Comunidade NationStates Portugal
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias

+6
Britannia
Portugal
Scream_off
Roma
URS
Athaulphia
10 participantes

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Ir para baixo

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Empty ESPECIAL:RESULTADOS DAS ELEIÇÕES

Mensagem  Athaulphia Qua Dez 22, 2010 4:54 pm

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Logo_s10

ESPECIAL ELEIÇÕES: OS RESULTADOS
Sem surpresas numas eleições com poucas expectativas: Miranda repetirá

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Eleccins2010
Resultado das eleições à Xunta Xeral da República, 2010
Clique para ver o resultado das eleições anteriores (2008)

O resultado das eleições de ontem não deixa surpresas e o mapa político athaúlphico mantem-se sem sobressaltos. A boa situação da economia, a satisfação geral dos cidadãos e o prestígio exterior e interior do governo de Adolfo Miranda levaram aos athaúlphicos a escolher a continuidade. E a comodidade: até o ponto de que mais de 700.000 votantes ficaram desta vez na casa e a participação baixou quase 5 pontos. Este aumento da abstenção explíca-se pelo pouco disputadas que estavam as eleições e a seguridade quase absoluta do resultado: todas as sondagens, até as mais críticas com o governo, apontavam à reeleição de Miranda como Chanceler. As dúvidas estavam em se seria reelecto com mais ou menos apoio: uns falavam do seu grande sonho, a maioría absoluta; outros duma baixada de escanos na Xunta, e de cómo isto podia favorecer aos rivais. Afinal não foi nem o um nem o outro.

A nova Xunta Xeral da República manterá uma correlação de forças quase igual. O governante PDS aumentou um escano, passando de 41 a 42 deputados. As expectativas socialistas eram maiores e o resultado foi um bocado decepcionante, mas os dirigentes do PDS explicam-no com a abstenção: muitos apoiantes do PDS não foram votar, dando por segura a vitória. Apessar disso, a maioria dos votantes indecisos preferiram não mudar o que já funciona e escolheram os socialistas.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Laporta-discurso-al-loro
Adolfo Miranda pronúncia o seu discurso ante os seus seguidores, após conhecerem-se os resultados:
“Agradecemos o apoio dos milhões de cidadãos e cidadãs que nos deram a sua confiança por mais quatro anos. Com este apoio, e sempre governando para todos, continuaremos desenvolvendo o nosso projecto de país próspero e progressista, que harmonice crescimento econômico e coesão social. Ésse é o nosso compromisso”.


Mais mobilização era esperada entre os votantes da UDC. Apessar disso, o partido de Rodrigo Muñiz também subiu apenas um escano, de 30 a 31 deputados na Xunta. A sua mensagem não convenceu a novos votantes e a maioria preferiu seguir confiando no PDS. Contudo, a UDC beneficiou-se da nova baixada da APP e consolidou-se como a primeiro partido da oposição e a força principal da dereita. A espectacular subida da UDC no 2008 não foi un facto isolado e a UDC afirmou-se.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Florentino_perez
Rodrigo Muñiz no momento de aparecer ante a imprensa, esta noite:
“UDC confirma-se e consolida-se como a alternativa clara e séria para os cidadãos e como um projecto com futuro para o país. Apessar de não ter ganho, a UDC continua ascendendo e estamos em condições de oferecer um projecto sólido e coerente, com o que seguiremos ganhando apoio entre os cidadãos”.


Os conservadores da APP sentiram a ausência do carismático Manuel Nazario nos cartazes: Eduardo Acebedo, embora ser um dos grandes activos do partido, não conseguiu manter os apoios de 2008. Muitos votantes conservadores escolheram pragmáticamente e apostaram por um cavalo com mais possibilidades (a UDC), confirmando o tombo que houve na dereita nas eleições anteriores. APP é a grande derrotada, baixando de 17 a 13 escanos. Porém, APP conserva um chão sólido de mais de um milhão de votantes.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 2010050891losantos
Eduardo Acebedo atende aos jornalistas na sua chegada à sede da APP:
“Acção Patriótica Popular, apessar dos maus agoiros, confirmou a sua solidez e a sua forza. A APP continuará a ser a voz daqueles athaúlphicos que não se resignam ao actual estado das coisas, e seguirá a falar com voz firme e forte em defesa da causa da justiça, a liberdade e os valores morais. Nem nos vão calar, nem vamos calar!”


A grande ganhadora foi a coligação de esquerdas e ambientalistas: “Alternativa” recolheu os descontentes das políticas socio-liberais do PDS que queriam dar um castigo a Miranda pela esquerda. “Alternativa” foi o único grande partido de subiu em votos apessar da abstenção (receveu um voto muito conscientizado e mobilizado), e passou de 11 a 13 deputados, o seu melhor resultado histórico. Os de Mayra Pimentel superaram em votos à APP e converteram-se na terceira força política do país.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 GuillermeAnaSandra
Mayra Pimentel (no centro) saúda aos seguidores de “Alternativa” na noite das eleições, junto com outros membros da sua candidatura:
“Caros colegas, hoje ouviu-se uma mensagem muito clara e forte: a mensagem da Athaulphia que quer uma economia social e solidária, que quer uma sociedade plural e aberta, que quer um ambiente limpo e são. Essa foi a mensagem que todos vocês enviaram através de 'Alternativa', e nós vamos espalha-la e defende-la. Por vocês, muito obrigada!”


Revista de imprensa

Hoxe:
• Miranda reelegido sem surpresas: four more years!
• UDC confirma o seu domínio na dereita enquanto APP afunda.
• Mayra Pimentel: mulher, jovem e protagonista do melhor resultado de “Alternativa”.

O Correio:
• Athaulphia votou continuidade: Miranda Chanceler, Muñiz chefe da oposição.
• Mensagem desde a esquerda: “Alternativa” avança e passa de 4ª a 3ª.
• Confussão em São Paulo: militares golpistas massacram civís.

O Nacional:
• A baixa participação e as promessas populistas mantém o impasse na Xunta.
• APP resiste a tempestade: Acebedo será a voz da oposição real.
• Mais uma mostra do militarismo agressivo comunista: a URS faz depender as universidades das forças armadas.

_________________
Toda a informação sobre Athaulphia em sua wiki: http://pt.nsportugal.wikia.com/wiki/Athaulphia
Athaulphia
Athaulphia
OCDE

Número de Mensagens : 2086
Capital : Athaulphópolis
Regime Politico : República Democrática Parlamentarista
Chefe de Estado : Presidente Ignacio Noguerol
Data de inscrição : 28/08/2008

http://www.nationstates.net/athaulphia

Ir para o topo Ir para baixo

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Empty Mensagem de Natal do Presidente da República

Mensagem  Athaulphia Sex Dez 24, 2010 12:07 pm

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Escudo10

MENSAGEM À NAÇÃO DO PRESIDENTE DA
REPÚBLICA DE ATHAULPHIA, O HONORÁVEL
DOM XOSÉ ANTONIO VÁZQUEZ VALCÁRCEL



SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Mensaxenadal2010
Caros cidadãos:

Mais um ano permito-me entrar por uns minutos nas suas casas com ocasião destas festas, para desejar-lhes um feliz Natal e um próspero Ano Novo 2011. Que todos disfrutem destes días de paz e fraternidade com as suas pessoas mais caras e que o ano próximo seja melhor do que éste, mas nem tanto como será o seguinte.

Fechamos estes dias um ano cheio de grandes momentos para o nosso país. Foi este um ano em que a nossa economia se estabilizou no topo das economias do mundo, consolidando-se num nível “frightening”. Este foi um um sucesso colectivo de todos os athaúlphicos e athaúlphicas, depois de anos de esforço e sacrifícios, que hoje é recompensado com uns níveis de bem-estar, justiça social e liberdades acima do nunca antes visto nesta terra. Neste ano a nossa nação continuou no caminho do desenvolvimento econômico com o progresso social. Atingimos um dos máximos PIBs per capita do mundo e o desemprego desceu, enquanto aumentaram os orçamentos, absolutos e por habitante, em sanidade, educação, bem-estar e igualdade social, colocando-nos no primeiro posto mundial em qualidade de vida.

Aliás, as nossas empresas cresceram e extenderam-se pelos mercados mundiais, as nossas infraestruturas melhoraram e o nosso ambiente, tão castigado anos atrás, está a fazer avances na sua recuperação. Athaulphia está na vangarda das novas energias “verdes”, como mostramos na “expo” de Dublín. Também a nossa projecção internacional se viu potenciada na “expo” de Constantinopla, e especialmente no grande acontecimento mundial do ano 2010, os Jogos Olímpicos de Athaulphópolis.

Os Jogos Olímpicos foram a culminação do nosso trabalho e a maior e melhor mostra das capacidades deste país. Durante várias semanas as nações do mundo inteiro tiveram os olhos focados na nossa capital e no país em geral, e podemos estar certos de que a impressão que levaram não podia ser melhor. Além disso, os benefícios para a nossa economia, o nosso turismo, os nossos transportes, as nossas cidades e em geral para a imagem do país cumpliram e até superaram todas as expectativas.

A organização dos primeiro Jogos Olímpicos da era moderna, e o jeito em que a fizemos, são um dos maiores motivos de orgulho de Athaulphia. Nunca poderá ser esquecido o trabalho e o sucesso de todos os que participaram, desde o comité organizador até os voluntários, e também dos cidadãos em geral que, no mínimo, aportaram o seu entusiasmo e apoio. E também devemos lembrar sempre o sucesso dos nossos desportistas, que atingiram o topo do desporto mundial, e que emocionaram a todos os seus compatriotas, com o seu esforço por serem melhores.

Athaulphia tem demostrado neste ano a sua capacidade, no econômico, no social e também no político e diplomático. Hoje temos um sistema democrático bem assentado e uma estabilidade que são exemplo para o mundo. Além disso, Athaulphia participa hoje na primeira linha das instituições internacionais, aportando o seu modesto esforço por alcançar um mundo mais seguro, estável e livre. Athaulphia mantém a sua forte aposta na Sociedade das Nações como o forum necessário para o encontro e o diálogo entre os povos do mundo.

E porque acreditamos na paz e a colaboração, hoje os nossos homens estão trabalhando em Trondheim para que aquela parte da Humanidade poda viver em paz, depois da terrível guerra que os sacudiu. Enviamos o nosso mais afetuoso saúdo, de jeito especial, aos homens e mulheres da MINT, aos nossos colaboradores da FUS e a URS nessa difícil mas noble missão, e ao povo de Trondheim, ao que deseamos que poda ter na fim um futuro em justiça e paz.

Athaulphia é hoje uma potência econômica perfectamente integrada na OCDE, a aliança dos nossos leáis sócios e vizinhos, aos que tanto agradecemos e aos que enviamos os nossos melhores desejos nestas datas. As nações da Norteamérica criamos um espaço comúm de liberdade e prosperidade do que estamos muito orgulhosos e que demostrou ser o melhor caminho para a prosperidade conjunta dos povos. Fazemos com os nossos sócios, a União de Kalmar e a Federação Unida de Scream_off, um brinde por um futuro ainda mais próspero e feliz.

Encaramos um novo ano com o repto de manter esta boa tendência na que estamos. Os lucros de estes anos não devem fazer que esqueçamos o trabalho feito até hoje e nos deixemos levar pela comodidade. A paz, a liberdade e a prosperidade da que disfrutamos não caem do céu, mas são o fruto de muito esforço, e esse esforço deve manter-se se queremos seguir disfrutando da nação que hoje temos. Por isso, com ánimo e optimismo, mas com compromisso pelo país, devemos receber o ano 2011.

E permitan-me concluir a minha mensagem falando por um momento de mim próprio, para fazer-lhes um anúncio. Como todos sabem, faltam poucas semanas para a conclusão do meu mandato presidencial. Ainda que a Constituição me permite aspirar a um novo mandato, tomei a decissão de que não me vou candidatar à reeleição.

Considero chegada a altura em que já consegui todo aquilo ao que podia aspirar na minha vida política, e posso considerar-me plenamente satisfeito pelo atingido nestes anos pela nossa República. É para mim um grande orgulho e satisfação ter participado nesta época da nossa História desde uma posição tão privilegiada. Por isso devo ser eu o que agradeça a todos vocês, cidadãos de Athaulphia, e às nossas instituições democráticas, por me ter permitido nestes anos representar-lhes humildemente desde o ofício de Presidente da República.

Chegou, pois, o momento de ceder o passo a outros mais jovens e preparados e retirar-me para poder disfrutar, como um cidadão mais, da vida nesta grande nação que temos construido juntos.

Despido-me, finalmente, nesta minha última mensagem presidencial de Natal, desejando de novo um feliz Natal e um próspero ano 2011 a todos os athaúlphicos e athaúlphicas, lá onde esteam. Um fraterno abraço e um desejo de paz para todos, bem nas suas casas com as suas pessoas queridas, bem velando pela segurança dos seus compatriotas, bem servindo à causa da paz em longínquas terras. O mesmo afeto e o mesmo desejo de paz para todos os nossos irmãos dos povos do mundo, nas suas terras ou nas nossas.

Muito obrigado a todos pela sua atenção, e muito obrigado, com certeza o digo, pelo seu apoio nestes anos. Tenham todos uma boa noite.
OOC: esta foi a minha primeira mensagem de Natal redigida directamente em português, sem ajuda de traductores nem diccionários; não sei se ficou bem ou ficou horrível. Seja o que fôr, feliz Natal para todos!

_________________
Toda a informação sobre Athaulphia em sua wiki: http://pt.nsportugal.wikia.com/wiki/Athaulphia
Athaulphia
Athaulphia
OCDE

Número de Mensagens : 2086
Capital : Athaulphópolis
Regime Politico : República Democrática Parlamentarista
Chefe de Estado : Presidente Ignacio Noguerol
Data de inscrição : 28/08/2008

http://www.nationstates.net/athaulphia

Ir para o topo Ir para baixo

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Empty Re: SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias

Mensagem  Portugal Sab Dez 25, 2010 11:13 am

OOC: A piada reside precisamente no português corrumpido por galego Wink Tipo... Dá uma certa autênticidade a Athaulphia, e faz notar bem que é um país de cultura galega. Quem me dera a mim ter noções de castelhano para a RTE, para dar um toque de realismo á coisa Smile

_________________
SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Assinaturaportugal
Portugal
Portugal

Número de Mensagens : 3627
Capital : Lisboa/Madrid
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Sua Alteza Real D. Afonso VIII de Portugal, XIV das Espanhas
Data de inscrição : 18/01/2009

Ir para o topo Ir para baixo

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Empty Comentários de opinião

Mensagem  Athaulphia Seg Jan 03, 2011 6:16 pm

Britannia escreveu:
O GOVERNO DE SUA MAJESTADE INFORMA todos os leais súbditos que o resultado oficial das eleições, e por consequente a composição da casa dos comuns do parlamento, é o seguinte: Partido Conservador - Venceu em 401 distritos eleitorais elegendo 401 deputados; Partido Liberal-Democrata - Venceu em 197 distritos eleitorais elegendo 197 deputados; Partido Progressista - Venceu em 2 distritos eleitorais elegendo 2 deputados; Partido Trabalhista da Grã-Bretanha - Não elege deputados; Partido Social-Democrata da Grã-Bretanha - Não elege deputados; Outros Representados - Não elegem deputados e não chegam a 1% do voto popular.

A CÂMARA DOS COMUNS DO PARLAMENTO será pois composta por 401 Conservadores, 197 Liberais-Democratas e 2 Progressistas. SUA MAJESTADE irá convidar assim formalmente JOSEPH CHAMBERLAIN, Lider dos Conservadores, partido mais votado, a formar governo e a procurar a confiança da câmara dos comuns.

A comissão também notifica que o voto popular foi de 145,325,248 (38%) no Partido Conservador; 157,258,012 (41%) no Partido Liberal-Democrata; 72,958,847 (19%) no Partido Progressista e 3,258,558 no Partido Trabalhista da Grã-Bretanha.
Os resultados das eleições britânicas geram numerosos comentários em Athaulphia, criticando um sistema eleitoral que da uma maioría esmagadora de 2/3 de deputados a um partido com o 38% dos votos, e que além disso é o SEGUNDO das votações. Os comentários mais benevolentes dizem coisas como:
Carlos Arnau, no jornal "Hoxe", escreveu:
Quando o sistema eleitoral vira no pior inimigo da democracia

[...] O obsoleto e injusto sistema britânico é o mesmo que Athaulphia abandonou faz quatro anos, depois de que causasse a sua pior crise política desde os anos 40. A desporporção do sistema maioritário em distritos uni-pessoais não é apenas um problema por fabricar maiorias artificiais e distorcer o voto popular. Também é um perigo, porque condena a amplas camadas do eleitorado à irreleváncia política, empurrándo-as a procurar outros caminhos para fazer valer sua voz, caminhos que podem ser os da marginalidade, a violência e o golpismo.

Hoje, 4 de cada 10 britânicos, os que votaram Lib-Dem, estão a perguntar-se por qué, se obtiveram mais votos do que os Conservadores, têem que aceitar que os Conservadores tenham mais do dobro de deputados e a capacidade de governar, fazer e desfazer sem qualquer freo (67% de escanos!). Hoje 4 de cada 10 britânicos ficaram frustrados e desiludidos com o sistema eleitoral. Se o novo governo britânico quer agir sabiamente, devia pensar em consertar esse sistema eleitoral para evitar este problema. Caso contrário, a frustração e a desilusão dessa maioria de votantes irá crescer, e não afectará apenas o sistema eleitoral, mas sim o Sistema político enteiro.
Como mostra de opinião menos benevolente, um clásico:
Armando Bulla, na revista "Crítica", escreveu:
The Great Meredith's Puppet Show!

[...] O falhanço do sistema eleitoral maioritário e coisa muito bem conhecida nestas terras, mas, porventura alguém acredita que pode chegar sozinho ao extremo de distorção da vontade popular que vimos na Britannia? Oh, não, meus senhores. Para que o reconto de votos faça coisas evidentemente injustas como dar a vitória ao que ficou segundo é necessária uma mão por trás. E não há que ser Sherlock Holmes para deduzir de quém é essa mão.

[...] A ditadora Meredith estreou ontem um fatinho novo: o de monarca constitucional, parlamentar e por suposto, muito muito súper-democrata. O seu fatinho de autócrata já tinha passado de moda e era mal visto na comunidade internacional. "O qué é que eu tenho que fazer para luzir como democrática?", perguntou aos seus cortesãos; "Olhe, senhora, nas democracias votam e elegem o governo", disseram-lhe. "Pronto, pois votaremos e elegeremos o governo", respondeu a senhora. E repartiram o trabalho: o povo votou, e a rainha elegeu o governo.

Depois de atirar as papeletas de voto dos cidadãos ao lixo ("pena de papel esbanjado", pensaria), a Meredith sentou para tomar chá da tarde e comer sandes de pepino com os seus cortesãos, enquanto repartiam as cadeiras do parlamento. Ela pensou que havia ser muito simples: "Gosto dos conservadores, deamos-lhes as cadeiras!"; "Mas senhora, não podem ter todas as cadeiras do parlamento, há que deixar alguma para os demais", deveu apontar-lhe um cortesão menos retarded do que os outros. E depois de muito pensar e muito duvidar, chegaram à partilha que ontem fizeram pública: 400 escanos para os conservadores! Ou qué porra: 401! Acreditam? Bem, eu também tive um tio que dizia que pescara um salmão de dois metros, e o pessoal também nunca acreditou... se tivesse dito que o salmão media um metro, ainda ainda...

[...] Afinal, sempre é certo que no Império Britânico seguem a norma de "um homem, um voto", neste caso "uma mulher, um voto". A mulher é a Meredith, e o voto é o seu. E pronto.

_________________
Toda a informação sobre Athaulphia em sua wiki: http://pt.nsportugal.wikia.com/wiki/Athaulphia
Athaulphia
Athaulphia
OCDE

Número de Mensagens : 2086
Capital : Athaulphópolis
Regime Politico : República Democrática Parlamentarista
Chefe de Estado : Presidente Ignacio Noguerol
Data de inscrição : 28/08/2008

http://www.nationstates.net/athaulphia

Ir para o topo Ir para baixo

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Empty FESTA NACIONAL DO PRIMEIRO DE ABRIL 2011

Mensagem  Athaulphia Sex Abr 01, 2011 5:54 pm

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Logo_s10

ESPECIAL INFORMATIVO:

Festa Nacional do Primeiro de Abril

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Escudo10
SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Bandei10 SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Bandei10

Hoje celebrou-se em Athaulphia o feriado mais importante do ano: a Festa Nacional do Primeiro de Abril, na que se celebram os 533 anos da Fundação de Athaulphia.
SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Garay2
Mural “A Fundação de Athaulphia”, de Artur Laxe (Câmara Municipal de Athaulphópolis)

A Festa Nacional caiu este ano em sexta-feira, o que deu ocasião para uma fim-de-semana prolongada que muitos cidadão aproveitaram para fazer umas mini-férias. Já a noite de ontem foi aproveitada para grande número de festas, concertos e verbenas. O bom tempo no começo da primavera favoreceu os actos e o ócio: muitos athaúlphicos fizeram hoje a primeira visita do ano à praia, além de desfrutar dos espetáculos desportivos e culturais programados para estas festas e os actos institucionais.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 2.1247754143.1_la-rambla-barcelona
O Primeiro de Abril foi um dia soleado e primaveral em todo o país e os athaúlphicos sairam à rua para celebra-lo e desfrutar dum passeio, junto com os actos oficiais

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 11440-620-282
Oferenda cívica do Conselho Comarcal de Nova Barcelona na Festa Nacional

O Presidente da República, Xosé Antonio Vázquez Valcárcel, presidiu os actos oficiais, que começaram com o tradicional desfile das Forças de Segurança da República, pela Gran Vía do Primeiro de Abril de Athaulphópolis: Forças Armadas, Polícia e Corpos de Emergências desfilaram ante o público da capital e as autoridades do Estado. Nesta ocasião foi muito destacada a participação de unidades da Missão Internacional da Sociedade das Nações em Trondheim, cujos membros foram especialmente louvados e ovacionados pelo público.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Desfilemilitar
Os “Capacetes Azuis” athaúlphicos saúdam ao Presidente enquanto desfilam perante a tribuna de autoridades

O desfile acabou com uma oferenda de flores em homenagem aos Fundadores e aos caidos por Athaulphia, a seguir da qual o Presidente pronunciou o seu discurso oficial para este Primeiro de Abril:

Cidadãos de Athaulphia:

Hoje todos os athaúlphicos e athaúlphicas celebramos mais um ano como nação, um novo aniversário desta comunidade humana. Uma comunidade que nasceu como o sonho de um grupo de idealistas que cruzaram o océano para criar um novo lar, um lar onde serem livres, onde viver em justiça e onde trabalhar fraternalmente pelo futuro dos seus filhos. Esses filhos que somos nós.

[…]

Num mundo abalado pela guerra e as tensões, devemos tomar consciência do valor do que temos. E por isso não devemos esquecer o preço da paz, da liberdade e da prosperidade: temos paz nas nossas casas e nas nossas ruas porque não estamos divididos; temos liberdade e convivéncia entre os cidadãos, porque não somos intolerantes; temos prosperidade humanamente distribuida, porque não somos egoistas. Enquanto Athaulphia permaneça unida, tolerante e solidária, será o lar que todos queremos.

[…]

Neste dia de festa celebramos o nosso orgulho como nação, como povo e como cidadãos. Por isso, com os pés nesta Nossa Terra e os olhos na Estrela Guía da nossa bandeira, proclamemos hoje a nossa fidelidade e o nosso sentimento:

¡VIVA ATHAULPHIA!
O Presidente ofereceu depois um almoço oficial ao corpo diplomático no Palácio da Citánia. Antes teve lugar a entrega das medalhas nacionais, concedidas aos cidadãos athaúlphicos distinguidos este ano em diversos campos. Entre eles estiveram vários membros do comité organizador dos Jogos Olímpicos e investigadores no sector das novas tecnologias e das energias limpas.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 B76e401e3b7747586c430629119b_grande
O Presidente da República num momento da entrega de medalhas

Este foi o último Primeiro de Abril presidido pelo Presidente Vázquez Valcárcel, pois o Chefe do Estado já anunciou que não se candidatará para as eleições presidenciais de Maio. Por esta circunstância o Presidente recebeu parabéns e cumprimentos de muitos dos assistentes aos actos oficiais, que ele agradeceu entre brincadeiras.

Entre o grande número de actos públicos celebrados por todo o país destacou um jogo amigável de futebol entre a selecção athaúlphica e um combinado de jogadores estrangeiros da Liga Nacional, que teve lugar no Estádio do Couto de Auria e acabou em empate 2-2. Este jogo foi organizado, com carácter benéfico, pela Cruz Vermelha e Médicos sem Fronteiras, para ajudar as vítimas da guerra de Trondheim.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Arribada-
Recreação da Fundação em Maus de Salas. O Primeiro de Abril é uma festa patriótica mas também histórica, e por isso esta efeméride é a ocasião para celebrar festas e feiras medievais e disfarçar-se de época. Por todo o país as cidades e vilas voltaram por umas horas ao tempo dos Descubrimentos, rememorando a Europa ou os reinos indígenas tuporaki do século XV.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Banner%20fila
Um grupo de gaitas e danças tradicionais amenizando as festas numa vila athaúlphica. A festa nacional é um acontecimento para a celebração da identidade cultural e a tradição athaúlphica, e são muitos os grupos folclóricos que saem às ruas, com os fatos e os instrumentos tradicionais do país.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 12953719912886IMG
A Orquestra Sinfônica Nacional de Athaulphia no seu tradicional concerto do Primeiro de Abril, transmitido pela TV. Este ano o repertório incluiu peças de Rimsky-Korsakov, Beethoven e Dvorak, rematadas com a solene interpretação do Hino Nacional.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Playa_barceloneta
O dia foi tão bom que nas cidades da costa muitos tomaram o seu primeiro banho do ano, enchendo as praias. As previsões anunciam que o bom tempo continuará toda a fim de semana.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Feuerwerk-a18689976-e1293823167738
Como todos os Primeiros de Abril, a jornada foi fechada por espectaculares fogos de artifício, como estes atirados em Athaulphópolis, com a Citánia no fundo. Com este espectáculo, tão do gosto athaúlphico e que nunca faltam nas grandes ocasiões, remataram as festas pelo 533 aniversário do nosso país.

OOC: estive quase 3 mêses sem postar notícias! Shocked Tenho isto mesmo esquecido.

_________________
Toda a informação sobre Athaulphia em sua wiki: http://pt.nsportugal.wikia.com/wiki/Athaulphia
Athaulphia
Athaulphia
OCDE

Número de Mensagens : 2086
Capital : Athaulphópolis
Regime Politico : República Democrática Parlamentarista
Chefe de Estado : Presidente Ignacio Noguerol
Data de inscrição : 28/08/2008

http://www.nationstates.net/athaulphia

Ir para o topo Ir para baixo

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Empty Re: SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias

Mensagem  URS Sab Abr 02, 2011 1:34 pm

ooc: é pena, és de longe quem escreve melhor nas notícias.
URS
URS
Internacional Socialista

Número de Mensagens : 14751
Capital : Valtland
Regime Politico : Socialismo
Chefe de Estado : Maximus Thorvald
Data de inscrição : 14/08/2008

Ir para o topo Ir para baixo

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Empty Re: SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias

Mensagem  Portugal Dom Abr 03, 2011 12:22 pm

O Vice-Rei das Espanhas, D. Afonso de Bourbón-Parma esteve presente em todas as cerimónias como figura de estado, e a salientar as boas relações ibéricas. Contudo, o Generalíssimo Vidal, literalmente esquivou-se de tal. Isto é prelúdio de um afastamento dos Carlistas relativamente a D. Juan, e um acentuar na escalada do imperialismo espanhol sobre o mundo. Contudo a figura fátua de D. Juan, fez com que nada fosse topado, acabando nem por passar boa imagem de Espanha, nem muito menos má imagem. A neutralidade imperou... Esquivou-se a todas as reportagens. Acabou por ir á civil, sem qualquer farda militar, e ainda hoje recusa usar qualquer farda militar... As más bocas dizem que o Vice-Rei da Espanha é Vidal, e D. Juan é que "dá o nome".

_________________
SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Assinaturaportugal
Portugal
Portugal

Número de Mensagens : 3627
Capital : Lisboa/Madrid
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Sua Alteza Real D. Afonso VIII de Portugal, XIV das Espanhas
Data de inscrição : 18/01/2009

Ir para o topo Ir para baixo

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Empty Convocadas Eleições Presidenciais

Mensagem  Athaulphia Qui Jul 14, 2011 5:18 pm

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Logo_s10

Começou a corrida para as Eleições Presidenciais 2011

Hoje foi publicado o decreto que anúncia as eleições à Presidência da República de Athaulphia de 2011. O actual Presidente, Xosé Antonio Vázquez Valcárcel, decidiu não concorrer para um novo mandato, apesar de ter constitucionalmente a possibilidade de optar a mais uma reeleição.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 2007091976marin
Vázquez Valcárcel decidiu renunciar a um novo mandato

Isto abre uma eleição “aberta” para a chefia do Estado. De acordo com a Constituição, o cargo de Presidente da República tem funções apenas representativas e moderadoras, e é eleito diretamente pelo povo, pelo sistema do voto preferencial. As candidaturas devem ser apresentadas pelo Presidente em exercício, 25 deputados, os Conselhos de 4 Comarcas ou 50.000 assinaturas. Isto permite ao PDS (com 42 deputados) e à UDC (com 39) apresentar um candidato diretamente, enquanto os outros partidos da Xunta (Alternativa e APP) terão que apresentar assinaturas (embora não se prevejam dificultades, pois ambos têm os militantes necessários). Até esta data, ainda não foi apresentada nenhuma candidatura independente, mas aínda há tempo.

Estas “restrições” às candidaturas têm sido objecto de críticas por serem consideradas pouco democráticas. Por outra parte, os seus defensores consideram que procuram que qualquer aspirante à Presidência seja uma pessoa de amplo respaldo social e político, evitando “aventureiros” para a suprema magistratura da nação. “O facto de o Presidente ser uma figura ante tudo simbólica, com poucos poderes executivos reais, faz com que estas restricções não afectem ao carácter democrático do nosso sistema”, afirma Santiago Dopico, professor de direito constitucional da Universidade de Rivendel; “Realmente elegemos um símbolo da nação, não um governante”.

O PDS vai celebrar eleições primárias para escolher o seu “presidenciável”

Com a renúncia de Vázquez Valcárcel, os socialistas terão que procurar um novo candidato. O actual Presidente não quisse propôr nenhum nome, deixando ao partido a decissão. O processo de primárias dentro do PDS começará na próxima semana com a apresentação das candidaturas. Apesar de que vários dirigentes socialistas pouco conhecidos anunciaram a sua intenção de concorrer, as apostas dos especialistas centram-se em várias das principais figuras do governo actual, incluíndo algumas que não parecem ter vontade de concorrer. Segundo os comentários da imprensa, ante a possível candidatura de figuras conhecidas e carismáticas por parte dos outros partidos, os militantes do PDS apostarão no seguro.

Os principais “candidatáveis” do PDS:

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Prepds
De esquerda a direita, Miranda, Noguerol, Loureiro e Vila

Adolfo Miranda: o actual Chanceler e Primeiro Secretário do partido é um dos primeiros nomes nos que se falou. Porém, já desde o primeiro momento o Chanceler declarou que não está interessado em acceder à Presidéncia: “fui eleito para ser Chanceler e devo cumprir com o que os athaúlphicos me encarregaram”, disse. Fontes proximas a Miranda assinalam que ele poderia pensar na Presidéncia, mas para dentro de algúns anos, não para já: “Miranda aínda é jovem e tem muito mais a fazer como chefe do governo do que como chefe do Estado”.

Ignacio Noguerol: o Conselheiro de Economia é um dos melhor situados para suceder a Vázquez. Noguerol é veterano e prestigioso, e apesar de ser muito discreto e ser menos conhecido internacionalmente do que outros, tem uma trajectória impecável na Universidade e no Governo. Ele foi o que pilotou a “milagre económica athaúlphica” desde que negociou a entrada de Athaulphia na OCDE, e não obstante ser mal visto desde a esquerda (pelas suas reformas liberalizadoras), é um dos conselheiros melhor valorados pelo conjunto dos cidadãos.

Helena Loureiro: a Conselheira de Estado tem sido um dos membros mais activos e visíveis do Governo, e tem ganho prestígio internacional e contactos amigáveis com outros governos. Loureiro está no topo da sua carreira, seria uma boa candidata e poderia ser a primeira mulher Presidenta da República, mas ela própria semelha estar satisfeita no seu actual posto e o Chanceler Miranda “quere-a onde ela está”.

Domingos Vila: o ex-Secretário-Geral da Sociedade das Nações e actual Alto Comisionado da Missão Internacional em Nord Trondheim é outro nome com projeção internacional. Vila já recebeu a proposta de parte do partido para se candidatar, e aínda que não deu aínda uma resposta definitiva, os seus problemas de saúde, a sua idade e o seu desejo de se reformar da vida pública já expresado várias vezes (“a SdN desgasta muito”, disse) fazem pensar que finalmente escolha não concorrer.

“Alternativa” já tem candidato: Baltasar Banet

A fronte de esquerdas “Alternativa”, que na altura apoiou Vázquez Valcárcel como o seu candidato, não apoiará desta vez a candidatura socialista, depois das suas recentes divergências com o PDS. Portanto, vem de escolher o seu candidato após uma eleição primária muito concorrida. Depois da reforma do “velho mestre” Henrique Díaz e a renúncia da nova Coordenadora Federal da coligação, Mayra Pimentel, a candidatar-se para Presidente (pois prefire concentrar-se no seu trabalho de oposição parlamentar), até cinco militantes, algúns deles dirigentes de longa trajectória, concorriram nas primárias, que levaram a uma segunda volta.

O vencedor destas primárias e candidato a Presidente da República por “Alternativa” é o histórico dirigente ambientalista e antigo líder do Partido Verde, Baltasar Banet. Banet, um dos fundadores da coligação, tem uma longa trajectória como activista ligado ao desenvolvimento rural: professor da Escola de Engenheria Agrónoma de Bande, divulgador científico no campo da ecologia e criador da Fundação Athaulphia Verde (que impulsa projectos de agricultura sustentável e energias renováveis), tem sido também um destacado opositor às políticas agrárias, industriais e energéticas dos governos da APP e do PDS.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Media-4161-320-180-
Baltasar Banet, no acto de proclamação da sua candidatura

Com a vitória de Banet fica confirmada a viragem em “Alternativa”, na que as tendências ao comunismo ortodoxo foram as grandes derrotadas das primárias. “Alternativa” move-se “do vermelho ao verde”, facendo das políticas ambientalistas e do desenvolvemento sustentável o centro do seu programa.

Manuel Nazario volta ao cartaz da APP

O ex-Presidente da República e líder do partido conservador Acção Patriótica Popular, Manuel Nazario, será o candidato do seu partido à Presidéncia da República, como já fora anunciado nas passadas legislativas, nas que cedeu o leme ao seu homen de confiança Eduardo Acebedo.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 EsRadio+cesar+vidal
Manuel Nazario anunciando a sua candidatura numa recente entrevista radiofónica

Nazario tem como principal aval a sua experiência, pois governou o país desde 1995 a 2007. A sua presidência (que na altura unia as funções de chefe de Estado e de governo) foi caracterizada pela liberalização económica e a apertura exterior de Athaulphia após décadas de isolacionismo. Todavia, o seu estilo autoritário e as irregularidades, nunca esclarecidas, nas eleições legislativas de 2007, levaram ao seu “impeachment” nesse ano. Contudo, nada lhe impede candidatar-se novamente, e o seu nome segue a ser o grande símbolo da direita conservadora athaúlphica.

Nazario e a APP querem centrar a sua mensagem nos valores tradicionais e familiares, na ordem e a seguridade e na liberalização económica. Contudo, estas mensagens de campanha podem resultar confusas, pois muitas das medidas propostas não são competência do Presidente, mas do Chanceler.

A UDC ainda não tem candidato

O grande partido do centro-direita ainda não decidiu o seu candidato para a chefia do Estado. Embora o nome do seu líder Rodrigo Muñiz parecesse a escolha óbvia, este aínda não esclareceu as suas intenções: Muñiz tem maior interesse na chefia do governo actualmente ocupada por Adolfo Miranda, e a sua actividade tem estado centrada na oposição parlamentar.

Muñiz poderia deixar passo a outra figura do seu partido para a Presidência, e continuar ele como chefe da oposição e concorrer às próximas legislativas. Além disso, a lei permite-lhe concorrer à Presidência sem deixar o seu posto de diputado (que apenas teria que deixar em caso de ser ganhador); por esse motivo, poderia participar nas Presidenciais e, caso perder, continuar como chefe da oposição com opções a Chanceler. Em caso de ganhar, deixaria o posto de chefe da oposição e “chancelerável” a outro dos seus homens, assumindo ele a Presidência da República e abrindo uma interessante e incerta situação de “coabitação” com o seu actual grande adversário, o Chanceler socialista Miranda.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 1241508295_0
Rodrigo Muñiz não anunciará a sua decissão até finais deste mês

Rodrigo Muñiz terá que decidir nos próximos dias, e a situação não é clara. Finalmente a escolha dependerá do cargo que ele goste mais, Presidente da República ou Chanceler. Caso apresentar outro candidato, não há na UDC nenhum nome em destaque, o que pode ser um problema, pois um candidato desconhecido seria uma aposta demasiado arriscada.

Aliás, já houve chamamentos desde a APP para que UDC apoie o seu candidato Manuel Nazario, como candidato unitário da dereita. Contudo, UDC nasceu duma cissão da APP e a separação não foi amigável, tendo sido o confronto entre ambos os partidos muito forte nestes anos. Apesar disso, as coincidências ideológicas entre "populares" e "centristas" são importantes em muitos aspectos e as suas divergências são nomeadamente no estilo e nos nomes. Mas precisamente o que se escolhe na eleição presidencial é um nome e um estilo para representar a nação, mais do que um ideário, o que faz pouco provável a aliança.

_________________
Toda a informação sobre Athaulphia em sua wiki: http://pt.nsportugal.wikia.com/wiki/Athaulphia
Athaulphia
Athaulphia
OCDE

Número de Mensagens : 2086
Capital : Athaulphópolis
Regime Politico : República Democrática Parlamentarista
Chefe de Estado : Presidente Ignacio Noguerol
Data de inscrição : 28/08/2008

http://www.nationstates.net/athaulphia

Ir para o topo Ir para baixo

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Empty CAMPANHA PRESIDENCIAIS 2011

Mensagem  Athaulphia Sab Set 24, 2011 11:26 am

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Logo_s10

Arrancou a campanha das Eleições Presidenciais 2011

Começou a corrida para as Eleições Presidenciais do 30 de Setembro. Nesta data os athaúlphicos elegeremos um novo Chefe de Estado, após o anúncio da retirada de Xosé Antonio Vázquez Valcárcel. Será o segundo presidente da V República e o sétimo desde a ditadura (depois de Aguiar, Blanco, Fraga, Garrido, Nazario e Vázquez), e será escolhido diretamente pelos eleitores através do sistema de voto transferíbel.

Segundo este sistema, estabelecido na actual Constituição, o votante põe números aos candidatos segundo a sua preferência: 1 ao seu favorito, 2 ao segundo, e assim até onde quisser (podem-se numerar todos os candidatos, ou marcar apenas um – em este caso é válido marcar com um “X”). No escrutínio são contados os votos em “primeira preferência” de todos os candidatos: se um deles atinge a metade mais um dos votos, é declarado ganhador; se nenhum o consegue, o candidato com menos votos é eliminado da “corrida” e os seus votos são redistribuidos entre o resto segundo as “segundas preferências” que marcaram os seus votantes, e o procedimento é repetido assim até obter um ganhador. Este sistema equivale a fazer uma segunda, terceira ou quarta volta sem que os votantes tenham que ir de novo ás urnas, e também é o empregado actualmente para escolher os presidentes das câmaras e das juntas.

Segundo todos os análises e inquéritos, a luta vai estar entre os candidatos dos quatro principais partidos: Ignacio Noguerol do PDS, Rodrigo Muñiz da UDC, Baltasar Banet de “Alternativa” e Manuel Nazario de APP.

Ignacio Noguerol tentará ser o sucessor de Vázquez

Depois de dúbidas e incertezas, finalmente será o até agora Conselheiro de Economia, Ignacio Noguerol, o candidato do PDS. O seu prestígio e a retirada dos seus possíveis competidores mais fortes (nomeadamente a Conselheira de Estado Helena Loureiro) fizeram dele o candidato ideal dos socialistas, depois de umas primárias sem complicações nem sorpresas.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Noguerol

Noguerol, neocorunhés que vai fazer 63 anos, era catedrático da Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade de Nova Coruña antes de entrar no governo. Tem estado unido ao PDS desde 1991, sendo deputado por Elviña desde 2007 e Conselheiro de Economia desde 2008.

Contudo, a sua candidatura pode significar uma perda de votos dos sectores mais à esquerda do eleitorado, pois se por um lado Noguerol é considerado o “autor” da milagre econômica dos últimos anos (o seu maior ponto favorável para captar votos pelo centro), é acusado de adoptar medidas neoliberais que resultaram muito impopulares na altura.

Apessar disso, a bom resultado destas políticas e a recente virada social do seu governo conseguiram manter a sua popularidade em níveis altos, e é neste momento o claro favorito. A sua candidatura promete continuidade com a linha política de Vázquez Valcárcel, e é apoiada, além do PDS, pelo sindicato UXT e numerosas personalidades do mundo da cultura e da ciência.


Finalmente, Rodrigo Muñiz candidata-se

Depois de muitas dúvidas, a União Demócrata de Centro de Rodrigo Muñiz, apresentou ao seu presidente nacional para a Presidência da República. Contudo, esta semelha uma candidatura “com pouca vontade” e está a adoptar um “low profile”. Embora Muñiz esteja mais interessado no seu trabalho parlamentar actual, finalmente aceitou a proposta de candidatar-se por pedido unánime do seu partido. Alguns analistas consideram que Muñiz foi “empurrado” pelos seus camaradas, como primeiro passo para a sua substituição à fronte da UDC, dando-lhe uma reforma “dourada” na Presidência da República.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Muizw

Muñiz, 64 anos, politólogo e catedrático de Dereito Constitucional, tem sido tudo na sua longa trajectória política: deputado do Centro Demócrata-Cristão no 75, presidente do partido no 88, presidente da Xunta (Parlamento) do 96 ao 99, embaixador em 2006, fundador da UDC no 2007, Conselheiro de Estado em 2008 e desde 2009 líder da oposição parlamentar. Tem-se dedicado à docência universitária em várias ocasiões e tem participado na elaboração das constituições de 1996 e de 2008, alem de ter escrito numerosos livros e artigos na imprensa. A Presidência da República pode ser a culminação desta carreira.

Apesar disso, o “low profile” que está a mostrar cria dúvidas sobre as suas possibilidades. A candidatura não foi decidida até ao último momento, e houve pressões desde sectores empresariais e da Igreja para que não se candidata-se e apoiasse a candidatura de Nazario, como candidato unitário da dereita. Os velhos problemas da UDC com Nazario e o perfil excessivamente conservador e até reaccionário deste fizeram fracassar esta tentativa.


Baltasar Banet, a aposta eco-socialista

O candidato de “Alternativa” é o ex-fundador do Partido Verde Baltasar Banet. Banet, um dos fundadores de “Alternativa”, tem 63 anos (quase como Noguerol) e tem sido professor da Escola de Engenheria Agrónoma de Bande, divulgador científico e um pioneiro da agricultura sustentável e as energias renováveis, desde a Fundação Athaulphia Verde.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Banet

A sua candidatura conta com o claro apoio das organizações ecologistas (críticas com a política ambiental dos últimos anos), o Sindicato Labrego Athaúlphico, o sindicato Comisións Obreiras e distintos movimentos altermundialistas. A sua linha política está centrada na crítica do actual modelo socio-económico de crescimento capitalista ilimitado, e na procura de alternativas sustentáveis e sociais.

Embora Banet continue a ser o candidato e representante oficial dos comunistas athaúlphicos, a sua eleição como candidato provocou uma cissão dos marxistas “da linha dura” do seu partido, que lançaram a candidatura abertamente comunista de Luis Llamas. Esta divissão na esquerda pode ter importantes consequências nos resultados, e os analistas não concordam entre eles sobre as possibilidades de Banet. Contudo, Banet e “Alternativa” são optimistas.


Nazario aspira de novo à Presidência

Manuel Nazario, da APP, apresenta a sua candidatura com muita força, depois de anos de “travesia do deserto”. APP põe em destaque que Nazario é o mais jovem dos candidatos dos quatro grandes partidos (58 anos, contra os 62 a 64 dos outros), e apessar disso é o mais experiente, por ter sido Presidente de Athaulphia por 10 anos (1997 a 2007). Advogado e escritor, com quase 30 anos de carreira política, o juanmense Nazario tem o apoio do partido fundado por ele (Acção Patriótica Popular), de vários mídia conservadores, personalidades empresariais e também um apoio “oficioso” da Igreja.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Nazario

Embora as suas políticas e ideário marcadamente conservador e neoliberal tenham perdido muito espaço em Athaulphia nos últimos anos, Nazario apela ao seu prestígio e à sua folha de serviços (óptimas relações com Espanha e Portugal, apertura económica e diplomática, redução de impostos e deficit, participação na Liga Oceânia...) Além disso, critica a que ele chama “deriva à eztrema esquerda” dos governos do PDS e a redução dos orçamentos militares e policiais. Defende com força os valores morais tradicionais e propõe um papel internacional mais activo e comprometido, contra a “inibição covarde” que atribui ao governo actual.

Nazario sabe que o papel e funções do Presidente não são agora iguais do que quando ele governava, e que a sua capacidade de mudar as políticas do Governo actual (do PDS) são limitadas. Apesar disso, espera que a sua influência internacional e interior lhe permita “endereitar o rumo deste pais”.

_________________
Toda a informação sobre Athaulphia em sua wiki: http://pt.nsportugal.wikia.com/wiki/Athaulphia
Athaulphia
Athaulphia
OCDE

Número de Mensagens : 2086
Capital : Athaulphópolis
Regime Politico : República Democrática Parlamentarista
Chefe de Estado : Presidente Ignacio Noguerol
Data de inscrição : 28/08/2008

http://www.nationstates.net/athaulphia

Ir para o topo Ir para baixo

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Empty ESPECIAL ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS

Mensagem  Athaulphia Ter Out 25, 2011 5:32 pm

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Logo_s10

Resultados Eleições Presidenciais 2011

IGNACIO NOGUEROL, NOVO PRESIDENTE DE ATHAULPHIA

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 1233656073446toumindn

  • Noguerol vence depois de um emocionante 4º reconto
  • O ecossocialista Banet, a grande surpresa das eleições
  • Análises e valorações sobre o sistema eleitoral
O até hoje Conselheiro de Economia, Ignacio Noguerol, será o Presidente da República de Athaulphia para o próximo septénio. Noguerol conseguiu impôr-se na quarta ronda de reconto depóis de um escrutínio longo e cheio de emoções. Noguerol superou ao último rival, o centrista Muñiz, por mal un 1% dos votos, depois de receber mais de um milhão e méio de votos em “segunda preferência” do “ecossocialista” Baltasar Banet.

O sistema de eleição, também a exame

O próprio sistema de votação foi um dos protagonistas das eleições e dos análises feitos. Como já se tem explicado, com este sistema o votante emite um “voto preferencial”, ordenando os candidatos segundo as suas preferências: assim, o eleitor marca o seu candidato favorito com o número “1”, e pode marcar mais candidatos, com o número “2”, “3”... até a onde quisser. Assim, o significado do voto é “dou o meu voto ao candidato marcado como 1; caso este ser eliminado por ter mui pouco apoio, passo o meu voto ao candidato 2...” e assim sucesivamente.

No reconto, começam sendo contadas as primeiras preferências. Se um candidato obtem a metade mais um dos votos, é proclamado ganhador; se isto não acontece, o candidato menos votado é eliminado e os seus votos são repartidos segundo as segundas preferências expressadas, e volta-se a contar. O processo é repetido até que um candidato obtêm a maioria absoluta (ou, como foi este caso, apenas ficam dois e por força o ganhador é ganhador absoluto). Este sistema equivale a uma votação com segunda volta (e terceira, e quarta, e as que forem necessárias), com a vantagem de que apenas há que organizar um dia de votação.

Os seus defensores assinalam ademais que permite aos votantes serem mais “sinceros” e conhecer melhor as preferências políticas do país. Em outros tipos de eleições tem uma grande importância o “voto útil”, com o que votantes que gostam mais de opções minoritárias mudam o seu voto para um partido mais forte, ante o perigo de “desperdiçar” o seu voto. Com o voto preferencial, os eleitores podem escolher em primeiro lugar o seu partido favorito, e marcar como segunda opção o partido “forte”. Assim é possível ter um “retrato ideológico” exacto do país.

Aliás, este sistema de transferência de votos serve como orientação para o ganhador, que conhece quém é que lhe apoia e com quém tem que aliar-se no momento de formar governo ou fazer políticas. Neste caso, dos votantes que deram a vitória ao socialista Noguerol, 2 de cada 5 são votantes do ecologista Banet, um dado que Noguerol terá que tomar em consideração.

Contudo, Noguerol vai ser apenas Chefe do Estado e não vai ser o que governe; por esse motivo já há muitas vozes que pedem que o Chanceler seja eleito diretamente (e não pelo Legislativo) com este sistema. Fazendo uma extrapolação, se Noguerol tivesse sido eleito para Chanceler, teria que oferecer três das oito Conselherias do governo a “Alternativa”, o partido de Banet. Os apoiantes desta iniciativa consideram que deste jeito evita-se a formação de partidos hegemónicos, salvaguardando a pluralidade política da sociedade e evitando o clientelismo político; e também se evitam pactos entre partidos às costas dos cidadãos, pois são os votos dos cidadãos os que estabelecem quém deve pactar com quém.

Entre as críticas a este sistema está a sua complexidade à hora de votar e de fazer o reconto, e a sua lentitude para oferecer resultados confirmados. Têm havido protestos dizendo que muitas pessoas não perceberam realmente cómo é que tinham que votar ou que emitiram um voto errado por causa deste sistema. Também há objeções ao sistema de reconto electrônico aplicado para obter resultados rápidos, mas agora o Alto Tribunal Eleitoral deverá fazer um reconto totalmente manual para verificar os resultados electrônicos. Este trabalho durará no mínimo uma semana, mas não se prevé que haja erros na recontagem.

A corrida da recontagem

Após uma participação de quase o 70%, a habitual dos últimos anos, começou a corrida para ganhar a Presidência. Tal e como anunciavam as sondagens, os quatro principais candidatos começavam muito mais igualados do que se pensaria vendo a actual partilha dos seus partidos na Xunta. Por exemplo, Manuel Nazario, da APP, obtinha o 21% dos votos, quando no legislativo apenas tem o 12%. O mesmo acontecía com Banet, de “Alternativa”, que com quase um 25% dos votos quase duplicava os resultados do seu partido.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Cadr0

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Graf1
SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Cadr1

Os analistas explicam este fenômeno pela maior “sinceridade” de voto que permite este sistema: “nas legislativas, muitos apoiantes de Alternativa votam PDS para assegurar resultados; agora já sabemos quántos. E o mesmo acontece entre APP e UDC”, assinala o analista Arsenio Escolante. Além disso, Escolante considera que existe outro factor menos óbvio: “Também há muitos votantes fieis do PDS que votam nas Presidenciais de um jeito mais... idealista, por assim dizer. Sabendo que o Presidente é uma figura apenas ceremonial, podem permitir-se emitir um primeiro voto quase romántico, para satisfazer as suas consciências esquerdistas”. Este dois factores explicam os espectaculares resultados dos partidos minoritários nesta eleição: “o fenômeno é totalmente simétrico pelo lado da direita, dando um grande apoio à APP”. Por isso, os bons resultados de “Alternativa” e APP são devidos a uma combinação de “idealistas que não se vem forçados ao pragmatismo” e “pragmáticos que se permitem ser idealistas por um dia”.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Graf2
SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Cadr2

A prova de que isto é assim está em que, nas sucesivas rondas, o grosso dos votos de Nazario foram para Muñiz, e os de Banet foram para Noguerol. Depois da eliminação dos candidatos minoritários na primeira ronda, Nazario foi o menos votado da segunda e foi eliminado. Na terceira ronda, 1,4 milhões dos seus votos foram para Muñiz, da UDC. Mas há um dado interessante: quase um terço dos votos de Nazario ficaram em alvo (é dizer, sem mais preferências marcadas), o que significa que queriam a Nazario e a mais ninguém, e que não confiam na que parecia a sua segunda opção óbvia, Muñiz. “Entre os apoiantes da APP ainda fica muita aversão a Muñiz, ao que culpam da perda do poder da APP, da divisão da direita athaúlphica e da hegemonia actual da esquerda”, explica o jornalista Carlos Arnau. Aliás, embora os votos de Nazario transferidos para os partidos de esquerda sejam os previstos (é dizer, insignificantes e apenas explicáveis como brincadeira), resulta chamativo que vão para o “comuna” Banet mais do duplo que para Noguerol.

O momento de Baltasar Banet

Se há um “ganhador moral” desta eleição, é sem dúvida Baltasar Banet, o veterano dirigente ambientalista. Com uma campanha singela mas efectiva mobilizou muito voto jovem e sindicalista, e atraiu a grande número de votantes socialistas com a sua mensagem de uma Athaulphia “para a terra e para as pessoas”. Os seus resultados superaram as melhores expectativas e são uma clara mensagem para o governo do PDS: “Athaulphia pede uma virada verde e social”, disse Banet, e semelha que está no certo. Juntando isto com a campanha “low profile” de Muñiz e a imagem talvez excessivamente institucional do favorito Noguerol, a dinâmica e idealista campanha de Banet consegui um resultado imprevisto: ser o segundo mais votado, acima do candidato do segundo partido parlamentar.

Banet ficou a menos de 100.000 votos do primeiro e surpreendeu a todos os analistas: se o sistema empregasse a “segunda volta” clássica, ésta teria sido feita entre Banet e Noguerol, e não entre Noguerol e Muñiz, os candidatos dos dois principais partidos. Se Banet tivesse conseguido atraer apenas mais 50.000 votos dos socialistas, Noguerol teria caido no terceiro reconto e o “duelo final” teria sido entre Banet e Muñiz – e provávelmente agora Baltasar Banet seria o Presidente da República.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Graf3
SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Cadr3

Mas no terceiro reconto Muñiz recebeu mais de um milhão de votos “salvadores” de Nazario e conseguiu colocar-se à frente na terceira recontagem, deixando de fóra a Banet. Apesar disso, Banet e o seu partido puderam celebrar uns resultados que foram a notícia da noite e que fizeram tremer o “entablishment” de Athaulphópolis. Aliás, isto é uma injecção de moral para “Alternativa” e confirma o sucesso da “virada ambientalista” da coligação, contra o marxismo mais clássico: o candidato dissidente de "Alternativa", o comunista Luis Llamas, apenas obteve 120.000 votos (pouco mais do 1%), e quase todos os seus votos forma em segunda preferência para Banet.

Vitória final de Noguerol, mais ajustada do que se previa

De cada sete votos de Banet, surpreendentemente um foi para Muñiz, se calhar como brincadeira... ou não”, afirma o analista Escolante; “quatro foram para o socialista Noguerol e dois preferiram ficar em alvo antes do que votar em Noguerol; esses são os idealistas irredutíveis de Alternativa”. Da mesma forma que aconteceu com o votos de Nazario, a transferência de votos entre a esquerda não foi assim tão “automática” como se aguardava: “Noguerol foi o Conselheiro de Economia das medidas liberalizadoras da OCDE, e isso é algo que poucos votantes da esquerda ortodoxa lhe perdoam”, lembra Carlos Arnau; “Se calhar outro candidato do PDS, como Helena Loureiro ou Domingos Vila, teria atingido um melhor resultado”.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Graf4
SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Cadr4

Por isso, embora ter sido ganhador, Noguerol apenas obteve 72.000 votos e um 1% mais do que Muñiz: “sem os votos do setor mais pragmático de Alternativa, Noguerol não teria vencido”, assinala Escolante; “Afinal, grande parte dos votantes de Banet votaram não a favor de Noguerol, mas contra a direita”, acrescenta Arnau.

Todavia há que lembrar que, no reconto final, houve mais de 1,7 milhões de votos em alvo, sendo a maioria deles votos de Nazario, Banet e outros, que não confiam em nenhum candidato dos principais partidos: “Estamos a falar do 17% dos votantes, e essa é uma cifra que não se deve esquecer”, destaca Arsenio Escolante: “o 50 e pouco % final de Noguerol, contabilizando os votos em alvo, fica no 42 ou 43%. Não é a minha intenção duvidar da sua legitimidade, mas esse é um dado para lembrar”.

As reacções dos candidatos

Este foi um claro exemplo de eleições nas que “todos ganharam”, pois os quatro principais candidatos puderam celebrar qualquer coisa.


SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Touri%C3%B1o

O caso mais evidente é o do Presidente eleito da República, Ignacio Noguerol. Noguerol celebrou a vitória perante os seus seguidores no Hotel Atlântico de Athaulphópolis. Noguerol agradeceu o seu apoio aos votantes, tanto do PDS como de outras opções que lhe ajudaram a ganhar: “Muito obrigado aos athaúlphicos e athaúlphicas que me deram a sua confiança. Podem ter certeza de que o meu é um projecto aberto e integrador e de que serei um digno mas humilde Presidente de todos e para todos”.


SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Florentino_perez

Se calhar não havia tanta alegria na sede da UDC, onde Rodrigo Muñiz seguiu as votações e recontagem. Contudo, Muñiz celebrou o facto de se ter colocado como primeiro na penúltima ronda e de ter tocado com os dedos a vitória, o que é mesmo meritório considerando que esteve a pontos de não se candidatar: “Muito obrigado aos cidadãos que me deram a sua confiança para a mais alta magistratura da nossa República. Sei que faltaram mui poucos votos, mas sei que as ilusões desses votantes não serão esquecidas e continuarei a fazer o possível por mante-la sua confiança, desde o meu trabalho parlamentar”. Também quisse ter palavras de felicitação para o vencedor, “como cavalheiros que somos”.


SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Cp10f02609281_239155

Na sede de “Alternativa” respiravan-se ares de festa e trunfo: a candidatura de Baltasar Banet e o seu sucesso foi a que mais deu que falar aos mídia: “Muito obrigado polo vosso apoio”, disse o candidato, que na imagem é felicitado pelo seu camarada o Alcalde de Fontao (à direita); “Os resultados que atingimos foram uma mensagem para a nossa classe governante, a mensagem de que há uma nova Athaulphia, uma Athaulphia social, uma Athaulphia verde, uma Athaulphia moderna: a Athaulphia do futuro. Somos confiantes em que isto é apenas o princípio, e que moi cedo veremos uma nova maioría num tempo novo!


SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Cesarfederico

Também no Hotel Palace de Athaulphópolis, quartel-geral da candidatura de Manuel Nazario, havia celebrações: este foi o melhor resultado dos conservadores em moitos anos, e pode ser o comezo de uma recuperação que lhes leve a disputar o domínio da direita à UDC de Muñiz: “Athaulphia demonstrou que a razão há voltar ao poder neste país”, proclamou Nazario ante os seus seguidores; “Estas eleições são o final da nossa travesía do deserto e o começo da nossa reconquista, para recuperar uma autêntica Athaulphia baseada em valores e em qualidade!

_________________
Toda a informação sobre Athaulphia em sua wiki: http://pt.nsportugal.wikia.com/wiki/Athaulphia
Athaulphia
Athaulphia
OCDE

Número de Mensagens : 2086
Capital : Athaulphópolis
Regime Politico : República Democrática Parlamentarista
Chefe de Estado : Presidente Ignacio Noguerol
Data de inscrição : 28/08/2008

http://www.nationstates.net/athaulphia

Ir para o topo Ir para baixo

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Empty Re: SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias

Mensagem  Portugal Seg Out 31, 2011 12:45 am

Na Junta do Supremo Governo do Reino, as eleições são bastante comentadas...

Brigadeiro Corte Real: Hui... As forças do recesso (Nazario) estão a ganhar terreno...

Dr Osório: Não te queixes... Ganhou o Noguerol...

Tenente Coronel Costa Pinto: Menos mal... Podiam ganhar os cheirinhos...

Dr Osório: Deus nos livre de ter semelhante gente ali no poleiro, então é que a SDN andava de marcha atrás...

_________________
SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Assinaturaportugal
Portugal
Portugal

Número de Mensagens : 3627
Capital : Lisboa/Madrid
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Sua Alteza Real D. Afonso VIII de Portugal, XIV das Espanhas
Data de inscrição : 18/01/2009

Ir para o topo Ir para baixo

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Empty Re: SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias

Mensagem  Triestin Qua Nov 02, 2011 6:47 pm

O Presidente Borisov, em nome do povo triestino, felicita Ignacio Noguerol pela sua vitória eleitoral.
Triestin
Triestin
Internacional Socialista

Número de Mensagens : 981
Capital : Moscovo
Regime Politico : Marxismo-Leninismo
Chefe de Estado : Viacheslav Borisov
Data de inscrição : 20/08/2008

Ir para o topo Ir para baixo

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Empty Re: SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias

Mensagem  Brasil Qui Nov 03, 2011 11:16 am

A Secretaria Imperial das Relações Exteriores e a Coroa Imperial Brasileira enviam uma carta ao governo athaluphio felicitando pelo sucesso da condução do pleito. Felicitam também a ascenção do sr. Nogueirol à chefia-de-governo de Athaluphia.,
Brasil
Brasil

Número de Mensagens : 961
Idade : 27
Capital : Brasília (Brasil) e São Paulo (SP)
Regime Politico : Monarquia Constitucional Parlamentar / República Presidencialista Aristocrática (São Paulo)
Chefe de Estado : SMI&R. Imperador Maximilien I do Brasil e de São Paulo
Data de inscrição : 29/09/2010

http://www.nationstates.net/nation=SPaulo

Ir para o topo Ir para baixo

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Empty Tomada de posse do Presidente Ignacio Noguerol

Mensagem  Athaulphia Qua Nov 16, 2011 2:22 am

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Escudo10

TOMADA DE POSSE DO PRESIDENTE DA REPÚBLICA DE ATHAULPHIA, O HONORÁVEL IGNACIO NOGUEROL
Teve lugar em Athaulphópolis a tomada de posse do novo Presidente da República, o até faz pouco Conselheiro de Economia, Ignacio Noguerol. A cerimónia foi representada no Palácio da Xunta, especialmente engalanado para a ocasião.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Galaxunta
Um esquadrão de cavalaria da Guarda de Honras forma perante o ornamentado Palácio da Xunta, à chegada do Presidente.

Para o juramento presidencial reunira-se o pleno parlamentar em sessão solene, junto com os magistrados do Tribunal Supremo, cujo presidente tomaria o juramento do senhor Noguerol. Estavam presentes os membros do Governo, numerosas autoridades de autarquias, corpo diplomático... tudo entre fortes medidas de segurança e num día onde a maior ameaça foi a da chuva da primeira hora da manhã.

Em destaque, algúns chefes de Estado e de governo estrangeiros que quisseram estar presentes: o Imperador da Bahia, o Presidente de Triestin e o Lorde Protetor do Império Britânico (como chefe de Estado em funções após a morte da rainha Meredith) foram os de maior rango, e foram objecto de muitos comentários, por se ter reunido no mesmo acto os máximos dirigentes de paises tão opostos e inimigos. Mas não houve qualquer problema e todo aconteceu segundo o previsto pelo protocolo. Também foi marcante a presença do Príncipe de Piratininga e o Ministro de Estado do Império do Brazil, ou a da titular do Foreign Office britânico. A presença dos máximos dirigentes das monarquias americanas faz pensar num possível achegamento de relações entre esses países e Athaulphia, depois dos últimos confrontos vividos na SdN.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 1268222286_0
O Presidente eleito sobe as escaleiras do hemiciclo da Xunta, dirigindo-se a tomar posse.

Chegado o momento, o senhor Noguerol, guiado pelo presidente da Xunta, foi recebido pela câmara, com grande salva de palmas de todos os deputados, independentemente das súas cores políticas. Pouco antes do que ele, também tinha sido recebido com palmas e ovação o Presidente saínte, Xosé Antonio Vázquez Valcárcel, que se despede da suprema magistratura num altíssimo nível de popularidade. Vázquez esteve em segunda fileira e deu efusivos parabéns ao seu sucessor.

Por fim, na hora prevista, chegou o momento do juramento presidencial. Baixo a supervisão do presidente do Tribunal Supremo e com a mão sobre um ejemplar da Constituição, Ignacio Noguerol pronunciou-o segundo a fórmula laica da promessa:

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Tomaposesion

Prometo pola miña conciencia e honor cumprir fielmente as obrigas do cargo de Presidente da República de Athaulphia, con lealdade á Constitución e as súas institucións, e gardar e facer garda-la Constitución, como norma fundamental do Estado, e as demáis leis da República.

(Prometo pela minha consciência e honra cumprir fielmente as obrigas do cargo de Presidente da República de Athaulphia, com lealdade à Constituição e as suas instituições, e guardar e fazer guardar a Constituição, como norma fundamental do Estado, e as outras leis da República)
Depois de prometer o cargo e ser aplaudido e felicitado pelos presentes, o novo Presidente da República saiu ao exterior do Palácio, onde era aguardado por miles de cidadãos, para dirigir-se ao seu povo, pela primeira vez como Chefe do Estado:

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Picture-14
Imagem dos cidadãos na Praça da Xunta, aguardando a saída do novo Presidente.

Cidadãos e cidadãs de Athaulphia, aquí me apresento ante vocês para agradecer-lhes a sua confiança ao me escolherem para tão honrosa tarefa. Após me comprometer com a nossa lei fundamental e com os seus legítimos representantes, venho cá para confirmar-lhes diretamente o meu compromisso com este país e com este povo.

Quero também apresentar-me perante o mundo que hoje nos observa, e enviar saúdos fraternais a todas as nações, com os melhores desejos para podermos construir um mundo mais justo e pacífico cada día. Como máximo representante do povo de Athaulphia

É a minha intenção, caros compatriotas, representar-lhes com dignidade e orgulho, e fazer tudo aquilo que fôr necessário para lhes garantir a paz, a liberdade, a justiça e a prosperidade desde as intituições da República. Esta é uma grande nação e um exemplo para o mundo, mas sabemos que o sonho athaúlphico é o resultado do trabalho duro e constante de todos os homens e mulheres que formam este país. E sabemos que manter o nosso modo de vida é um repto, num mundo de convulsões e inquietudes.

Esse é o repto que assumo hoje perante vocês. Sei que é um grande trabalho o que me aguarda, mas também sei que posso contar com a melhor ajuda possível: a dos cidadãos e cidadãs deste país, um povo trabalhador, culto, responsável e solidário que todos os días me enche de orgulho. E aguardo que, humildemente, vocês possam estar um dia tão orgulhosos de mim como eu já o estou de vocês. Prometo-lhes que farei por consegui-lo.

Muito obrigado a todos. VIVA ATHAULPHIA!
Depois do breve discurso e uma pequena parada militar na que o novo Comandante em Chefe passou revista à Guarda de Honras, a comitiva oficial deslocou-se ao palácio presidencial da Citánia, onde recebeu e saudou pessoalmente aos representantes estrangeiros e diplomatas, além dos principais líderes políticos do país.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Reunion_con_florentino_pere
Uma imagem muito procurada pela imprensa: o novo Presidente Ignacio Noguerol recebe os parabéns do que foi o seu rival nas eleições e líder da oposição parlamentar, Rodrigo Muñiz.

Posteriormente o Presidente atendeu brevemente aos mídia, antes de presidir um banquete de gala na Citánia.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Touri%C3%B1o+Prensa+%281%29

Breve perfil biográfico de Ignacio Noguerol:

Nascido em Nova Corunha em 1948, cassado e com duas filhas, é o segundo Presidente da V República e o séptimo desde a ditadura, depois de Ignacio Aguiar, Xoán Blanco, Miguel Fraga, Carlos Garrido, Manuel Nazario e Xosé Antonio Vázquez. Vinculado ao mundo académico, tem sido Catedrático de Ciências Económicas na Universidade de Nova Coruña e militante do PDS desde 1991, sendo um dos cérebros da área económica do partido.

Apenas começou a actuar na primeira fileira da política activa em 2007, ano em que foi eleito deputado da Xunta pela comarca de Elviña. Desde a altura tem sido uma das figuras mais marcantes do Governo de Athaulphia: Conselheiro de Economia desde 2008, negociou e pilotou a entrada de Athaulphia na OCDE e as reformas económicas dos últimos anos. Apesar dos sacrifícios que foram necessários na altura, os resultados foram um sucesso, que muitos chamam “a milagre económica athaúlphica”: Athaulphia tem agora o PIB por habitante mais alto do mundo e quase pleno emprego. Isto deu-lhe uma imagem de gestor eficaz, sério e discreto, e grande valoração popular, embora ter sido muito criticado pelas suas medidas iniciais neoliberais.

Grande amigo do já ex-Presidente Vázquez Valcárcel, o seu mandato dos próximos sete anos aponta continuidade com o seu antecessor. Apesar de que Vázquez deixou uma marca muito alta em termos de imagem internacional, aguarda-se que Noguerol mantenha o prestígio e a neutralidade do país, embora a situação internacional não ser nada tranquila.


OOC: se qualquer meio estrangeiro quisser dirigir uma pergunta ao meu novo Presidente, que pergunte agora, como parte da sua conferência de imprensa.

_________________
Toda a informação sobre Athaulphia em sua wiki: http://pt.nsportugal.wikia.com/wiki/Athaulphia
Athaulphia
Athaulphia
OCDE

Número de Mensagens : 2086
Capital : Athaulphópolis
Regime Politico : República Democrática Parlamentarista
Chefe de Estado : Presidente Ignacio Noguerol
Data de inscrição : 28/08/2008

http://www.nationstates.net/athaulphia

Ir para o topo Ir para baixo

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Empty Re: SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias

Mensagem  Brasil Qua Nov 16, 2011 8:18 am

Nota sobre o Brasil: Devido a licença médica que sua majestade, D. Maximilien I do Brasil e São Paulo, teve, assumiu como Imperador-Regente do Brasil e de São Paulo D. Renato, Príncipe de Piratininga - o irmão do meio do Imperador. O Ministro de Estado é o nome oficial que se dá ao chefe-de-governo dos Estados Unidos do Brasil (Houve uma reforma institucional e administrativa que trouxe a paz depois do final da Guerra Civil e da Beligerância com Burgolávia, em que determinou que o Brasil não se chamaria mais Império do Brazil e sim Estados Unidos do Brasil, o primeiro-ministro passaria a ser Ministro de Estado e Presidente do Senado Federal.
Brasil
Brasil

Número de Mensagens : 961
Idade : 27
Capital : Brasília (Brasil) e São Paulo (SP)
Regime Politico : Monarquia Constitucional Parlamentar / República Presidencialista Aristocrática (São Paulo)
Chefe de Estado : SMI&R. Imperador Maximilien I do Brasil e de São Paulo
Data de inscrição : 29/09/2010

http://www.nationstates.net/nation=SPaulo

Ir para o topo Ir para baixo

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Empty Re: SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias

Mensagem  Athaulphia Qua Nov 16, 2011 10:18 am

Embarassed (pensei que "Ministro de Estado" era equivalente a "de Negócios Estrangeiros", e não sabia da regência)

_________________
Toda a informação sobre Athaulphia em sua wiki: http://pt.nsportugal.wikia.com/wiki/Athaulphia
Athaulphia
Athaulphia
OCDE

Número de Mensagens : 2086
Capital : Athaulphópolis
Regime Politico : República Democrática Parlamentarista
Chefe de Estado : Presidente Ignacio Noguerol
Data de inscrição : 28/08/2008

http://www.nationstates.net/athaulphia

Ir para o topo Ir para baixo

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Empty Re: SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias

Mensagem  Brasil Qua Nov 16, 2011 11:30 am

Athaulphia escreveu: Embarassed (pensei que "Ministro de Estado" era equivalente a "de Negócios Estrangeiros", e não sabia da regência)

O Nosso equivalente aos Negócios Estrangeiros é o Secretário das Relações Exteriores, o Chanceler. Em relação à Regência, no problem Smile Apenas peço-te que responda a missiva do Itamaraty (Min. das Rel. Exteriores) ao governo athaluphico sobre iniciarmos uma aproximação de nossos países, já faz mais de um mês isso! Evil or Very Mad
Brasil
Brasil

Número de Mensagens : 961
Idade : 27
Capital : Brasília (Brasil) e São Paulo (SP)
Regime Politico : Monarquia Constitucional Parlamentar / República Presidencialista Aristocrática (São Paulo)
Chefe de Estado : SMI&R. Imperador Maximilien I do Brasil e de São Paulo
Data de inscrição : 29/09/2010

http://www.nationstates.net/nation=SPaulo

Ir para o topo Ir para baixo

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Empty Re: SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias

Mensagem  Athaulphia Dom Dez 25, 2011 10:31 am

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Escudo10

MENSAGEM À NAÇÃO DO PRESIDENTE DA
REPÚBLICA DE ATHAULPHIA, O HONORÁVEL
DOM IGNACIO NOGUEROL RODRÍGUEZ


SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Mensaxe2011
Caros cidadãos:

Pela primeira vez, diríjo-me a vocês cumprindo com a velha tradição do nosso povo, para desejar-lhes umas boas festas de Natal y um feliz Ano Novo 2012. Em nome da República e de todas as suas instituções, envio-lhes os meus melhores desejos para o próximo ano e desejo que passem estas festas com as suas pessoas queridas compartilhando bons momentos.

É também costume compartilhar com todos vocês algumas reflexões sobre este ano que acaba e sobre o ano que vai começar. Este foi um ano de consolidação da nossa prosperidade, no que recolhemos os frutos de tantos anos de trabalho. Athaulphia afirmou-se como modelos de nação livre e democrática, atingindo os níveis de “world benchmark” em direitos civís e liberdades políticas, sem sacrificar a sua prosperidade económica, sólidamente assente numa categoria de “frightening”. Todos os indicadores estatísticos internacionais colocam-nos no topo do mundo em liberdades, democracia, transparência, renda, justiça social, segurança, qualidade ambiental, cultura e educação...

Este é o resultado de anos de trabalho e esforço de todos nós, e embora na altura moitas decissões, das que eu pessoalmente fui responsável, recibiram fortes e legítimas críticas, com o tempo demonstaram ter sido corretas, e serviram para assentar os alicerces deste estado de bem-estar e prosperidade que hoje desfrutamos. A prosperidade de hoje tem servido para recuperarmo-nos dos sacrifícios que foram necessários na altura. Athaulphia, como os bons estudantes, fez as suas tarefas e os esforços necessários, e foi como atingiu as melhores notas. Por isso não devemos esquecer que a prosperidade e o bem-estar custam trabalho e que nada disso foi um presente. E por isso cada ano devemos continuar a esforçar-nos e não durmir nos laureis dos nossos sucessos.

Também não devemos esqueçer que, ainda que Athaulphia seja um lugar tão bom para viver, este tem sido um ano duro no mundo. A desgraça da guerra bateu em muitos países: desde a guerra de Triestin contra a URS e os seus aliados, provocada por um tirano louco, até as tensões fronteiriças na América do Sul, fruto da desconfiança e o temor mal entendido. Também foram vários os povos nos que os irmãos lutaram entre eles cegados pela intolerância.

Contudo, este ano também tem trazido notícias de esperança: finalmente Trondheim conseguiu a paz, a liberdade e a democracia por tantos anos desejada, e para a que a contribuição do nosso país, como força de paz, foi decisiva. As guerras e as revoluções que vimos no mundo acabaram por dar em aperturas para a liberdade e a modernidade: Portugal está a superar a dor da recente guerra decidindo o seu futuro nas urnas, e a guerra de Triestin trouze a queda do ditador golpista Donets e a restauração do goberno democrático do presidente Borisov. E mui recentemente contemplamos a queda do ditador que dominava a nação africana de Collistop, que começou também o caminho da liberdade e o governo do povo para o povo.

Portanto, face às dificuldades passadas, os sinais indicam que a democracia, a liberdade e a paz acabam por se abrir caminho. Estamos perante um tempo de esperança para todo o mundo, e fazemos votos porque, finalmente, todos os homens e mulheres do mundo podam desfrutar plenamente dos direitos fundamentais à vida, à liberdade e à procura da felicidade, baixo governos justos e democráticos.

Esse é o compromisso de Athaulphia perante o mundo, e por isso a nossa nação tem participado nas iniciativas internacionais pela pacificação e a solução aos conflitos, longe da violência e a intolerância e dentro do direito e o respeito à vontade dos povos. Por isso os “capacetes azuis” athaúlphicos tiveram um marcante papel na solução do longo conflito de Trondheim, como já o tiveram na Escócia faz anos. E por isso Athaulphia continua comprometida com as iniciativas e foruns internacionais dedicados a esses objectivos, como a Sociedade das Nações. O nosso país acredita nesses ideais, e inclusive quando esses foruns podam ser questionados e bloqueados, como infelizmente estamos a ver nos últimos tempos, Athaulphia manterá esses ideais, em cooperação com as outras nações, ou sozinha se assim fôr.

Com este compromisso pela paz e a concórdia em todo o mundo, e os melhores desejos nestas datas para todos os homens e mulheres de boa vontade, quero acabar esta minha primeira mensagem. Um abraço para todas as pessoas, de Athaulphia e do mundo, em Athaulphia e longe dela, e o meu desejo de um próspero e feliz ano 2012.

Muito obrigado e boa noite.

_________________
Toda a informação sobre Athaulphia em sua wiki: http://pt.nsportugal.wikia.com/wiki/Athaulphia
Athaulphia
Athaulphia
OCDE

Número de Mensagens : 2086
Capital : Athaulphópolis
Regime Politico : República Democrática Parlamentarista
Chefe de Estado : Presidente Ignacio Noguerol
Data de inscrição : 28/08/2008

http://www.nationstates.net/athaulphia

Ir para o topo Ir para baixo

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Empty Mensagem urgente do Governo

Mensagem  Athaulphia Qua Dez 28, 2011 7:35 pm

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Escudo10

Mensagem à Nação do Chanceler da República de Athaulphia
Adolfo Miranda Álvarez

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Mensaxecentric
Moi boas noites.

Caros cidadãos, como chefe do Governo da República de Athaulphia, é o meu dever dirigir-vos uma mensagem perante as graves circunstâncias nas que nos atopamos.

Nas últimas horas, forças militares do Estado de Centric, sem qualquer advertência prévia, violaram a fronteira do Ducado de Brandemburgo, num completo desrespeito ao direito internacional. O exército de Centric apoderou-se rápidamente da capital e derrocou o governo reconhecido do ducado, hasteando a bandeira centrica sobre Berlim.

Esta acção abertamente hostil é a culminação de uma série de actos preparatórios de sabotagem organizados pelo regime de Centric, visando a expansão agressiva dos seus territórios. Como o chanceler Adler reconheceu recentemente ante a imprensa internacional, o seu governo tem estado financiando e organizando movimentos socialnacionalistas de quinta-coluna nos ducados alemães, que nas recentes datas lançaram uma campanha de agitação e distúrbios. O objectivo destas campanhas de desestabilização é a anexão desses ducados ao chamado “folk” socialnacionalista, utilizando como pretexto uma suposta “vontade” dos habitantes dos ducados, convenientemente agitada e dirigida pelos agentes infiltrados desde Lumiar.

O acontecido traz ao mundo terríveis memórias da Guerra Mundial, onde um ditador enlouquecido, surgido também de Centric, tentou contruir-se um império na Europa sobre a destruição, a opressão e o sangue derramado de milhões de homens e mulheres. Os paralelismos entre as acções e a retórica de Richard Adler e as de Alfred Ulrich são demassiado evidentes para poder olhar para outro lado, apesar das contínuas tentativas do chanceler Adler de disfarçar, com linguagem progressista e democrática, umas acções e umas idéias que não são mais do que uma reedição do totalitarismo agressivo de Ulrich.

Os repetitivos discursos do chanceler de Centric, falando de defesa do povo trabalhador, de burgueses opressores e de rejeitamente nominal do nazismo, por não basear o seu nacionalismo em conceitos raciais, mas culturais, não conseguem ocultar os seus factos. E os seus factos são que Richard Adler tem subvertido completamente as instituições e a sociedade do seu país para fabricar-se um regime à medida das suas ambições; tem feito dessaparecer as vozes da imprensa independente para substitui-las por contínua propaganda cheia de consignas sectárias; tem obrigado a miles de cidadãos de Centric, opostos ás suas políticas, a abandonar o seu país; tem assumido poderes que não lhe correspondiam legalmente depois da suspeitosa morte do seu presidente, a única autoridade independente acima dele; e finalmente tem lançado uma agressão a outro estado soberano com a intenção de submete-lo ao seu domínio.

Perante este atentado contra a paz e o direito, a comunidade internacional não vai ficar de braços cruzados, nem a República de Athaulphia o vai fazer. A nossa nação, como outras muitas, já sofreu a Guerra Mundial, e por duplicado, pois as nossas forças democráticas das Brigadas Athaúlphicas lutaram contra Ulrich, enquanto os nossos soldados foram enviados pelo regime Deleonista para lutar do seu lado. Daquela guerra o mundo aprendeu que não se pode permitir que nenhum aspirante a Ulrich dea nem sequer o primeiro passo, e que as ameaças à paz e a seguridade internacional devem ser cortadas pela raiz.

Como primeira medida, neste momento estamos a retirar a nossa embaixadora de Centric, e a solicitar ao embaixador centrico que abandone o nosso território. Também estamos a iniciar contactos com outras nações, nomeadamente o Império Britânico, o Reino Unido de Portugal e Espanha e a União das Repúblicas Socialistas, com o objectivo de formar um frente unido face à agressão de Centric, que poida presionar ao regime de Adler para que rectifique as suas acções.

Consideramos que o governo de Centric deve retirar as suas forças militares e faze-las retroceder às suas fronteiras reconhecidas. Também deverá pôr fim às actividades dos seus grupos agitadores infiltrados no estrangeiro. Quanto aos possíveis problemas de ordem nos ducados alemães, caso ser necessária a participação de forças armadas estrangeiras, éstas deverão ser aportadas por uma coligação internacional baixo supervissão da Sociedade das Nações, segundo o modelo da MINT; e sempre sob as condições de contar com a autorização dos governos locais e de que Centric não participe em elas.

O Governo de Athaulphia vai fazer as gestões necessárias com as demais potências para pôr fim, através da acção diplomática multilateral, a este lamentável incidente da maneira mais civilizada e pacífica possível. Mas se o regime de Centric continua na sua actitude e ignora as exigências da comunidade internacional, não descartamos o recurso aos médios militares, se a comunidade internacional assim o acorda, e a participação do nosso país numa coligação internacional para tal fim. As nossas Forças Armadas, postas já em estado de alerta amarela, passarão a alerta laranja dependendo do desenvolver dos acontecimentos. Pido a todos os cidadãos que conservem a calma e estejam atentos às informações oficiais, que puntualmente se irão actualizando.

Esperamos que o pior não aconteça e o bom senso acabe por prevalecer. Mas podem acreditar que a gravidade dos acontecimentos e o perigo ante o que estamos justificam, e exigem, uma reacção da máxima firmeza perante os inimigos da paz. No passado, as dúvidas no começo tiveram como consequência anos de dor e destruição em todo o mundo. Portanto, e porque não se devem repetir os erros do passado, agiremos agora com decissão, para não ter que agir amanhã por desesperação.

Nestas horas apenas posso prometer-lhes que irei fazer todo o possível para procurar uma solução justa e pacífica; pacífica, sim, mas justa. E apenas posso pedir-lhes coragem e calma. Com prudência e decissão, a justiça prevalecerá.

Muito obrigado pela sua atenção e boa noite.

_________________
Toda a informação sobre Athaulphia em sua wiki: http://pt.nsportugal.wikia.com/wiki/Athaulphia
Athaulphia
Athaulphia
OCDE

Número de Mensagens : 2086
Capital : Athaulphópolis
Regime Politico : República Democrática Parlamentarista
Chefe de Estado : Presidente Ignacio Noguerol
Data de inscrição : 28/08/2008

http://www.nationstates.net/athaulphia

Ir para o topo Ir para baixo

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Empty Re: SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias

Mensagem  Portugal Qui Dez 29, 2011 2:28 pm

Em Lisboa e Madrid o Chanceler Adolfo Miranda Álvarez é extremamente aplaudido...

_________________
SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Assinaturaportugal
Portugal
Portugal

Número de Mensagens : 3627
Capital : Lisboa/Madrid
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Sua Alteza Real D. Afonso VIII de Portugal, XIV das Espanhas
Data de inscrição : 18/01/2009

Ir para o topo Ir para baixo

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Empty Especial Festa Nacional do Primeiro de Abril

Mensagem  Athaulphia Dom Abr 01, 2012 6:13 pm

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Logo_s10

ESPECIAL INFORMATIVO:

Festa Nacional do Primeiro de Abril

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Escudo10
SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Bandei10 SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Bandei10

Celebrou-se hoje em Athaulphia a Festa Nacional do Primeiro de Abril, o 534 aniversário da fundação da colônia que chegaria a ser a República de hoje. Neste dia de 1478, a caravela “Endevé” chegou à Baía de Athaulphópolis comandada por Adolfo D’Arraia e os seus colegas, os Fundadores.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Dioramasantiaguillo
Diorama da Galeria de História Nacional do Museu Athaúlphico, que reproduz a chegada dos Fundadores, o 1 de Abril de 1478

Este ano a Festa Nacional coincidiu (como acontece com frequência) com a celebração do Domingo de Ramos. O dia está a ser celebrado com actos institucionais, actividades culturais e espectáculos desportivos, que unidos ao bom tempo destas datas e à fim de semana permitiram aos cidadãos de todo o país desfrutar de um dia para o ócio e a festa. Muitos aproveitaram para passar o dia na natureza, visitando o campo ou a praia, ou simplesmente passear pelas rúas neste começo da primavera.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 1.1211323320.las-ramblas-crowd
Cidadãos passeiando pelo centro de Nova Coruña

No apartado da celebração institucional, este foi o primeiro Primeiro de Abril presidido pelo Presidente Noguerol. O Chefe do Estado presidiu, como é tradição neste dia, o desfile das Forças de Segurança da República: Forças Armadas, Polícia e Corpos de Emergências desfilaram plea Avenida do Primeiro de Abril da capital, ante o público e as autoridades do Estado.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 1222965728452_dia-policia102_639
O Presidente da República, junto com o Presidente da Xunta e membros do alto comando das Forças Armadas e da Polícia, observam o desfile

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Militares_nor-640x640x80

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 DESFILE-S
Imagens do desfile das Forças Armadas

O desfile acabou com a tradicional oferenda em homenagem aos Fundadores e aos caidos por Athaulphia, a seguir da qual o Presidente pronunciou o seu discurso:

Cidadãos de Athaulphia:

Mais um ano estamos aquí reunidos para rendermos homenagem àqueles que consagraram a sua vida ao serviço do povo e a criar um pais sob as guias da liberdade, a fraternidade e a justiça. Àqueles que puseram os alicerces faz séculos, os nossos Fundadores, e àqueles que nestes séculos construiram, pedra a pedra, esta casa de todos que a todos nos acovilha.

[…]

São tempos difíceis, são tempos críticos, os que hoje nos desafiam e semelham querer testar a nossa vontade e a nossa capacidade perante os problemas, depois de moitos anos de tranquilidade e prosperidade. Mas esta é uma nação de pessoas honestas, firmes e nobles que saberá dar o melhor de si sempre que fôr necessário. Porque já o fizemos muitas vezes, saberemos fazelo sempre.

[…]

Hoje estamos cá para mostrar o orgulho e a dignidade deste conjunto de homens e mulheres, de crianças e idosos, que fazemos, todos e cada um de nós, esta nação. Por esta nação que tem por lema as palavras liberdade, justiça e verdade, e que no seu hino chama aos filhos do povo a alçar os seus olhos cara a nossa Estrela Guia, proclamemos todos juntos:

¡VIVA ATHAULPHIA!
A seguir teve lugar uma recepção ao corpo diplomático e o almoço de gala na Citánia.

Por todo o país continuaram as celebrações cívicas e festivas:

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Fiestasytradicciones2
Grupo de folclore athaúlphico tradicional actuando em Bande, com fatos e instrumentos tradicionais, como homenagem à cultura e à tradição musical do nosso povo.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 02
Outra das tradições do Primeiro de Abril são os campionatos de matraquilho, considerado o verdadeiro desporto nacional, que têm lugar por quase todas as vilas, bairros e freguesías de Athaulphia.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 546152
A Orquestra Sinfônica Nacional de Athaulphia não faltou à cita do seu concerto do Primeiro de Abril, transmitido pela rádio e a TV. Este ano interpretaram composições de Brahms e Beethoven, rematando, segundo marca o costume, com o Hino Nacional.

Concertos musicais, jogos desportivos benéficos, recriações da Fundação e todo tipo de actos lúdicos completaram as actividades com as que os athaúlphicos celebraram, mais um ano, a sua Festa Nacional. E como sempre, remataram o dia com a contemplação dos fogos de artifício, como fazem estes cidadãos no Parque do Posío na cidade de Auria.

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Crowd%20shot%202006

_________________
Toda a informação sobre Athaulphia em sua wiki: http://pt.nsportugal.wikia.com/wiki/Athaulphia
Athaulphia
Athaulphia
OCDE

Número de Mensagens : 2086
Capital : Athaulphópolis
Regime Politico : República Democrática Parlamentarista
Chefe de Estado : Presidente Ignacio Noguerol
Data de inscrição : 28/08/2008

http://www.nationstates.net/athaulphia

Ir para o topo Ir para baixo

SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias - Página 4 Empty Re: SNN Athaulphia - Serviço Nacional de Notícias

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Ir para o topo Ir para baixo

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Ir para o topo

- Tópicos similares

 
Permissões neste fórum
Você não pode responder aos tópicos