Crise da Cisplatina

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Crise da Cisplatina

Mensagem  Brasil em Qua Dez 07, 2011 11:30 pm


A Insurreição Espanhola da Cisplatina

A Crise na Cisplatina iniciou-se com as mobilizações liberais em São Paulo, separando São Paulo da União Federal Imperial mas mantendo a Coroa Imperial como Soberana e com um incentivo moral dos liberais revolucionários espanhóis, na Península Ibérica. Alastrou-se entre os mais pobres de forma incrivel, o apoio aos separatistas, pois com os conflitos com Burgolávia, a produção agrícola e industrial entraram em retração de 25%, fazendo com que tivesse uma crise social imensa.

José Nuñes Vázquez, o líder do movimento separatista é um falangista espanhol que obteve cidadania brasileira e assim com outros falangistas pretendem criar no Uruguai (a província Cisplatina) uma nova Espanha Franquista e Republicana que não conseguiram em sua pátria-mãe, insuflando o "espanholismo" dos Uruguaios fazendo surgir um sentimento nacionalista e separatista.

Porém, Nuñes não contava com os Brasileiros e até mesmo Uruguaios - em larga escala - que não querem a independência da Cisplatina do Brasil. Os Separatistas são identificados usando um lenço Branco no pescoço, sendo chamados então de "Blancos" e os pró-Brasil, ou Brasileiristas, com um lenço verde oliva e amarelo no pescoço, sendo chamados de "Colorados".

Líderes do Movimento Separatista:
José Nuñes Vázquez - Presidente da Associação Cívica Espanhola do Uruguay
Diego Perón - Senador Regional e Lider da Bancada Espanhola no Senado Regional da Cisplatina
Freira Maria del Santos - Responsável pelo Convento de Nossa Senhora de Conceição Aparecida e Líder da Associação Católica Feminina do Uruguay
Cabo José Pereira Peña - Líder Militar
Francisco Martuano Castillo - Presidente das Ligas Sindicais Unidas do Uruguay

Líderes do Movimento Brasileirista:
General Domingues Perón (Sem parentesco com o sen. Perón) -Comandante da Polícia Militar da Cisplatina e com amplo apoio popular
General Carlos Violla - Comandante da Região Militar da Cisplatina
Coronel Georges Youssef - Comandante do Destacamento Nº03 do Serviço Reservado e Interventor de jure da Cisplatina
Bispo Nicollás López y Jorge - Bispo da Região Episcopal da Cisplatina e Reitor da Pontifícia Universidade Católica da Cisplatina
José Serra - Senador Regional e Líder da Bancada Governista
Professor Fernando Saénz Peña - Presidente do "Sindicado Unitário do Professorado Uruguayo"


Mapa da Região

Brasil

Número de Mensagens: 965
Idade: 20
Capital: Brasília (Brasil) e São Paulo (SP)
Regime Politico: Monarquia Constitucional Parlamentar / República Presidencialista Aristocrática (São Paulo)
Chefe de Estado: SMI&R. Imperador Maximilien I do Brasil e de São Paulo
Data de inscrição: 29/09/2010

Ver perfil do usuário http://www.nationstates.net/nation=SPaulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crise da Cisplatina

Mensagem  Portugal em Qui Dez 08, 2011 5:06 pm

Vendo os liberais espanhóis que nenhuma reacção haveria de possíveis "independentistas liberais", mas tratando-se tudo da coisa mais secreta ao cimo da terra, feito tudo por serviços secretos espanhóis, rapidamente se ignora o apoio aos independentistas, e se dá apoio integral ao governo brasileiro.

O Embaixador Espanhol, Augustín Brabante, é extremamente acutilante com o governo brasileiro e até mesmo com o Imperador. Incita os brasileiros a atacarem os independentistas com violência, e sem piedade, acusando o falangismo de ser um "cancro da política" que tem que ser erradicado para bem do "mundo latino", e da estabilidade política dos dois países, assim como pelo bom estado da liberdade.

_________________

Portugal

Número de Mensagens: 3642
Capital: Lisboa/Madrid
Regime Politico: Monarquia Constitucional
Chefe de Estado: Sua Alteza Real D. Afonso VIII de Portugal, XIV das Espanhas
Data de inscrição: 18/01/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crise da Cisplatina

Mensagem  Bahia em Qui Dez 08, 2011 9:15 pm

O Imperador baiano através de suas prerrogativas oferece apoio militar ao Governo Brasileiro colocando o IX Batalhão de cavalaria da Guarda Vice-Real de Almeida Braz a disposição do governo brasileiro bem como disponibiliza instrutores do curso Táticas agressivas de Interrogatório aos irmãos brasileiros

Bahia

Número de Mensagens: 1294
Capital: Cidade Imperial de Salvador
Regime Politico: Monarquia
Chefe de Estado: Imperador Gabriel Bertochi
Data de inscrição: 17/12/2009

Ver perfil do usuário http://www.nationstates.net/nation=brasil_do_norte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crise da Cisplatina

Mensagem  Brasil em Qui Dez 08, 2011 9:39 pm


General Perón e as massas populares

Na Colônia do Sacramento, a Polícia Militar conseguiu recuperar a ordem pública em todo o departamento. O próximo passo é fechar as divisas do departamento com o restante da Cisplatina. Na Base Naval e na Base Aérea da Colônia do Sacramento, as forças armadas Brasileiras iniciaram suas mobilizações rumo à Montevideu aonde está concentrada as forças rebeldes. O General Perón tem feito discursos nas praças da Colônia do Sacramento e nas cidades leais em torno, conclamando às massas para aderirem ao "Nacionalismo Cisplatino", que tem motivado jovens e velhos. Sendo essa "nova" ideologia a união do personalismo, do populismo, do nacionalismo militarista e do brasilianismo*.

*Brasilianismo seria o culto à cultura brasileira.


O "Generalíssimo" Nuñes Vázquez e sua esposa em Montevideu


Em Montevideu, José Nuñes Vázquez, formou um gabinete e se auto-nomeou "Generalíssimo José Nuñes Vázquez del Estado Oriental del Uruguay por la gracia de Diós e del pueblo. Foi aclamado pela recém-formada Assemblea Uruguaya de Classes Laboriosas como "Supremo Lider de la Revolución". Com sua milícia, tomou a rede local de televisão e rádio, a surcussal da RT9, a "Rede Plata" usando-a como instrumento de propaganda para o resto da Cisplatina aderir ao franquismo independente uruguayo.


Brasil

Número de Mensagens: 965
Idade: 20
Capital: Brasília (Brasil) e São Paulo (SP)
Regime Politico: Monarquia Constitucional Parlamentar / República Presidencialista Aristocrática (São Paulo)
Chefe de Estado: SMI&R. Imperador Maximilien I do Brasil e de São Paulo
Data de inscrição: 29/09/2010

Ver perfil do usuário http://www.nationstates.net/nation=SPaulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crise da Cisplatina

Mensagem  Athaulphia em Sex Dez 09, 2011 6:55 am

Em Athaulphia sempre houve simpatía pela causa uruguaia e pelo independentismo dos "orientais", e sempre foi moi criticada a política brasileira de assimilação. A opinião mais extendida é que, se não a plena independência, os uruguaios têm direito ao mesmo regime especial de federação e autogoverno que agora tem São Paulo. O mesmo direito ou talvez mais.

Mas agora, o facto de que o movimento uruguaio tenha caido baixo o controlo de militarzecos de extrema dereita como Núñez Vázquez arrefeceu considerávelmente esse apoio.

_________________
Toda a informação sobre Athaulphia em sua wiki: http://pt.nsportugal.wikia.com/wiki/Athaulphia

Athaulphia
OCDE

Número de Mensagens: 2093
Capital: Athaulphópolis
Regime Politico: República Democrática Parlamentarista
Chefe de Estado: Presidente Ignacio Noguerol
Data de inscrição: 28/08/2008

Ver perfil do usuário http://www.nationstates.net/athaulphia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crise da Cisplatina

Mensagem  Portugal em Sex Dez 09, 2011 5:12 pm

Uma esquadra naval espanhola atraca na embocadura do Rio da Prata. São enviadas missivas de paz a Burgulávia, contudo o mesmo não é feito em relação aos Cisplatinos.

A frota é comandada pelo Vice-Almirante Juan Tancredo, um jovem oficial da marinha, e acérrimo liberal.

A frota é composta por um Cruzador de Guerra, o Nuestra Señora de Guadalupe ("navio almirante"), 3 cruzadores ligeiros, 5 contra-torpedeiros.

Um Cruzador de Guerra, nas difinições Luso-Espanholas, é um pequeno couraçado, contudo mais leve e ágil. Deriva directamente da ideia britânica de "Battlecruiser" do inicio do século XX. Todos os países do mundo abandonaram esta ideia, sendo ela sustentada contudo por Portugal, acabando por influenciar Espanha. A ideia do "Battlecruiser" é criar um couraçado barato para defesa das colónias. Acima desta categoria apenas existe o "Cruzador Pesado", que é nada mais nada menos que uma Fragata.

_________________

Portugal

Número de Mensagens: 3642
Capital: Lisboa/Madrid
Regime Politico: Monarquia Constitucional
Chefe de Estado: Sua Alteza Real D. Afonso VIII de Portugal, XIV das Espanhas
Data de inscrição: 18/01/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crise da Cisplatina

Mensagem  Brasil em Sex Dez 09, 2011 7:08 pm

Os espanhóis da Cisplatina, que antes estavam em sua maioria apoiando o "Generalíssimo" Nuñez agora estão rachados, não há apenas Nuñez, agora há o General Perón.

O general Domingues Perón propõe fazer tudo aquilo que Nuñez é contra, a plataforma dele é: defender a elevação da Cisplatina de território para estado nacional federal - mantendo então a união com o Brasil, a auto-gestão financeira e autonomia para acordos internacionais com outros estados federais. Outra coisa que Perón propõe também a renomeação oficial de Cisplatina para Uruguay, além da troca dos símbolos estaduais. Essas propostas são bem aceitas tanto em Brasília, pelo governo brasileiro quanto pelo povo Uruguaio, o que tem feito com que os espanhóis que apoiam Nuñez, apoiem agora Perón.

Nuñez viu que mostrar suas garras franquistas não foi um bom negócio, ainda mais depois de ter tocado para toda a Cisplatina a marcha "Cara al Sol". Sua popularidade que antes era 65%, caiu para 45%, enquanto a popularidade de Perón, que era de 1% subiu para 56% após suas aparições em rádios e televisões da Colônia do Sacramento, que ecoam para todo o departamento de Colônia e também para o resto da Cisplatina, Burgolavia e Rio Grande do Sul.


Brasil

Número de Mensagens: 965
Idade: 20
Capital: Brasília (Brasil) e São Paulo (SP)
Regime Politico: Monarquia Constitucional Parlamentar / República Presidencialista Aristocrática (São Paulo)
Chefe de Estado: SMI&R. Imperador Maximilien I do Brasil e de São Paulo
Data de inscrição: 29/09/2010

Ver perfil do usuário http://www.nationstates.net/nation=SPaulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crise da Cisplatina

Mensagem  Portugal em Sex Dez 09, 2011 7:34 pm

Quer Lisboa quer Madrid criticam o Brasil pela sua "moleza" quanto ao assunto...

_________________

Portugal

Número de Mensagens: 3642
Capital: Lisboa/Madrid
Regime Politico: Monarquia Constitucional
Chefe de Estado: Sua Alteza Real D. Afonso VIII de Portugal, XIV das Espanhas
Data de inscrição: 18/01/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crise da Cisplatina

Mensagem  Brasil em Sex Dez 09, 2011 7:45 pm

O Interventor da Cisplatina, Cel. Georges Youssef e o Primeiro-Ministro Umberto Matarazzo agradeceram o apoio lusitano em uma missiva oficial. O Interventor Youssef e o representante do primeiro-ministro na Cisplatina, o Gal. Perón estão na Colônia do Sacramento para receber as tropas luso-espanholas.

Já em Porto Alegre, a Junta Governativa da Cisplatina, ordenou para que seja aplicado o "Operação Trinta Horass" (OOC: Esse Plano é uma cópia do plano dos generais da Ditadura Militar Brasileira em invadir o Uruguai caso os comunistas vencessem:
http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,OI3964270-EI306,00-Brasil+planejou+invadir+o+Uruguai+nos+anos+diz+pesquisador.html & http://pt.wikipedia.org/wiki/Opera%C3%A7%C3%A3o_Trinta_Horas). Dentro de Trinta Horas TODO o Território da Cisplatina estará ocupado.

Nos bastidores de Brasília, nos corredores do Congresso Nacional, tudo indica que a Cisplatina irá se tornar Uruguai e sob o comando de Perón.



Brasil

Número de Mensagens: 965
Idade: 20
Capital: Brasília (Brasil) e São Paulo (SP)
Regime Politico: Monarquia Constitucional Parlamentar / República Presidencialista Aristocrática (São Paulo)
Chefe de Estado: SMI&R. Imperador Maximilien I do Brasil e de São Paulo
Data de inscrição: 29/09/2010

Ver perfil do usuário http://www.nationstates.net/nation=SPaulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crise da Cisplatina

Mensagem  Portugal em Sex Dez 09, 2011 7:50 pm

A verdade é que nenhum corpo militar espanhol está na área. Mas certo é, que caso Brasília e São Paulo se voltem contra Montevideu... Que os navios espanhóis vão começar uma barragem sobre a capital uruguaia...
Na Peninsula Ibérica a questão uruguaia, é recebida ora de forma apaixonada, ora de forma lacónica... Os falangistas espanhois, e os Nacionais-Sindicalistas portugueses estão com entusiasmo que Nunez ganhe a questão e instaure um regime nacionalista no Uruguay. Já os Liberais, portugueses e espanhóis, estão altamente empenhados em pressionar o Brasil aniquilar quer Perón quer Nunez. Os Carlistas e Integralistas, estão no descrédito e mais empenhados em escurraçar os Liberais do poder, e em chutar a Falange do seu caminho, que tenta a todos os custos infiltrar-se na política espanhola.

_________________

Portugal

Número de Mensagens: 3642
Capital: Lisboa/Madrid
Regime Politico: Monarquia Constitucional
Chefe de Estado: Sua Alteza Real D. Afonso VIII de Portugal, XIV das Espanhas
Data de inscrição: 18/01/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crise da Cisplatina

Mensagem  Bahia em Sex Dez 09, 2011 8:34 pm

Simões Filho do Sul(capital do vice-reino de Almeida Braz) e Salvador criticam a passividade brasileira frente a questão e reafirma que a proposta do envio do IX Batalhão da Guarda Real, bem como o treinamento militar do curso de Táticas Agressivas de Interrogatório.

Bahia

Número de Mensagens: 1294
Capital: Cidade Imperial de Salvador
Regime Politico: Monarquia
Chefe de Estado: Imperador Gabriel Bertochi
Data de inscrição: 17/12/2009

Ver perfil do usuário http://www.nationstates.net/nation=brasil_do_norte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crise da Cisplatina

Mensagem  Brasil em Sex Dez 09, 2011 8:53 pm

Bahia escreveu:Simões Filho do Sul(capital do vice-reino de Almeida Braz) e Salvador criticam a passividade brasileira frente a questão e reafirma que a proposta do envio do IX Batalhão da Guarda Real, bem como o treinamento militar do curso de Táticas Agressivas de Interrogatório.


O Governo Brasileiro envia uma carta pública ao governo baiano, agradecendo seus préstimos mas que não há a dita "passividade" por parte do governo Brasileiro em seus problemas internos. Caso a Bahia deseje ajudar o Brasil, irá ajudar se unindo à Federação Brasileira.

Brasil

Número de Mensagens: 965
Idade: 20
Capital: Brasília (Brasil) e São Paulo (SP)
Regime Politico: Monarquia Constitucional Parlamentar / República Presidencialista Aristocrática (São Paulo)
Chefe de Estado: SMI&R. Imperador Maximilien I do Brasil e de São Paulo
Data de inscrição: 29/09/2010

Ver perfil do usuário http://www.nationstates.net/nation=SPaulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crise da Cisplatina

Mensagem  Bahia em Sex Dez 09, 2011 9:49 pm

Aliados? Sim, mas paises diferentes é preciso deixar isso bem claro, querem ajuda na questão do problema no "independista" ok. mas unificação? Sem derramamento de sangue é uma utopia paulista...

Bahia

Número de Mensagens: 1294
Capital: Cidade Imperial de Salvador
Regime Politico: Monarquia
Chefe de Estado: Imperador Gabriel Bertochi
Data de inscrição: 17/12/2009

Ver perfil do usuário http://www.nationstates.net/nation=brasil_do_norte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crise da Cisplatina

Mensagem  Burgolavia em Ter Dez 13, 2011 11:33 am

Por muito difíceis que fossem as relações com os brasileiros, um Uruguay de extrema-direita seria algo intolerável, e o governo brasileiro é informado disso mesmo, que caso Nunez vencesse e conseguisse controlar uma nação, a Burgolavia agiria militarmente para lhe retirar qualquer poder.

Burgolavia
Internacional Socialista

Número de Mensagens: 568
Capital: Praga
Regime Politico: Socialismo
Chefe de Estado: Domingos Cardozo
Data de inscrição: 23/10/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crise da Cisplatina

Mensagem  Portugal em Ter Dez 13, 2011 2:56 pm

Sabendo da posição burgulava, devido ás missivas enviadas ao Brasil, Portugal e Espanham não ousam em emitir um "Ultimatum" informando a Burgulávia para se manter afastada do Uruguai, e que qualquer intervenção contra o Uruguai seria considerado como um acto de guerra contra Portugal.

Não se pode entender este acto como uma defesa da extrema direita, mas simplesmente por uma questão de querer resolver tudo internamente, especialmente permitir ao Brasil resolver a questão internamente, e em caso de Guerra... Os novos regimes liberais receberem a coroa de louros de "arautos e campeões da Liberadade".

_________________

Portugal

Número de Mensagens: 3642
Capital: Lisboa/Madrid
Regime Politico: Monarquia Constitucional
Chefe de Estado: Sua Alteza Real D. Afonso VIII de Portugal, XIV das Espanhas
Data de inscrição: 18/01/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum