Comunidade NationStates Portugal
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Política Interna de Lapália

+2
Kalmar
Lapália
6 participantes

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ir para baixo

Política Interna de Lapália - Página 2 Empty Re: Política Interna de Lapália

Mensagem  Lapália Sex Jul 02, 2010 6:25 pm

Por todo o país começam a ser implementadas medidas do novo governo. Os partidos PCL, PS e FE, de esquerda, são banidos e as suas sedes fechadas. Em vários locais os militantes resistem e são violentamente reprimidos pela polícia. As principais figuras destes 3 partidos são presas, bem como diversos militantes. As sedes e delegações são encerradas à força. A polícia incendeia a maioria, destruindo todo o tipo de documentos. Tudo o que era dos partidos reverte a favor do Estado. Vários manifestantes destes partidos são presos e, na prática, não podem exprimir apoio às ideias de esquerda.

Alguns jornais, sobretudo os mais liberais, são invadidos pela PREL, que destrói as instalações, deixando-os arruinados na prática. O governo planeava reinstaurar a liberdade de expressão na lei, mas com grandes restrições na prática. Mutios lapalianos, contudo, até ficam satisfeitos pelo que acontece.

Nas fronteiras são colocados soldados do exército e, no mar, frotas da marinha. Muitos aviões da Força Aérea patrulham o território, e a fronteira com a União Soviética é fechada.
Lapália
Lapália

Número de Mensagens : 1043
Data de inscrição : 23/10/2009

http://www.nationstates.net/nation=estados_cruzados

Ir para o topo Ir para baixo

Política Interna de Lapália - Página 2 Empty Re: Política Interna de Lapália

Mensagem  Lapália Seg Jul 05, 2010 9:46 am

O rei decide contactar o governo. A restrição das liberdades era excessiva, e era o momento de intervir de vez. Ele faz saber ao governo que tem um mês para convocar eleições para o parlamento, ao que Óscar Carmona acede, a custo.
Lapália
Lapália

Número de Mensagens : 1043
Data de inscrição : 23/10/2009

http://www.nationstates.net/nation=estados_cruzados

Ir para o topo Ir para baixo

Política Interna de Lapália - Página 2 Empty Re: Política Interna de Lapália

Mensagem  Lapália Seg Jul 05, 2010 1:55 pm

Tem início uma "limpeza" secreta aos cadernos eleitorais. O governo pega em listas de militantes, antigos candidatos e apenas apoiantes dos partidos de esquerda e elimina-os das listas. Alguns são até presos, começando uma grande campanha de perseguição aos comunistas.

O governo incentiva as pessoas a denunciar comunistas que conheçam, alegando que "será extremamente perigoso deixá-los livres, pois tentarão matar quem não os apoiar e fazer atentados". A maioria adere, denunciando colaboradores desse "crime".
Lapália
Lapália

Número de Mensagens : 1043
Data de inscrição : 23/10/2009

http://www.nationstates.net/nation=estados_cruzados

Ir para o topo Ir para baixo

Política Interna de Lapália - Página 2 Empty Re: Política Interna de Lapália

Mensagem  Athaulphia Ter Jul 06, 2010 2:01 am

O embaixador athaúlphico em Lapália envia relatórios alarmados a Athaulphópolis: "Sem nenhuma dúvida, Lapália é já uma ditadura que viola os dereitos humanos sem qualquer hesitação. E isto não faz mais do que piorar. Temo por qual pode ser a seguinte fase neste processo de eliminação de disidentes". A embaixada oferece, discretamente (sem grandes anúncios oficiais), asilo a aqueles que queiram fugir das perseguições.

Em Athaulphópolis a situação é complicada. A opinião predominante é a de romper relações a impôr sanções, mas os interesses econômicos athaúlphicos estão em jogo, pois o acordo athaúlphico-lapaliano segue vigente (e afectam a empresas dos sectors do turismo, a construcção e o consórcio SPACS, que participa na exploração do Canal de Suez). Contudo, a Conselheria de Economia e a APREX recomendam aos investidores que se mantenham à espera e detenham os investimentos previstos: a perspectiva de uma guerra e o irrespirável clima político são mesmo maus para o sector turístico. Entre os investidores athaúlphicos em Lapália a idéia que se instala é a de rematar os trabalhos o antes possível, cobrar o dinheiro e sair de lá, secalhar para SpMky: isso é o que fazem as constructoras, enquanto os operadores turísticos pensam também em recolher os lucros e em cómo não perder demassiado na nova situação. Alguns pensam em vender os hoteis antes de que perdam atractivo para os compradores.

De não ser por essas implicações econômicas, o Governo Athaúlphico teria rompido relações há tempo com o lapaliano. A nova ditadura e a perseguição contra os de opiniões diferentes irritam profundamente em Athaulphia, e as justificações pseudo-democráticas que oferece o régime lapaliano irritam aínda mais. Fóra do Governo (imprensa, partidos de oposição, opinião na rua) a condenação contra o novo régime lapaliano é ainda maior.

_________________
Toda a informação sobre Athaulphia em sua wiki: http://pt.nsportugal.wikia.com/wiki/Athaulphia
Athaulphia
Athaulphia
OCDE

Número de Mensagens : 2086
Capital : Athaulphópolis
Regime Politico : República Democrática Parlamentarista
Chefe de Estado : Presidente Ignacio Noguerol
Data de inscrição : 28/08/2008

http://www.nationstates.net/athaulphia

Ir para o topo Ir para baixo

Política Interna de Lapália - Página 2 Empty Re: Política Interna de Lapália

Mensagem  Lapália Ter Jul 06, 2010 3:59 pm

Após ter começado com sucesso a perseguição aos comunistas, o governo começa a preparar o próximo alvo: os não-católicos. A ideia do governo seria divulgar propaganda contra os muçulmanos, protestantes e etc., incriminando-os de diversos incidentes, e depois retirando as suas liberdades de culto e eliminando-os da sociedade gradualmente. Como Lapália sempre teve religião oficial, não seria muito difícil...
Lapália
Lapália

Número de Mensagens : 1043
Data de inscrição : 23/10/2009

http://www.nationstates.net/nation=estados_cruzados

Ir para o topo Ir para baixo

Política Interna de Lapália - Página 2 Empty Re: Política Interna de Lapália

Mensagem  Lapália Qua Jul 07, 2010 3:19 pm

Na fronteira com a Arménia e com a União Soviética, começam a ser construídas redes e muros para fechar totalmente a fronteira. A instalação começa por pontos "quentes", onde a PREL detecta mais fugas. Antigas estradas que ligavam os países são cortadas definitivamente, apenas se mantendo uma dezena operacional, mas com guarda, é claro.
Política Interna de Lapália - Página 2 Germany-berlin-wall

É publicada uma nova lei, que proíbe os cidadãos de abandonar o país sem autorização do governo. Fazer o contrário passa a implicar a perda de nacionalidade, podendo os infractores ser mortos pela polícia - algo que acontece mesmo com alguns cidadãos. Nos aeroportos, passa a ser proibida a venda de bilhetes aos lapalianos que não tenham a dita autorização. Em navios a situação ainda não foi controlada, pelo que os fugitivos os escolhem como meio de fuga, preferindo destinos como Portugal ou Athaúlphia.
Lapália
Lapália

Número de Mensagens : 1043
Data de inscrição : 23/10/2009

http://www.nationstates.net/nation=estados_cruzados

Ir para o topo Ir para baixo

Política Interna de Lapália - Página 2 Empty Re: Política Interna de Lapália

Mensagem  Lapália Seg Jul 12, 2010 8:18 am

A situação com o navio kalmarense deixou o governador-geral da Guiana transtornado... ele queria resolver depressa o caso e esclarecer de quem tinha sido a culpa. Nos países da ATE começava-se a suspeitar de Lapália, e o governador trata de deixar os kalmarenses investigar se assim o pretenderem, para provar que são inocentes e, muito provavelmente, até foram incriminados...
Lapália
Lapália

Número de Mensagens : 1043
Data de inscrição : 23/10/2009

http://www.nationstates.net/nation=estados_cruzados

Ir para o topo Ir para baixo

Política Interna de Lapália - Página 2 Empty Re: Política Interna de Lapália

Mensagem  Lapália Ter Jul 20, 2010 4:47 pm

Carmona está no seu gabinete, no Palácio do Bósforo. Enquanto lê alguns relatórios, manda vir um chá. Quando acaba de o beber, à janela, fica maldisposto. Senta-se na sua poltrona e, alguns minutos depois, às 11h 52, desmaia. Um criado entra na sala e dá conta do sucedido. O rei é logo informado da possível morte de Carmona. Ao meio-dia e meia é declarado morto. Cerca de dez minutos chegaram para o povo vir às ruas.

A Câmara dos Duques reúne-se logo, e decreta a dissolução imediata do governo, da censura e o restabelecimento de todos os partidos políticos. É formado um governo interino, que é anunciado às 18h na televisão. O processo estava a ser acelerado, e o novo governo é formado por membros de vários partidos, incluindo mesmo dois comunistas. Para grande satisfação popular, o seu líder é o antigo primeiro-ministro, Tiago Conceição. Com as novas alterações, estava acabada a ditadura. Nessa mesma noite os comunistas fazem um comício em Constantinopla e as prisões são libertadas.
Lapália
Lapália

Número de Mensagens : 1043
Data de inscrição : 23/10/2009

http://www.nationstates.net/nation=estados_cruzados

Ir para o topo Ir para baixo

Política Interna de Lapália - Página 2 Empty Re: Política Interna de Lapália

Mensagem  Kalmar Ter Jul 20, 2010 5:15 pm

ooc: Que desilusão ler este post...
Kalmar
Kalmar
OCDE

Número de Mensagens : 5823
Capital : Estocolmo
Regime Politico : Presidencialismo
Chefe de Estado : Afonso de Albuquerque
Data de inscrição : 23/08/2008

http://www.nationstates.net/miratejo

Ir para o topo Ir para baixo

Política Interna de Lapália - Página 2 Empty Re: Política Interna de Lapália

Mensagem  URS Ter Jul 20, 2010 5:41 pm

ooc: não viola as regras, mas acaba por ser um reset feito à pressão...
URS
URS
Internacional Socialista

Número de Mensagens : 14751
Capital : Valtland
Regime Politico : Socialismo
Chefe de Estado : Maximus Thorvald
Data de inscrição : 14/08/2008

Ir para o topo Ir para baixo

Política Interna de Lapália - Página 2 Empty Re: Política Interna de Lapália

Mensagem  Lapália Ter Jul 20, 2010 5:57 pm

ooc: Qualquer altura é boa para um ditador ser envenenado.
Lapália
Lapália

Número de Mensagens : 1043
Data de inscrição : 23/10/2009

http://www.nationstates.net/nation=estados_cruzados

Ir para o topo Ir para baixo

Política Interna de Lapália - Página 2 Empty Re: Política Interna de Lapália

Mensagem  Lapália Qua Jul 21, 2010 7:15 am

Na Terra Santa a população ataca violentamente os cruzados. Qualquer um que se cruze com os civis é morto, tanto por métodos mais "tradicionais", como por armas de caça ou armas modernas que o exército distribuiu pela população. O povo odeia agora os cruzados, e vendo que um antigo amigo está do lado deles, ainda mais.

As grandes igrejas da região são despojadas de qualquer bem, estátuas de santos, ouro, tudo é levado para bunkers longe e em locais secretos. Até mosaicos antigos são retirados e guardados também. O mesmo com museus e todos os valores que aquele território possuía. O exército tenta controlar a fúria dos lapalianos, que se torna perigosa. O auge dessa revolta dá-se quando um grupo de ateus tenta fazer explodir uma bomba na Basílica da Natividade, em Belém, o local onde nasceu Jesus. Todas as relíquias já tinham sido levadas, mas foram feitos alguns mortos. As paredes e o telhado desabam, mas o altar fica intacto, pois estava já protegido. Assim, a cidade mais parece um campo de batalha, com civis barricados e casas destruídas para aproveitar as pedras, na construção de defesas. As empresas da região são encerradas à cautela.

Política Interna de Lapália - Página 2 Gaza-city-destroyed-buildings

Nas zonas mais rurais, os camponeses queimam os campos de cultivo e instalam minas fornecidas pelo exército, de modo a atrasar os cruzados.

Após ver os episódios de violência na região, Pedro Carvalho, um antigo deputado comunista, junta milhares de militantes comunistas na praça de S. Pedro, em Jerusalém. Profere um discurso pouco depois:

Camaradas da Terra Santa,
a Entente é a culpada pelo que temos agora! Esta aliança imperialista é uma farsa e está a dar cabo de Lapália. Sempre perdemos por lhe pertencer! O rei sempre foi um vassalo dos portugueses e agora vai deixá-los atacar! Não viveremos em paz com um governo vassalo e um rei incompetente! Se queremos ter paz e uma sociedade justa, não poderemos compactuar com Lapália!
Camardas, a Terra Santa sabe tratar dos seus problemas melhor do que Lapália, que nos levou a esta tristeza! Por isso, declaramos a Terra Santa uma nação soberana e independente! A Terra Santa é agora uma república socialista, livre e independente dos lapalianos e dos cruzados! Viva o socialismo e a República Popular da Palestina!
Pela primeira vez, um comunista fazia vibrar multidões em Lapália. O povo aclamou o discurso e proclamou a independência. As tropas não reagiram à força que as multidões exerceram. Durante a ditadura, o comunismo ganhou muitos adeptos na Terra Santa. Agora que os portugueses estavam a querer colonizá-los, parecia ser a solução. Os defensores do nacionalismo de Lapália quase tinham desaparecido desta província. Agora, definitivamente, apenas a independência parecia viável para os palestinianos.

Algumas horas depois já o povo clama a independência do território. Os militares, por sua vez, recebem ordens para se retirar do território imediatamente, o mais depressa possível. Se o povo queria tanto ser independente, a independência receberia. O governo não quer problemas com o novo país, e a vontade dos palestinianos é respeitada. Poucas horas depois é reconhecida a independência, e o território separa-se de Lapália.
Lapália
Lapália

Número de Mensagens : 1043
Data de inscrição : 23/10/2009

http://www.nationstates.net/nation=estados_cruzados

Ir para o topo Ir para baixo

Política Interna de Lapália - Página 2 Empty Re: Política Interna de Lapália

Mensagem  Lapália Qua Set 01, 2010 1:23 pm

O papa Tozé III mostrava-se, aparentemente, pouco interessado. Desde a sua escolha, a igreja já se tinha fragmentado, pelo que não era visto como um bom papa. No Patriarcado de Constantinopla o motivo apontado é SpMky. O país, extremamente anti-religioso, impediria o papa de desempenhar as suas funções. Enquanto a sede da igreja fosse num país assim, não haveria remédio...
Lapália
Lapália

Número de Mensagens : 1043
Data de inscrição : 23/10/2009

http://www.nationstates.net/nation=estados_cruzados

Ir para o topo Ir para baixo

Política Interna de Lapália - Página 2 Empty Re: Política Interna de Lapália

Mensagem  Lapália Sex Set 10, 2010 8:16 am

No país inteiro, a libertação de SpMky é vista como necessária, e o povo comemora efusivamente qualquer sucesso militar. Existem canais a transmitir as últimas notícias a toda a hora, com novos desenvolvimentos. Nas ruas, qualquer soldado que aparece é tido como um libertador e herói.

As forças armadas registam agora uma vaga de novos recrutas. Muitos jovens entram voluntariamente no exército, e começam logo a ser preparados para ajudar à libertação de SpMky.
Lapália
Lapália

Número de Mensagens : 1043
Data de inscrição : 23/10/2009

http://www.nationstates.net/nation=estados_cruzados

Ir para o topo Ir para baixo

Política Interna de Lapália - Página 2 Empty Re: Política Interna de Lapália

Mensagem  Lapália Sab Set 11, 2010 9:55 am

As questões do Ultimato com Portugal já não interessavam aos lapalianos. Agora as preocupações eram outras, e tanto o Império Britânico como Portugal sempre foram bons aliados. No governo, com a recente situação e o permanente perigo com Triestin, fala-se em voltar a Entente.
Lapália
Lapália

Número de Mensagens : 1043
Data de inscrição : 23/10/2009

http://www.nationstates.net/nation=estados_cruzados

Ir para o topo Ir para baixo

Política Interna de Lapália - Página 2 Empty Re: Política Interna de Lapália

Mensagem  Lapália Dom Out 03, 2010 11:13 am

Em Lapália começa-se a tomar uma política isolacionista. A população está agora mais nacionalista, e o turismo para o estrangeiro tem níveis extremamente baixos. Quase ninguém sai do país por vontade própria e os únicos destinos, mesmo assim em pequeno número, são o Império Britânico e Portugal.

Para entrar no país são impostas grandes restrições, que desmotivam o turismo. Importações têm grandes controlos e os portos da Guiana são fechados aos estrangeiro. A população adere fortemente ao nacionalismo que se volta a sentir, deixando de comprar produtos estrangeiros. Sobretudo os de Kalmar, sendo muitos queimados e outros deitados ao mar.
Lapália
Lapália

Número de Mensagens : 1043
Data de inscrição : 23/10/2009

http://www.nationstates.net/nation=estados_cruzados

Ir para o topo Ir para baixo

Política Interna de Lapália - Página 2 Empty Re: Política Interna de Lapália

Mensagem  Scream_off Dom Out 03, 2010 3:55 pm

ooc: tu sabes que tens a guiana cercada e estava na altura de continuares com esse rp?
Scream_off
Scream_off
OCDE

Número de Mensagens : 11459
Idade : 33
Capital : Águas Santas
Regime Politico : Republica Federal
Chefe de Estado : Presidente Zé
Data de inscrição : 25/08/2008

Ir para o topo Ir para baixo

Política Interna de Lapália - Página 2 Empty Re: Política Interna de Lapália

Mensagem  Lapália Dom Out 24, 2010 7:44 am

Os primeiros cargueiros são enviados para a Guiana, via Brasil do Norte. Centenas de trabalhadores são recrutados para receber as mercadorias no país. A maioria é usada para repor o stock que estivesse esgotado, enquanto que uma parte é direccionada para armazéns secretos subterrâneos, em caso de emergência. A população vê nas notícias o que se passa, e continua indiferente aos acontecimentos, sabendo que nunca cederá.
Lapália
Lapália

Número de Mensagens : 1043
Data de inscrição : 23/10/2009

http://www.nationstates.net/nation=estados_cruzados

Ir para o topo Ir para baixo

Política Interna de Lapália - Página 2 Empty Re: Política Interna de Lapália

Mensagem  Lapália Qua Out 27, 2010 4:27 pm

A Coligação pela Liberdade, de partidos de esquerda, formada no rescaldo da queda de Carmona, começa a dar sinais de fraquejar, tanto internamente como junto do eleitorado.

Nas votações da Câmara dos Comuns as opiniões dos deputados são díspares e não existe coesão nos comunicados. Numa votação sobre uma reforma educativa, o PCL vota contra, contrariando a decisão da coligação de votar a favor. O ambiente azeda, e 18 dos 120 deputados comunistas na coligação resignam ao cargo.

Junto do eleitorado as sondagens apontariam para um resultado de 26% em eleições, contra os 41% de dois anos antes. A coligação é criticada precisamente pela "falta de coesão" e de "colaboração entre os partidos que a compõem".
Lapália
Lapália

Número de Mensagens : 1043
Data de inscrição : 23/10/2009

http://www.nationstates.net/nation=estados_cruzados

Ir para o topo Ir para baixo

Política Interna de Lapália - Página 2 Empty Re: Política Interna de Lapália

Mensagem  Lapália Seg Nov 01, 2010 4:32 pm

A questão dos pontos para Trondheim, na SdN, leva a uma discussão pública em Lapália. No geral, o povo põe-se do lado de Acádia defendendo a sua soberania, e a opinião negativa sobre a URS é cada vez maior. O país ainda perde mais crédito, desta vez já nem os partidos de esquerda comentam para não ser "do contra".

A questão é tão polémica que leva as pessoas a perguntar-se se será também da sua vontade pagar dinheiro a um país estrangeiro. Então, a questão é levada ao parlamento, onde começa a discussão da legalidade dessa acção.
Lapália
Lapália

Número de Mensagens : 1043
Data de inscrição : 23/10/2009

http://www.nationstates.net/nation=estados_cruzados

Ir para o topo Ir para baixo

Política Interna de Lapália - Página 2 Empty Re: Política Interna de Lapália

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Ir para o topo Ir para baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ir para o topo

- Tópicos similares

 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos