Comunidade NationStates Portugal
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Império Britânico - Introdução

Ir para baixo

Império Britânico - Introdução Empty Império Britânico - Introdução

Mensagem  Britannia Sex Abr 29, 2011 2:30 pm

(quem quiser fazer occ´s a comentar, por favor não os faça aqui para eu ir adicionando páginas....)

Império Britânico


Império Britânico - Introdução Uk-flag

Breve introdução: O século é o XXI, e o Império Britânico resguarda-se na sua ultima fortaleza, a América do Norte, a reconquista da sua terra natal está por um fio, sobrando só a capital histórica de Londres. Desde a II Guerra Mundial até aos nossos dias o Império tem lutado uma luta pela sobrevivência feroz, com colónias Africanas a fugir ao seu domínio, inimigos estrangeiros, reinos Americanos em luta interna constante e caos na sua terra natal (conduzindo à sua perda). Agora o estabelecimento Britânico, a velha ordem, finalmente compreendeu que no novo mundo mais vale centrarem o seu centro de poder na América do Norte, e conduzirem os seus povos a um renascimento Imperial.

No entanto, o Império não vive em unidade total, anos de autogestão deram aos domínios Americanos margem de manobra para estabeleceram os seus próprios governos, estabelecerem sub-culturas individuais que regularmente entram em conflito umas com as outras e para estabeleceram até as suas próprias fronteiras. O poder real tem mantido a unidade nacional na América do Norte através de conflitos com um inimigo estrangeiro, seja ele qual for, com generosos subornos às suas lideranças, com religiosidade e tradição, e concessões de terra aos colonos. Mas agora o território está quase todo ocupado e o poder central esforça-se ainda para solidificar a sua British North America, para manter o comércio livre entre estados, e para manter o Império intacto, custe o que custe.

Do outro lado do lago, resta Londres para reconquistar, e os tradicionalistas sonham com o dia em que vão expulsar os pérfidos "Mikeys" da sua capital histórica. Mas esse objectivo está ameaçado pelos Liberais e por uma população do nordeste americano cada vez mais influenciada pelas "más influencias" Athaulphianas de isolacionismo, pacifismo e social-democracia.

...em construção
Britannia
Britannia

Número de Mensagens : 7778
Idade : 33
Capital : Camelot
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Interregno
Data de inscrição : 31/07/2008

http://www.nationstates.net/greenaldia

Ir para o topo Ir para baixo

Império Britânico - Introdução Empty História

Mensagem  Britannia Sab Abr 30, 2011 9:33 am

...Para breve
Britannia
Britannia

Número de Mensagens : 7778
Idade : 33
Capital : Camelot
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Interregno
Data de inscrição : 31/07/2008

http://www.nationstates.net/greenaldia

Ir para o topo Ir para baixo

Império Britânico - Introdução Empty Politica Internas

Mensagem  Britannia Sab Abr 30, 2011 10:13 am

Politica Interna


Império Britânico - Introdução Union_jack

Breve Introdução:
O Império Britânico é formado por um conjunto de Reinos, Domínios, Colónias e Territórios, uma miscelânea de estatutos derivados de décadas de politiquice e jogos de poder internos. O poder que a monarquia tem em cada território é variável, e o sistema eleitoral de cada território é determinado internamente. A convenção constitucional define a igualdade entre todos os comuns perante a lei e que o processo de selecção dos cargos de poder deve ser feito através de eleições democráticas e livres, aparte disso cada regime define o seu sistema. Somente a eleição para o Parlamento Imperial de sua Majestade, Parlamento da Grã-Bretanha e Congresso de Representantes da América do Norte é feita de forma uniforme em todos os estados com direito de voto. Neste tópico é apresentado o resumo da estrutura de poder dentro do Império por ordem de importância.

Poder Central


Império Britânico - Introdução Three_Lions

A Monarquia - No topo da estrutura de poder encontra-se a Monarquia, composta pelo conjunto da família real. A Monarquia, liderada pelo Rei, Rainha ou Regente designado compõe o poder executivo nacional, e são o foco da unidade imperial. O poder do chefe de estado varia conforme as normas de cada regime, mas existem certos poderes de reserva que definem a sua forte posição enquanto moderadores da politica nacional. No entanto a sua principal fonte de poder para alem da simples tradição e de um uso inteligente da religião (de cuja igreja oficial o chefe de estado é líder) é a sua influencia nos joguinhos de poder dos políticos na aquisição de prestigio, território, cargos ou até mesmo títulos nobiliárquicos. Em tempos em declínio, uma vaga de maus políticos conjuntamente com fortes dificuldades externas projectaram de novo a monarquia para a popularidade.

A Nobreza - Composta por Duques, Condes, etc, a nobreza mantém uma hierarquia semi-feudal derivada dos tempos medievais em que a baixa nobreza deve a sua lealdade à alta nobreza que pela sua vez a deve ao monarca. Actualmente a Nobreza ocupa um lugar na estrutura de poder que se pode situar no meio de um triângulo entre a Monarquia, o poder central e o poder local/regional. Apesar dos tempos feudais terem terminado, e de os Nobre já não serem donos de quase toda a terra existente, a Nobreza possui o chamado poder de fiscalização, informando a monarca sobre os acontecimentos dentro de cada estado e servindo como os seus governadores-gerais (representante do monarca dentro do estado, e com poder de veto sobre o poder local) e governadores civis locais. O seu poder deriva da relação mais directa que possuem com o poder executivo, e dos seus poderes de veto. Os membros da Nobreza alta têm um assento na Câmara dos Lordes do Parlamento de Sua Majestade, o líder eleito pela câmara dos comuns é nomeado lord protector e é a figura mais elevada da Nobreza.

O Parlamento Imperial - Em tempos sediado em Londres, o Parlamento passou agora para a segurança da América do Norte, instalando-se na nova cidade de Camelot. Visto que a maioria da legislação sobre assuntos internos é feita pelos estados individuais, o Parlamento Imperial legisla principalmente sobre assuntos de politica externa, politica de defesa e sobre o relacionamento entre os estados (bem como a resolução de conflitos que apareçam entre estes). O seu maior poder é o poder de nomear o governo, e de o manter enquanto este tiver a confiança da câmara dos comuns. Em tempos não havia data limite para se convocar eleições (certos parlamentos mantiveram-se por décadas), legislação recente obriga à convocação de eleições de 5 em 5 anos, feita em círculos eleitorais uninominais por sufrágio universal em todos os Reinos e Domínios com Home Rule, usando o sistema First Past the Post.[/justify]

Poder Regional na América do Norte

Império Britânico - Introdução Ca-1907u Império Britânico - Introdução Ca-1922Império Britânico - Introdução Granduni

Breve Introdução: Os vários estados na América do Norte não são historicamente unidos, e cada um obedece ás suas próprias circunstancias. O regime escolhido pelo Império para gerir os seus domínios é bastante progressista, com cada território caminhando progressivamente para Home Rume e autonomia politica. No entanto, durante o curso da história da América do Norte, duas correntes politicas distintas surgiram, os Unionistas e os Estadistas. Os Unionistas ligados historicamente ao progressismo defendem uma América do Norte unificada numa união comum, enquanto que os Estadistas defendem os direitos dos estados, e uma América dividida em vários estados "unidos mas soberanos". Apesar desta questão, em 1790 os vários estados enviaram representantes para o segundo congresso continental, e em 1791 o congresso Norte-Americano nasceu como organização permanente.
Desde então que Norte e Sul se dividiram fortemente neste assunto, e só em 1843, quando a Monarquia interveio por meio da força directamente para terminar a escravatura no sul, é que a BNA (British Norte America) nasceu como uma união aduaneira, e desde aí que se tem tornado numa força cada vez mais forte, influenciando mais e mais legislação e politica interna de cada estado.

Congresso Norte-Americano: Este organismo bicamaral representa o povo Norte-Americano. Inicialmente composto somente por 1 representante de cada estado, foi expandido para possuir também uma câmara de deputados eleitos por círculos eleitorais distintos dos estados. Ao contrário do Parlamento Imperial, todos os cidadãos Britânicos estão representados, mesmo os de estados sem Home Rule. (OCC: Imaginem o Congresso não como o congresso dos EUA do nosso mundo, mas mais como o parlamento europeu e a BNA como uma espécie de união europeia ligeiramente mais centralizada)




Em construção....


Última edição por Britannia em Qua Jun 22, 2011 7:21 pm, editado 1 vez(es)
Britannia
Britannia

Número de Mensagens : 7778
Idade : 33
Capital : Camelot
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Interregno
Data de inscrição : 31/07/2008

http://www.nationstates.net/greenaldia

Ir para o topo Ir para baixo

Império Britânico - Introdução Empty Mapa e Geografia dos Reinos de Sua Majestade

Mensagem  Britannia Ter Jun 14, 2011 5:35 pm

Império Britânico - Introdução Bnak

Tipos de Organização

Reino e Reino Unido - Estado constituinte do Império com um estatuto em tudo igual à Inglaterra ou à Escócia por exemplo, tem autonomia em todos os aspectos excepto em matéria de defesa e politica externa (imaginem um UK em ponto muito grande), os Reinos Unidos são semelhantes aos Reinos só que internamente têm mais subdivisões (que irei especificar mais concretamente mais tarde)

As duas Commonwealth - Nomes diferentes para estados que possuem estatutos semelhantes aos Reinos, no entanto a presença nobiliárquica é menor devido à colonização mais recente. Possuem estruturas ligeiramente mais republicanas e sistemas políticos mais baseados em "checks and balances", embora a Commonwealth de Pacifica seja plenamente mais democrática que o Texas e a sua plutocracia vigente.

A União das Carolinas e a Federação de Dixie - Estados semelhantes aos Reinos mas com estruturas internas (ainda) mais federais, em que a União é formada por 4 províncias e Dixie por 3. A união possui mais liberdade de acção do que a Federação que devido a eventos recentes se arrisca a perder Home Rule.

Domínios de sua Majestade - Territórios com algum Home Rule, mas com uma forte intervenção a nível do governo central, considerados como organismos temporários na transição entre território não organizado e Estado semi-independente.

Estado Livre - Territórios com organização própria e que fazem parte do Império, mas que possuem uma enorme autonomia mas não representação central nos órgãos de poder politico. Os territórios Índios entram nesta categoria pois a sua cultura é distinta da Britânica, e a Greenaldia ainda é uma situação em discussão especialmente devido aos fortes sentimentos republicanos no estado.

Territórios organizados - Territórios em via de receberem um nome e um governo, bem como Home Rule, altura em que passarão ao estatuto de domínios.

Territórios não organizados - Territórios sob gestão directa do estado central à espera de serem formados governos.

(occ: Isto está tudo MUITO por alto, mas serve para perceberem um pouco a complicadissima estrutura politica do meu país, quando tiver tempo elaboro mais, quando explicar o conceito de "Britannia" vão compreender porque é que o país parece ser tão fragmentado, é porque o é mesmo)
Britannia
Britannia

Número de Mensagens : 7778
Idade : 33
Capital : Camelot
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Interregno
Data de inscrição : 31/07/2008

http://www.nationstates.net/greenaldia

Ir para o topo Ir para baixo

Império Britânico - Introdução Empty Diferenças e Anacronismos Tecno-Históricos

Mensagem  Britannia Ter Jun 14, 2011 7:29 pm

Nesta página vou apresentar como a ausência da presença Americana Yankee poderia ter (ou não Laughing ) alterado o uso de tecnologia no mundo moderno. É um exercício de história alternativa.

O dirigivel

Império Britânico - Introdução He7a03-0004953-mainImpério Britânico - Introdução 3Airships
Baratos de manter, ecológicos, e um prazer para voar sem os inconvenientes dos aviões, os dirigíveis são autênticos cruzeiros dos ares. Como o desastre do Hindenburg nunca aconteceu, a tecnologia civil dos dirigíveis continuou a evoluir até aos dias de hoje. Actualmente os principais usos são turismo e transporte de carga, enquanto que as linhas aéreas mantêm aviões a jacto para a chamada "classe de negócios".

A maioria dos Britânicos continua a preferir viajar em dirigível quando a viagem é de prazer, mesmo tendo em conta a muito (MUITO) baixa velocidade. As linhas aéreas modernas mantêm o interesse no meio (uma necessidade porque lhes custa pouco em combustível ao invés dos aviões a jacto, e versões solares estão a ser pesquisadas) investindo uma parcela do que poupam no combustível em luxos de bordo, bem como uma glamorização de toda a experiência, dando mesmo ao viajante mais humilde uma experiência de luxo e bem estar.

Um negócio largamente interno, os Britânicos recentemente começaram a procurar autorização para ter ligações com Athaulphia, a Europa, e a América Latina (especialmente a América Latina), e andam a tentar impingir a ideia a uns Portugueses altamente tradicionalistas.

Britannia
Britannia

Número de Mensagens : 7778
Idade : 33
Capital : Camelot
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Interregno
Data de inscrição : 31/07/2008

http://www.nationstates.net/greenaldia

Ir para o topo Ir para baixo

Império Britânico - Introdução Empty Re: Império Britânico - Introdução

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Ir para o topo Ir para baixo

Ir para o topo

- Tópicos similares

 
Permissões neste fórum
Você não pode responder aos tópicos