Comunidade NationStates Portugal
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Política Interna de Triestin

+2
Scream_off
Triestin
6 participantes

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ir para baixo

Política Interna de Triestin - Página 3 Empty Re: Política Interna de Triestin

Mensagem  Triestin Seg Nov 01, 2010 5:18 pm

Ondas de propaganda varrem o país e o povo é preparado para o possível confronto final entre Triestin e a Entente. Todos os crimes dos países da Entente, desde a Escócia até à Palestina, passando pela papua, Namíbia, etc. são retratados em filmes documentários que passam quase sem parar, juntamente com anuncios do Exército Vermelho e avisos acerca do que os civis devem fazer assim que a primeira ofensiva da Entente se registar.

Os sistemas de bunkers desactivados desde o tempo de Stalin são reactivados nas cidades costeiras e as grandes quintas do interior recebem mão-de-obra das cidades, de pessoal não-essencial ao esforço de guerra, excepto professores e médicos, já que o objectivo é manter a vida civil a funcionar.
Triestin
Triestin
Internacional Socialista

Número de Mensagens : 981
Capital : Moscovo
Regime Politico : Marxismo-Leninismo
Chefe de Estado : Viacheslav Borisov
Data de inscrição : 20/08/2008

Ir para o topo Ir para baixo

Política Interna de Triestin - Página 3 Empty Re: Política Interna de Triestin

Mensagem  Triestin Seg Dez 20, 2010 12:38 pm

As manifestações violentas e mortos na FUS são utilizados para retratar o falhanço do capitalismo americano e servem de arma de arremesso contra grupos liberais e de centro em Triestin. "É isto que querem para Triestin?" é agora perguntado a estes grupos em debates, e com falta de resposta perdem alguma credibilidade, ainda para mais numa altura em que o desemprego em Triestin está baixissimo como resultado do crescimento desenfreado do complexo militar do Exército Vermelho, que sozinho emprega agora quase 8% da população em todas as suas infraestruturas de apoio.
Triestin
Triestin
Internacional Socialista

Número de Mensagens : 981
Capital : Moscovo
Regime Politico : Marxismo-Leninismo
Chefe de Estado : Viacheslav Borisov
Data de inscrição : 20/08/2008

Ir para o topo Ir para baixo

Política Interna de Triestin - Página 3 Empty Re: Política Interna de Triestin

Mensagem  Triestin Seg Jan 10, 2011 12:14 pm

O Supremo Conselho da República é convocado pela primeira vez desde que Putin saiu do poder. Isto só acontece quando a situação política interna é grave, e desta vez assiste-se a uma fragmentação séria em Moscovo.

Do lado da barricada onde o militarismo e orgulho patriótico imperam, o Presidente Borisov e a sua União Nacional dos Trabalhadores lideram a ofensiva contra as notícias vindas da URS.

- É um ultraje! - ouvem-no gritar assim que Mitropa dá o seu discurso.

Borisov conta com o apoio incondicional de Stanislav Donets, o General Máximo do Exército Vermelho e de Vladimir Karazov, Secretário Geral da CHEKA. Com tanto poder concentrado no seu lado, seria impensável que existisse algum tipo de oposição às decisões tomadas.


Mas do outro lado está Ilyana Nastenkeva, Primeira-Ministra da República e Presidente da Assembleia Nacional, uma máquina política que conhece ao pormenor todas as teias da política corrupta que lidera a partir de Moscovo toda a nação. Rapidamente Nastenkeva cria uma divisão na união governativa, colocando o seu partido, a União Socialista de Triestin, unido ao Partido Socialista Democrático de Andrey Iliachenko numa ameaça séria: uma união temporária com o Partido Comunista do Povo de Triestin, o partido de Putin antes da sua morte.

Se isto acontecer Borisov perde a sua maioria na Assembleia e por muito impiedoso que Borisov e Donets sejam, esta situação não pode ser resolvida coma eliminação de Nastenkeva, como rapidamente o chefe da CHEKA lhes comunica. "Teriamos uma guerra civil e uma quebra total da ordem de segurança. Nastenkeva não pode cair pela força", são as palavras exactas de Karazov.


A reunião começa de forma tensa e ambos os lados parecem estudar até onde o outro está capz de ir, mas quando Donets explode a acusa Nastenkeva de ser uma fantoche de Valtland a reunião descamba numa troca de insultos e a coligação Nastenkeva/Iliachenko retiram-se da mesma.


Nessa mesma noite, Nastenkeva dá um comício onde acusa Borisov de "pôr em causa a amizade eterna que sempre uniu Triestin à URS" e o povo parece aceitar esta premissa. Borisov dá ordens à CHEKA para sondar o potencial que existe para o Exército não cumprir uma ordem sua.


Na manhã seguinte não se fala de outra coisa, a União Nacional dos Trabalhadores usa retórica quase de guerra e quem critica as movimentações militares é apelidado de traidor. Ao nível popular, um velhote num banco de jardim na Praça Lubyanka resume o espirito dos triestinos: "opá isto é mesmo assim, mexem tropa para aqui, tropa para ali, mas daqui a uns dias estão todos em casa. Alguma vez o camarada Borisov atacaria os nossos irmãos starianos? Nunca na vida.".


No Kremlin o ambiente é de cortar à faca.
Triestin
Triestin
Internacional Socialista

Número de Mensagens : 981
Capital : Moscovo
Regime Politico : Marxismo-Leninismo
Chefe de Estado : Viacheslav Borisov
Data de inscrição : 20/08/2008

Ir para o topo Ir para baixo

Política Interna de Triestin - Página 3 Empty Re: Política Interna de Triestin

Mensagem  URS Seg Jan 10, 2011 6:16 pm

Um agente especial dos Serviços Secretos tenta contactar Nastenkeva e verificar se existe a possibilidade de uma reunião secreta entre ela e um diplomata enviado pelo Conselho.

ooc: se for possível abre na diplomacia
URS
URS
Internacional Socialista

Número de Mensagens : 14751
Capital : Valtland
Regime Politico : Socialismo
Chefe de Estado : Maximus Thorvald
Data de inscrição : 14/08/2008

Ir para o topo Ir para baixo

Política Interna de Triestin - Página 3 Empty Re: Política Interna de Triestin

Mensagem  Triestin Qua Jan 12, 2011 3:13 pm

URS escreveu:Um agente especial dos Serviços Secretos tenta contactar Nastenkeva e verificar se existe a possibilidade de uma reunião secreta entre ela e um diplomata enviado pelo Conselho.

ooc: se for possível abre na diplomacia

ooc: não vai ser bem na diplomacia Twisted Evil
Triestin
Triestin
Internacional Socialista

Número de Mensagens : 981
Capital : Moscovo
Regime Politico : Marxismo-Leninismo
Chefe de Estado : Viacheslav Borisov
Data de inscrição : 20/08/2008

Ir para o topo Ir para baixo

Política Interna de Triestin - Página 3 Empty Re: Política Interna de Triestin

Mensagem  Triestin Qua Jan 12, 2011 4:24 pm

As notícias da operação chegam ao presidente Moscovo. Borisov convoca Donets e Karazov.

B - Mas que foi isto? Camarada Donets, tem noção do que acabou de fazer... quando o povo souber que Nastenkeva está morta vamos ter centenas de milhar nas ruas...

D - Não teremos esse problema, os documentos que o diplomata da URS trazia são, claros, o plano era derrubar vossa excelência. Assim que o povo souber disto compreenderá a nossa acção.

O Presidente pega nos documentos e lê com atenção. Karazov sabe que é tudo farsa.

K - Senhor Presidente, não existe forma de comprovar a autenticidade destes documentos. São provavelmente fabricações.

D - Está a acusar-me de mentir, camarada Karazov?

A tensão entre Donets e Karazov é agora óbvia. Donets manipula o Presidente e Karazov vê a República em perigo.

B - Camaradas! Tenham calma! Verdade ou não, temos que divulgar isto como verdadeiro. Como já disse, se o povo sabe que...

Karazov diz friamente.

K - Que assassinámos a sangue frio a Primeira-Ministra da República, senhor Presidente.

Borisov engole em seco. Sente-se sem poder. Donets controla o Exército e Karazov a CHEKA. É neste momento que ele se apercebe que o poder político em Moscovo de pouco lhe vale. Karazov continua:

K - O erro está feito e o camarada Donets terá que se demitir, não podemos ter desobediência a este nível.

D - Tenha cuidado com oo que diz, camarada, não está a falar com um dos seus agentezecos!

Karazov ignora-o e continua a falar com o presidente:

K - Agora temos que seguir com a sua mentira. Como sua excelência disse, centenas de milhar sairão às ruas, teremos banhos de sangue. Nastenkeva tem que ser pintada como traidora. Infelizmente é a única solução que nos resta.

D - E a URS terá que ser responsabilizada.

Karazov olha furioso para o General:

K - Você colocou o Exército Vermelho na fronteira! Se lhes continua a pisar os calos vamos ter guerra! Já imaginou por um instante o que isso significa?

D - Significa o final desta ditadura que nos impõem. Tudo o que fazemos tem que passar pela sua aprovação? O que é demais é demais. Senhor Presidente, avancemos para Dimitrovgrad e Kuznetsk, a população é triestina. Vamos mostrar que não podem brincar connosco!

Borisov fica branco.

B - Você está louco, homem?

K - Está com desejos de morte, camarada Donets!

D - Sejamos realistas, acham que o Conselho vai para a guerra por duas cidadezecas?

K - O camarada está louco! Senhor presidente, ordene a prisão imediata deste homem, é um perigo para toda a República.

Donets perde as estribeiras. Pega no comunicador que tem no bolso e ordena e entrada de soldados na sala, que entram de imediato de armas em punho apontando para os dois homens.

Borisov e Karazov levantam instintivamente os braços, estupefactos.

B - Tem noção do que está a fazer, Donets?!

D - Tenho sim, tenho a noção de que não seremos mais subjugados na nossa próproa nação. Vós sois uma desgraça para a nossa República! Fomos humilhados em África pelos nossos supostos aliados! Já chega! Daqui a 24 horas, Dimitrovgrad e Kuznetsk serão nossas e mostraremos à URS e ao mundo que não tememos ninguém, e se quiserem guerra, levar-lhes-emos a guerra das suas vidas!

Donets dirige-se para a porta.

D - Estes dois não saem daqui.


-------------------------------------------------

Donets comunica à Duma a sua dissolução e revela ao povo os planos da URS para derrubar o governo, planos esses que contavam com a complacência e colaboração do próprio presidente e da primeira-ministra. Donets foi o homem que derrubou Putin e tem por isso vasta popularidade.

Diz-se que Nastenkeva fugiu para o campo e que o Presidente está detido.

A CHEKA, ainda leal a Karazov e ao presidente, mas sem grande influência militar, avisa a URS de que um ataque contra as duas cidades fronteiriças pode estar iminente, numa tentativa de que a URS reaja e Donets ganhe senso.
Triestin
Triestin
Internacional Socialista

Número de Mensagens : 981
Capital : Moscovo
Regime Politico : Marxismo-Leninismo
Chefe de Estado : Viacheslav Borisov
Data de inscrição : 20/08/2008

Ir para o topo Ir para baixo

Política Interna de Triestin - Página 3 Empty Re: Política Interna de Triestin

Mensagem  Triestin Seg Jan 17, 2011 2:04 pm

Donets sabe que o lançamento de mísseis contra Harvinski e Almaty vai mudar o rumo da guerra, de batalhas aéreas sobre zonas não povoadas e guerras de trincheira ainda suaves, passar-se-ia à fase de grandes bombardeamentos contra alvos a sério, pois a URS teria que reagir com ataques semelhantes a cidades fronteiriças.

Este escalar da guerra e a entrada da Burgolavia na mesma seria sempre uma desvantagem para Triestin. Os generais de Donets eram claros: "ou a Entente entra na guerra contra a URS ou é uma questão de tempo até sermos derrotados." Claro que ninguém fora de um pequeno circulo se atrevia a pronunciar a palavra derrota.

Borisov é mantido preso, ainda podia ser necessário se a Entente continuasse de fora e se Triestin tivesse que negociar a paz com a URS.

Karazov é substituido na CHEKA por um homem leal a Donets que tem como primeira missão subornar os países da Entente.
Triestin
Triestin
Internacional Socialista

Número de Mensagens : 981
Capital : Moscovo
Regime Politico : Marxismo-Leninismo
Chefe de Estado : Viacheslav Borisov
Data de inscrição : 20/08/2008

Ir para o topo Ir para baixo

Política Interna de Triestin - Página 3 Empty Re: Política Interna de Triestin

Mensagem  Triestin Qui Fev 10, 2011 4:05 pm

O ataque com mísseis que caiu perto de Moscovo foi em zonas desabitadas, mas o povo da capital e das grandes cidades estava agora a começar a entrar em pânico. Do sul vinham apenas notícias de retiradas, apesar da televisão noticiar apenas um impasse na fronteira.

As grandes cidades de Moscovo, Leningrado e São Petersburgo começam a testemunhar as primeiras reacções populares anti-guerra. A maioria das pessoas continuava a acreditar na propaganda, mas o facto da URS conseguir anfariar aliados com facilidade enquanto Triestin permanecia isolado levantava muitas questões. Os manifestantes gritaram nas ruas: "Já se perguntaram porque estão os soviéticos e burgolavos contra nós? Triestin é o agressor e Donets tem que negociar a paz!"

A CHEKA faz detenções em massa acusando os detidos de sabotagem ao esforço de guerra, mas a própria organização está a trabalhar a meio gás e com pouca eficácia desde a detenção de Karazov por parte de Donets. É colocado a circular o rumor de que as familias dos soldados que recusassem lutar perderiam os seus empregos e todo o apoio estatal, mas rumores paralelos circulavam também dizendo que o rumor anterior era apenas uma táctica para assustar os militares.

Um circulo cada vez maior dentro do Exército começa a falar na necessidade de substituir Donets. As suas previsões de que a Entente se juntaria a Triestin para aniquilar a URS pareciam estar completamente erradas, e sendo assim a nação estava numa guerra suicida.
Triestin
Triestin
Internacional Socialista

Número de Mensagens : 981
Capital : Moscovo
Regime Politico : Marxismo-Leninismo
Chefe de Estado : Viacheslav Borisov
Data de inscrição : 20/08/2008

Ir para o topo Ir para baixo

Política Interna de Triestin - Página 3 Empty Re: Política Interna de Triestin

Mensagem  Triestin Dom Fev 27, 2011 3:55 pm

Mais um empreendimento militar catastrófico, avizinhavam-se tempos de probreza em Triestin. A URS e os seus aliados não seriam generosos. Ainda sem saber se o cessar-fogo seria aceite e quais as condições que seriam impostas a Triestin, Borisov reune com os membros do seu gabinete e é colocada uma hipótese drástica em cima da mesa: a venda dos territórios periféricos de Triestin. A CHEKA tinha informações que os portugueses estariam interessados em comprar Timor e Madagáscar, e quem sabe outros países não estariam interessados em comprar a Arménia e o Brasil... claro que se esta informação viesse a público, que o governo considerava vender o seu próprio povo, seria o inferno nas ruas de Moscovo.
Triestin
Triestin
Internacional Socialista

Número de Mensagens : 981
Capital : Moscovo
Regime Politico : Marxismo-Leninismo
Chefe de Estado : Viacheslav Borisov
Data de inscrição : 20/08/2008

Ir para o topo Ir para baixo

Política Interna de Triestin - Página 3 Empty Re: Política Interna de Triestin

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Ir para o topo Ir para baixo

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ir para o topo

- Tópicos similares

 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos