiçoar um pouco o sistema, aka perder pontos caso as instalações de produção ou HQ ser atingido por bombas ou algo do género.
avatar
Rokolev

Número de Mensagens : 2255
Idade : 30
Data de inscrição : 16/11/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sugestão para role-play económico

Mensagem  Athaulphia em Ter Fev 02, 2010 10:34 am

Gosto da idéia e vou-na estudar mais a fundo. Já tenho uma sugestão: a criação de novas empresas poderia ser feita também tirando pontos de outras empresas, que constituem uma nova se reunem os 100 iniciais. Seguindo o exemplo:

Xeconsa: 220 pontos
ENE: 195 pontos

A ENE (enerxia) e a Xeconsa (construcção) criam uma empresa para exploração de gaz no mar de Ningures (Ningaz): ENE terá o 60% e a Xeconsa o 40%. A coisa fica assim:

Xeconsa: 180 pontos
ENE: 135 pontos
Ningaz: 100 pontos (60% ENE, 40% Xeconsa)

As novas empresas devem começar com 100 pontos e funcionarão como as demais, e as empresas participantes também poderão vender sua participação.

Neste exemplo, a Xeconsa e a ENE são minhas, assim que na práctica tenho 100% da Ningaz. Se a ENE tivesse sua participação repartida 60% Athaulphia, 40% WestGaz (URS), a WestGaz da URS seria proprietária do 40% do 60% da Ningaz, é dizer, o 24% da Ningaz. E naturalmente, se a WestGaz tivesse o 51% da ENE, seria dona do 30,6% da Ningaz (31% para facilitar cálculos)... ou também poderia dizer "não" ao projecto, pois tendo metade mais um da ENE, é ele quem controla a empresa.

Para isto seria necessário definir bem os proprietários de cada empresa para o caso de empresas públicas ou semi-públicas, para distinguir a parte que pertence ao Estado (que estará sob controlo do governo tal) e a parte dos privados (mais "livre" para actuar). Mais exemplos:

ENE: 35% Estado Athaúlphico, 65% privados athaúlphicos
SEFA: 60% Estado Athaúlphico, 40% privados athaúlphicos
BASF: 100% privados athaúlphicos (ou 90% privados athaúlphicos, 10% privados de Kalmar ou qualquer coisa assim que aconteça)

Outra coisa: não sei se seria melhor que houvesse mais de 5 empresas por país (umas 7... não sei, 5 parecem-me poucas), ou que houvesse 5 empresas e um ou dois bancos, e queos banco fossem empresas especiais dedicadas a comprar e vender participações.

Também penso que o orçamento do NS para comércio devia ter qualquer implicação neste RP econômico, com o militar tem no RP de guerra.
avatar
Athaulphia
OCDE

Número de Mensagens : 2086
Capital : Athaulphópolis
Regime Politico : República Democrática Parlamentarista
Chefe de Estado : Presidente Ignacio Noguerol
Data de inscrição : 28/08/2008

Ver perfil do usuário http://www.nationstates.net/athaulphia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sugestão para role-play económico

Mensagem  Britannia em Ter Fev 02, 2010 10:41 am

Concordo com a ideia, apesar de ir levar na cabeça de forma geral porque a minha população é minuscula, mas a ideia é boa e acaba com a supremacia do militar. Precisamos de uma página só para isso para começarmos a colocar as nossas empresas. Já agora concordo com a ideia do Athaulphia, que simula subsidiárias e joint-ventures, mas acho que para começar 5 empresas é bom, para evitar confusões, eu por mim o projecto começava já.
avatar
Britannia

Número de Mensagens : 7778
Idade : 29
Capital : Camelot
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Interregno
Data de inscrição : 31/07/2008

Ver perfil do usuário http://www.nationstates.net/greenaldia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sugestão para role-play económico

Mensagem  Britannia em Ter Fev 02, 2010 10:47 am

Também penso que o orçamento do NS para comércio devia ter qualquer implicação neste RP econômico, com o militar tem no RP de guerra.
Podia ser um meio de simular subsidios do estado á economia, por exemplo um trilião investido no comércio dava 1 ponto, ou algo assim, até era uma forma do pessoal mais pequeno pelo menos ganhar uns pontos.
avatar
Britannia

Número de Mensagens : 7778
Idade : 29
Capital : Camelot
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Interregno
Data de inscrição : 31/07/2008

Ver perfil do usuário http://www.nationstates.net/greenaldia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sugestão para role-play económico

Mensagem  URS em Ter Fev 02, 2010 10:51 am

Rokolev escreveu:OK, a ideia geral parece-me boa e eficaz, penso apenas que se podia em caso de guerra aperfeiçoar um pouco o sistema, aka perder pontos caso as instalações de produção ou HQ ser atingido por bombas ou algo do género.

Isso seria uma utopia, porque ninguém ia admitir que destruíram uma instalação específica. Assim a penalização semanal é geral, não há discussão.
avatar
URS
Internacional Socialista

Número de Mensagens : 14751
Capital : Valtland
Regime Politico : Socialismo
Chefe de Estado : Maximus Thorvald
Data de inscrição : 14/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sugestão para role-play económico

Mensagem  URS em Ter Fev 02, 2010 10:58 am

Athaulphia escreveu:Gosto da idéia e vou-na estudar mais a fundo. Já tenho uma sugestão: a criação de novas empresas poderia ser feita também tirando pontos de outras empresas, que constituem uma nova se reunem os 100 iniciais. Seguindo o exemplo:

Xeconsa: 220 pontos
ENE: 195 pontos

A ENE (enerxia) e a Xeconsa (construcção) criam uma empresa para exploração de gaz no mar de Ningures (Ningaz): ENE terá o 60% e a Xeconsa o 40%. A coisa fica assim:

Xeconsa: 180 pontos
ENE: 135 pontos
Ningaz: 100 pontos (60% ENE, 40% Xeconsa)

As novas empresas devem começar com 100 pontos e funcionarão como as demais, e as empresas participantes também poderão vender sua participação.

Neste exemplo, a Xeconsa e a ENE são minhas, assim que na práctica tenho 100% da Ningaz. Se a ENE tivesse sua participação repartida 60% Athaulphia, 40% WestGaz (URS), a WestGaz da URS seria proprietária do 40% do 60% da Ningaz, é dizer, o 24% da Ningaz. E naturalmente, se a WestGaz tivesse o 51% da ENE, seria dona do 30,6% da Ningaz (31% para facilitar cálculos)... ou também poderia dizer "não" ao projecto, pois tendo metade mais um da ENE, é ele quem controla a empresa.

Para isto seria necessário definir bem os proprietários de cada empresa para o caso de empresas públicas ou semi-públicas, para distinguir a parte que pertence ao Estado (que estará sob controlo do governo tal) e a parte dos privados (mais "livre" para actuar). Mais exemplos:

ENE: 35% Estado Athaúlphico, 65% privados athaúlphicos
SEFA: 60% Estado Athaúlphico, 40% privados athaúlphicos
BASF: 100% privados athaúlphicos (ou 90% privados athaúlphicos, 10% privados de Kalmar ou qualquer coisa assim que aconteça)

Outra coisa: não sei se seria melhor que houvesse mais de 5 empresas por país (umas 7... não sei, 5 parecem-me poucas), ou que houvesse 5 empresas e um ou dois bancos, e queos banco fossem empresas especiais dedicadas a comprar e vender participações.

Também penso que o orçamento do NS para comércio devia ter qualquer implicação neste RP econômico, com o militar tem no RP de guerra.

Sobre o nascimento de empresas, eu tentei tornar o processo difícil e simples. Porque somos umas 15 nações activas, o que dá 75 empresas a negociar entre si. Se vamos pôr mais empresas, facilitar a criação de novas, joint-ventures e coisas do género não só torna o processo mais complexo e se calhar menos apelativo para alguns jogadores, como será mais difícil de manter um tópico limpo e actualizado com todas as informações.

Se entrarmos então em participações de participações passamos ao nível seguinte de complexidade. Não excluo que façamos isso no futuro, mas acho que primeiro devíamos fazer tudo o mais simples possível, se funcionar bem e houver boa adesão, então vamos aumentando a complexidade.

Quanto ao orçamento para o comércio, sinceramente, ao contrário do que o Peter sugeriu, só ia ajudar os mais fortes, porque mesmo que o orçamento de um país como Trondheim fosse 100% no comércio, 5% da URS atropelava esses números.
avatar
URS
Internacional Socialista

Número de Mensagens : 14751
Capital : Valtland
Regime Politico : Socialismo
Chefe de Estado : Maximus Thorvald
Data de inscrição : 14/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sugestão para role-play económico

Mensagem  Rokolev em Ter Fev 02, 2010 10:58 am

Se a empresa for de produção industrial, um bombardeamento pesado sob o principal centro industrial do país iria sempre ter pesadas consequências. Ou em centrais energéticas. As possibilidades são imensas em caso de bombardeamento.



Ah, e no caso dos comunas?
avatar
Rokolev

Número de Mensagens : 2255
Idade : 30
Data de inscrição : 16/11/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sugestão para role-play económico

Mensagem  URS em Ter Fev 02, 2010 11:03 am

Se a empresa for de produção industrial, um bombardeamento pesado sob o principal centro industrial do país iria sempre ter pesadas consequências. Ou em centrais energéticas. As possibilidades são imensas em caso de bombardeamento.

Uma das regras do rp é ser o jogador atacado a relatar os danos que sofreu, dentro do realista, claro. E o que não falta é aqui pessoal teimoso.


Ah, e no caso dos comunas?

Se algum país quiser viver isoladamente, vai simplesmente acumulando os pontos que ganha cada mês nas suas empresas...
avatar
URS
Internacional Socialista

Número de Mensagens : 14751
Capital : Valtland
Regime Politico : Socialismo
Chefe de Estado : Maximus Thorvald
Data de inscrição : 14/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sugestão para role-play económico

Mensagem  Britannia em Ter Fev 02, 2010 11:05 am

Rokolev escreveu:Se a empresa for de produção industrial, um bombardeamento pesado sob o principal centro industrial do país iria sempre ter pesadas consequências. Ou em centrais energéticas. As possibilidades são imensas em caso de bombardeamento.



Ah, e no caso dos comunas?
Sim realmente as nações com economias planeadas deviam ter uma penalização, porque não há iniciativa privada, não há ganância, e tu mesmo admitiste que na URS não se produz para se exportar ou para ter lucro, logo é injusto que estejas ao mesmo patamar que empresas de países que exportam e onde se produz para ter lucro (e esse lucro é aplicado em mais produção e em dividendos), acho que fica meio irrealista a não ser que abras a URS e Triesten a economias mistas.
Secalhar as nações com economias planeadas deviam ter uma penalização em pontos, devido ás suas caracteristicas.
avatar
Britannia

Número de Mensagens : 7778
Idade : 29
Capital : Camelot
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Interregno
Data de inscrição : 31/07/2008

Ver perfil do usuário http://www.nationstates.net/greenaldia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sugestão para role-play económico

Mensagem  Athaulphia em Ter Fev 02, 2010 11:10 am

Império Britanico escreveu:
Também penso que o orçamento do NS para comércio devia ter qualquer implicação neste RP econômico, com o militar tem no RP de guerra.
Podia ser um meio de simular subsidios do estado á economia, por exemplo um trilião investido no comércio dava 1 ponto, ou algo assim, até era uma forma do pessoal mais pequeno pelo menos ganhar uns pontos.
Óptimo! Da mesma maneira que o orçamento militar, podemo-lo medir em miles de milhões de dólares. Um ponto por cada mil milhões de dólares em "comerce". Os transportes tamém podiam influir, mas acho que se calhar seria muita complicação.

Mas o que diz o URS, traz-nos o problema de sempre: o excesso de força dos veteranos, por causa do ritmo de crescimento da população no NS, que é (sempre foi) um disparate.
avatar
Athaulphia
OCDE

Número de Mensagens : 2086
Capital : Athaulphópolis
Regime Politico : República Democrática Parlamentarista
Chefe de Estado : Presidente Ignacio Noguerol
Data de inscrição : 28/08/2008

Ver perfil do usuário http://www.nationstates.net/athaulphia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sugestão para role-play económico

Mensagem  URS em Ter Fev 02, 2010 11:12 am

Império Britanico escreveu:
Sim realmente as nações com economias planeadas deviam ter uma penalização, porque não há iniciativa privada, não há ganância, e tu mesmo admitiste que na URS não se produz para se exportar ou para ter lucro, logo é injusto que estejas ao mesmo patamar que empresas de países que exportam e onde se produz para ter lucro (e esse lucro é aplicado em mais produção e em dividendos), acho que fica meio irrealista a não ser que abras a URS e Triesten a economias mistas.
Secalhar as nações com economias planeadas deviam ter uma penalização em pontos, devido ás suas caracteristicas.

Mas que vantagem é que uma nação que não negoceia com ninguém tem? Não pode vender acima do valor real ou comprar abaixo do valor real, não terá participações em empresas estrangeiras...

Acho que se calhar a estratégia que eu pensei não é o que vocês estão a pensar. Por exemplo, o Reino Unido tem negócios com meio mundo. Se Triestin te ameaçar, todos os países que têm participações nas tuas empresas arriscam-se a perder muito dinheiro, logo vão-te apoiar diplomaticamente e quem sabe ajudar em caso de guerra para que o conflito seja rápido e as perdas sejam menores.

Triestin por seu lado pode arder à vontade que ninguém perde nada. Do ponto de vista estratégico, ninguém ganha nada em apoiar Triestin, logo ele vai ficar mais isolado.

Por isso em termos estratégicos estar economicamente isolado é uma desvantagem.

Ou se calhar não estou a ver bem a coisa...
avatar
URS
Internacional Socialista

Número de Mensagens : 14751
Capital : Valtland
Regime Politico : Socialismo
Chefe de Estado : Maximus Thorvald
Data de inscrição : 14/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sugestão para role-play económico

Mensagem  URS em Ter Fev 02, 2010 11:13 am

Athaulphia escreveu:
Óptimo! Da mesma maneira que o orçamento militar, podemo-lo medir em miles de milhões de dólares. Um ponto por cada mil milhões de dólares em "comerce". Os transportes tamém podiam influir, mas acho que se calhar seria muita complicação.

Mas o que diz o URS, traz-nos o problema de sempre: o excesso de força dos veteranos, por causa do ritmo de crescimento da população no NS, que é (sempre foi) um disparate.

Exacto, a população faz com que contar o orçamento do comércio ainda prejudique mais os países pequenos.
avatar
URS
Internacional Socialista

Número de Mensagens : 14751
Capital : Valtland
Regime Politico : Socialismo
Chefe de Estado : Maximus Thorvald
Data de inscrição : 14/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sugestão para role-play económico

Mensagem  Scream_off em Ter Fev 02, 2010 11:14 am

URS escreveu:
Athaulphia escreveu:
Óptimo! Da mesma maneira que o orçamento militar, podemo-lo medir em miles de milhões de dólares. Um ponto por cada mil milhões de dólares em "comerce". Os transportes tamém podiam influir, mas acho que se calhar seria muita complicação.

Mas o que diz o URS, traz-nos o problema de sempre: o excesso de força dos veteranos, por causa do ritmo de crescimento da população no NS, que é (sempre foi) um disparate.

Exacto, a população faz com que contar o orçamento do comércio ainda prejudique mais os países pequenos.

eu acho que o ppl estava a falar da % e não da população.
avatar
Scream_off
OCDE

Número de Mensagens : 11459
Idade : 29
Capital : Águas Santas
Regime Politico : Republica Federal
Chefe de Estado : Presidente Zé
Data de inscrição : 25/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sugestão para role-play económico

Mensagem  Scream_off em Ter Fev 02, 2010 11:16 am

Eu não sei se percebi bem. Vamos todos começar com 100 e crescer a niveis diferentes de acordo com a pop? Se sim, eu acho que o modelo está mal pensado. Acho que devemos começar de acordo com a pop-economia e crescer de acordo com o rp.
avatar
Scream_off
OCDE

Número de Mensagens : 11459
Idade : 29
Capital : Águas Santas
Regime Politico : Republica Federal
Chefe de Estado : Presidente Zé
Data de inscrição : 25/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sugestão para role-play económico

Mensagem  URS em Ter Fev 02, 2010 11:18 am

Scream_off escreveu:
URS escreveu:
Athaulphia escreveu:
Óptimo! Da mesma maneira que o orçamento militar, podemo-lo medir em miles de milhões de dólares. Um ponto por cada mil milhões de dólares em "comerce". Os transportes tamém podiam influir, mas acho que se calhar seria muita complicação.

Mas o que diz o URS, traz-nos o problema de sempre: o excesso de força dos veteranos, por causa do ritmo de crescimento da população no NS, que é (sempre foi) um disparate.

Exacto, a população faz com que contar o orçamento do comércio ainda prejudique mais os países pequenos.

eu acho que o ppl estava a falar da % e não da população.

O Athaulphia falou em "Um ponto por cada mil milhões de dólares em "comerce"." Isso está sempre inflacionado pela população. Infelizmente o nationstates não separa população de economia...
avatar
URS
Internacional Socialista

Número de Mensagens : 14751
Capital : Valtland
Regime Politico : Socialismo
Chefe de Estado : Maximus Thorvald
Data de inscrição : 14/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sugestão para role-play económico

Mensagem  URS em Ter Fev 02, 2010 11:19 am

Scream_off escreveu:Eu não sei se percebi bem. Vamos todos começar com 100 e crescer a niveis diferentes de acordo com a pop? Se sim, eu acho que o modelo está mal pensado. Acho que devemos começar de acordo com a pop-economia e crescer de acordo com o rp.

E como é que defines, concretamente, em pontos, o crescimento de acordo com o rp?
avatar
URS
Internacional Socialista

Número de Mensagens : 14751
Capital : Valtland
Regime Politico : Socialismo
Chefe de Estado : Maximus Thorvald
Data de inscrição : 14/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sugestão para role-play económico

Mensagem  Britannia em Ter Fev 02, 2010 11:19 am

Scream_off escreveu:Eu não sei se percebi bem. Vamos todos começar com 100 e crescer a niveis diferentes de acordo com a pop? Se sim, eu acho que o modelo está mal pensado. Acho que devemos começar de acordo com a pop-economia e crescer de acordo com o rp.
Demasiado complicado de calcular, e a presença do RP já está incluida, na questão de não recebermos pontos. Isto podia era servir para influenciar o RP, se um país tiver empresas na falência pode sempre dizer que está com uma crise económica, e um que esteja a receber montes de recursos pode afirmar que está ter um enorme sucesso económico.

O modelo do URS está basicamente correcto, agora é só tratar dos detalhes.
avatar
Britannia

Número de Mensagens : 7778
Idade : 29
Capital : Camelot
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Interregno
Data de inscrição : 31/07/2008

Ver perfil do usuário http://www.nationstates.net/greenaldia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sugestão para role-play económico

Mensagem  Scream_off em Ter Fev 02, 2010 11:29 am

Não faz o minimo sentido uma empresa da fus, ser do mesmo tamanho da de trondheim, por exemplo.
avatar
Scream_off
OCDE

Número de Mensagens : 11459
Idade : 29
Capital : Águas Santas
Regime Politico : Republica Federal
Chefe de Estado : Presidente Zé
Data de inscrição : 25/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sugestão para role-play económico

Mensagem  Lapália em Ter Fev 02, 2010 11:32 am

Nas linhas gerais concordo com a proposta do Nuno.
avatar
Lapália

Número de Mensagens : 1043
Data de inscrição : 23/10/2009

Ver perfil do usuário http://www.nationstates.net/nation=estados_cruzados

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sugestão para role-play económico

Mensagem  Kalmar em Ter Fev 02, 2010 11:33 am

Parece-me bem e por mim pode começar quando quiserem.

Só uma coisa, para isto ser mais que uma brincadeira de alguns dias até todos nós nos cansarmos, o último ponto relativo ao efeitos práticos no RP, assim como a resposta do URS ao Peter ( http://nsportugal.forumeiros.com/administracao-f1/sugestao-para-role-play-economico-t1194.htm#43969 ) têm de ser implementados.
avatar
Kalmar
OCDE

Número de Mensagens : 5823
Capital : Estocolmo
Regime Politico : Presidencialismo
Chefe de Estado : Afonso de Albuquerque
Data de inscrição : 23/08/2008

Ver perfil do usuário http://www.nationstates.net/miratejo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sugestão para role-play económico

Mensagem  URS em Ter Fev 02, 2010 11:34 am

Scream_off escreveu:Não faz o minimo sentido uma empresa da fus, ser do mesmo tamanho da de trondheim, por exemplo.

A tua economia vai crescer 13 pontos por mês naturalmente, sem mexeres um dedo, a do Trondheim não vai crescer, fica estagnada sem envolvimento exterior.

Esta igualdade só vai durar 1 mês, depois disso as diferenças surgem naturalmente.
avatar
URS
Internacional Socialista

Número de Mensagens : 14751
Capital : Valtland
Regime Politico : Socialismo
Chefe de Estado : Maximus Thorvald
Data de inscrição : 14/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sugestão para role-play económico

Mensagem  Britannia em Ter Fev 02, 2010 11:37 am

Acho que o projecto em linha geral é bastante bom, com o tempo descobrimos as falhas, por mim acho que era de se abrir uma página na economia e cada um de nós começa a postar as suas empresas. Contudo só há uma coisa, o espaço de tempo em que recebemos pontos é talvez um pouco grande, por exemplo, eu só vou ter 60 pontos anuais, secalhar era melhor falarmos de um periodo um pouco mais pequeno.

E vamos ter inflação de pontos Laughing mas isso vai ser giro de jogar.
avatar
Britannia

Número de Mensagens : 7778
Idade : 29
Capital : Camelot
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Interregno
Data de inscrição : 31/07/2008

Ver perfil do usuário http://www.nationstates.net/greenaldia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sugestão para role-play económico

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 15 1, 2, 3 ... 8 ... 15  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum