Comunidade NationStates Portugal
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Uma Nova Politica para a Papua

4 participantes

Ir para baixo

Uma Nova Politica para a Papua Empty Uma Nova Politica para a Papua

Mensagem  Britannia Dom Set 27, 2009 5:26 pm

A formação do Reino Unido e o fracasso momentaneo de uma politica privada para a Papua levou a que o novo governo tenha decidido seguir uma nova politica para a Papua. O novo governo Conservador decide contudo que a medida imposta pela ATE de eleições imediatas é ridicula, e britanica a menos e yankee a mais, escolhendo oferecer um novo projecto repentino que iria determinar a nova Papua. Os lideres Papuanos recebem instruções que deveriam organizar uma assembleia constituinte rapidamente, e começar a fazer sozinhos o caminho pacifico para a independencia, a ameaça fica no ar de a Australásia e todos os seus fundos estruturais evacuarem rápidamente do país, algo que será uma condenação para a classe letrada nativa Papuana que depende da Australásia.
Britannia
Britannia

Número de Mensagens : 7778
Idade : 33
Capital : Camelot
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Interregno
Data de inscrição : 31/07/2008

http://www.nationstates.net/greenaldia

Ir para o topo Ir para baixo

Uma Nova Politica para a Papua Empty Re: Uma Nova Politica para a Papua

Mensagem  Britannia Sab Out 03, 2009 6:22 pm

Em Saigão, na Zona verde, começam-se a organizar os orgãos básicos de um governo, uma tesouraria é aberta, um sistema inicial de justiça, e o primeiro parlamento começa a ser preparado. Os primeiros partidos politicos organizam-se, mas finalmente as disputas étnicas levam a uma separação das aguas, duas comunidades chocam fortemente na Papua, a comunidade Africana maioritária e as suas tribos com maior capacidade guerreira (liderando os dois maiores movimentos de libertação), e a comunidade Asiática, menos numerosa, mas mais avançada e urbanizada, menos tribal e mais organizada num sistema de aldeias.

A comunidade asiática urbana em grande parte beneficiou muito da presença Australasiana, dos seus recursos financeiros e das suas forças de segurança, permitindo-lhe chegar a uma posição de grande força politica. Os asiáticos, grandes admiradores de história, aprendem conceitos de como enganar a democracia, como a famosa chapelada, para mais, a sua posição favorecida nas grandes cidades permite-lhes estar perto da acção.

Don-Kin é um empresário, que vê com bons olhos a independencia da Papua, uma boa oportunidade para o seu povo ganhar poder sobre o território, o Partido Unitário Nacional Papuano é fundado, rapidamente emissários são enviados por todo o país com promessas de construção de infraestruturas, capitalismo sério, benesses sociais, representatividade rural, tudo o que levasse ao voto no PUNP, que se torna no partido oficial da comunidade Asiática. Como partido emissário tambem toma a seu cargo os custos do recenseamento, fiscalizado por autoridades Australasianas, mas com imensas irregularidades. A resistencia feroz das tribos Africanas tambem não ajuda o recenseamento, ao passo que as pacatas tribos Asiáticas aceitam muito bem o novo sistema, muitas vezes com o chefe honrado da aldeia a decidir o voto de todos, em breve 7 milhões estão recenseados, e estudos apontam a vitória do PUNP com 79%

Os Africanos demoram mais a organizar-se, uma falta de uma elite urbana, bem como uma postura mais beligerante e tribalista causa problemas aos novos partidos, o Partido Africano Republicano Papuano é formado, mas rapidamente surgem facções divergentes, e fragmenta-se em 67 minúsculos partidos, sem capacidade para lutar nenhuma eleição sem serem as locais.

Outros partidos mais unidos mas minoritários é a União Popular de cariz socialista, e o Partido Liberal, de cariz urbano, ambos possuem capacidade de irem a eleições gerais, mas os liberais estão aliados ao PUNP, determinando a supermacia quase completa deste partido a pouco tempo das primeiras eleições livres.


Partidos Organizados Nacionais
Partido Unitário Nacional Papuano
União Popular
Partido Liberal
Britannia
Britannia

Número de Mensagens : 7778
Idade : 33
Capital : Camelot
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Interregno
Data de inscrição : 31/07/2008

http://www.nationstates.net/greenaldia

Ir para o topo Ir para baixo

Uma Nova Politica para a Papua Empty Re: Uma Nova Politica para a Papua

Mensagem  Britannia Sab Out 03, 2009 7:03 pm

A Reunião

O lider do PNUP está muito bem na sua bem vigiada e fortificada mansão fora de Saigão a disfrutar uma tarde de sol e descontração, quando o avisam de que os seus convidados chegaram:


-Hummmm, muito bem, hora de mostrar quem é o macho man:

Uma Nova Politica para a Papua Kim%20jong%20il%20twn


A recepção foi bem planeada, muita comida, musica agradável, cadeiras confortáveis junto á piscina, e empregadas escolhidas a dedo com uniformes encomendados pessoalmente, muitas eram refugiadas da guerra com Triesten que aqui tinham desaguado:


Uma Nova Politica para a Papua Sexy_maid_lingerie_set_b20915


Tudo estava planeado para os convidados, que acabavam de chegar, sim, Tony Soprano saia do seu SUV blindado preto juntamente com a sua comitiva de mafiosos, a vida corria-lhes bem, e o negócio do petroleo na Papua ainda lhes iria correr melhor, soprano conhecia bem o "grande futuro lider" da Papua, era um criminoso ainda maior que ele.

-Então ó caga-tacos, que contas crl? já és cá o Zé do sitio, ou ainda não te deram o cargo crl.

-Então porra, ainda tenho de ganhar as eleições, mas isso é para breve, mas preciso de guito depois, para gastar em defesas e merdas.

-Então crl, cobra impostos aos otários do povo, ou queres um empréstimo aqui do tio Toni?

-Queres a merda do negócio do petroleo, vendo-te a puta da licença, passas para cá 10% para o bolso do glorioso lider que bem precisa de um parzinho de sapatos novos, e ainda meto um guito para hospitais e essas merdas que os comuns precisam.

-Olha lá ó caga-tacos, quero-te apresentar um palhaço novo, ó cara de pau........ó rabeta, anda cá crl, este aqui é o João Platão, um trafulha lá do continente


Uma Nova Politica para a Papua Jose-socrates-1


-Então pá, o que é que se passa com o cara de pau?

-Este gajo é para ser o teu ministro da economia, já lhe arranjamos um diploma por uma universidade meio trafulha em engenharia, economia, ambiente e sanitologia, e este gajo vai tratar dos negócios para outro nosso projecto, vamos contruir um centro comercial nos pantânos protegidos de Ha-bai, o Freeport.

-Então crl, 10% pó bolso do amigo presidente e cá tens tudo, ó cara de pau, bem vindo ao governo

-Porreiro Pá!
Britannia
Britannia

Número de Mensagens : 7778
Idade : 33
Capital : Camelot
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Interregno
Data de inscrição : 31/07/2008

http://www.nationstates.net/greenaldia

Ir para o topo Ir para baixo

Uma Nova Politica para a Papua Empty Re: Uma Nova Politica para a Papua

Mensagem  Britannia Dom Out 04, 2009 10:04 am

Sexo, Dinheiro e Politica

Don-Kin estava na sua sessão S&M do costume na sua masmorra privada, quando o intercomunicador soa a avisa-lo que tinham chegado todos os convidados:

Uma Nova Politica para a Papua 1915_2


-Mufffemmmmemmm #sai a mordaça# ora bolas, tão cedo? isto não se paga por hora crl, tou a gastar 100.000 libras anuais para a manter aqui em casa, bah, mas é hora da politica.

Don-Kin vivia uma vida de luxo e depravidão completa, em completo contraste com a dura vida que a maioria da Papua vivia, a sua mansão era um autentico forte de devassidão, o senhor 10% agora dirigia-se ao pátio para se reunir com a comissão eleitoral.
Senta-se na sua poltrona, de um lado a sua Mistress S&M
(occ: acho que é assim, não percebo muito do tópico dessas merdas, os comunas depravados que digam se estiver mal), e do outro a sua Puta Triestiana, era o que ele sempre queria ser, um macho man (de 1.52 metros), á sua volta estava a nova elite da Papua, Tony Soprano e a sua comitiva, João Platão, o seu ministro da economia e trafulha profissional(que olhava com olhos gulosos o rapaz da piscina), Vai-Lin, senhor da droga, e muitos outros.

Uma Nova Politica para a Papua Spanish+mansion

-BEM VINDOS AMIGOS! Chegou a hora de tomarmos conta deste país, chegou a hora de formarmos a comissão eleitoral para ganhar as eleições, os gajos lá do continente exigem aqui ao pessoal que isto seja limpo, e vai ser, só que fora das cidades precisamos de alguem que indique o voto certo.

Vai-Lin-Eu posso tratar disso, em contrapartida quero que a minha plantação de opio continue sem ser perturbada, e claro, 10% do lucro dos viciados para o nosso lider.

-Eh eh, feito, vou meter o meu exército a defender o opio e a minha marinha a traficar droga #Don já estava a pensar na sua adega de vinhos nova#

Tony-Fds, das cidades trato eu, uns gajos nos sitios certos e vota tudo em ti á paulada que crl, eu quero é o pitrol e o uranio pa vender.

-Eh eh, as licenças já tão no correio, infelizmente........temos um rato entre nós, #aponta para um secretário# esse palhaço anda a avisar os gajos do continente do que se passa, agarrem-no!


Dois gorilas apanham o secretário, arrastam-no e atiram-no para um piscina extra perto da grande, em segundos os tubarões começam a devora-lo.


-Esta merda de regime é STALIN STYLE! Ou gostam, ou vão pós tubarões! as eleições para o parlamento são dia 5 de outubro, TODA A GENTE TEM UM PAPEL!

Don-Kin era sem duvida o rei da Papua
Britannia
Britannia

Número de Mensagens : 7778
Idade : 33
Capital : Camelot
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Interregno
Data de inscrição : 31/07/2008

http://www.nationstates.net/greenaldia

Ir para o topo Ir para baixo

Uma Nova Politica para a Papua Empty Re: Uma Nova Politica para a Papua

Mensagem  Britannia Dom Out 04, 2009 10:25 am

Com as eleições legislativas marcadas para dia 5 de outubro, previa-se que Don-Kin ficasse com 86% dos votos, tornando-se no primeiro Secretário-Geral da Papua, titulo que ele achava bem mais macho man do que Primeiro-Ministro ou Presidente, Don planeava depois pedir que a Rainha da Australásia ficasse como Rainha da Papua, e que a Papua ficasse um dominio autónomo do Reino Unido, o dinheiro do continente sabia-lhe bem, especialmente os 10% que sacava desses fundos, a vida corria-lhe bem.

Contudo, permanecia o problema dos combatentes Africanos, Don receava que saindo os ANZACS, eles conseguissem conquistar o governo por força, mas são preocupações de pouca dura, rapidamente começa a organizar a construção de um grande exército e de algo que os outros não tinham, uma força aérea, e os primeiros bombardeiros comprados no mercado negro já estavam no país, Don estava confiante de ser o melhor ditador democrático do Sec. XXI, contruindo uma boa reforma á custa dos seus peões.


Mas o General das Forças Unidas Papuanas tem outros planos:

Uma Nova Politica para a Papua Mugabe


Muito se falava de Don-Kin, mas ele era um adversário dificil, as suas FUP eram um exército forte, e dariam para ele executar o seu plano, iria conquistar militarmente o poder, após as eleições, ele o seu exército iriam marchar até Saigão, e tomar o governo pela força, derrubando os malditos Asiáticos, e fazendo com que o dinheiro dos Australasianos, da Droga e dos Italianos viesse mas é para os seus bolsos, não para o minorca.
Mas não podia parecer que era um golpe, ele tinha á força reorganizado os partidos africanos na Autoridade Decisiva Patriótica (ADP) que iria concorrer ás eleições, quando invariavelmente perdessem, iria declarar fraude eleitoral ao mundo e avançar sobre Saigão, era uma plano infalivel.


Dos partidos mais legitimos, o Partido Liberal espera alguns votos da elite urbana, como já esperava, contudo muda o nome para algo mais sonante, a Coligação Livre dos Direitos Totais. A União Popular, que se transforma na União Popular Unida Democrática (UPUD) arranca com uma campanha demagógica para se tentar afirmar, apesar dos seus objectivos comunistas, é um fantoche do PNUP para manter os peões felizes a pensarem que os direitos dos trabalhadores estão a ser protegidos, os lideres originais, esses já estão no fundo do oceano. Toda a liderança espera ansiosamente o seu tacho


Partidos Politicos
Partido Unitário Nacional Papuano-PNUP
União Popular Unida Democrática-UPUD
Coligação Livre dos Direitos Totais-CLDT
Autoridade Decisiva Patriótica-ADP
Britannia
Britannia

Número de Mensagens : 7778
Idade : 33
Capital : Camelot
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Interregno
Data de inscrição : 31/07/2008

http://www.nationstates.net/greenaldia

Ir para o topo Ir para baixo

Uma Nova Politica para a Papua Empty Re: Uma Nova Politica para a Papua

Mensagem  Papua Qua Out 07, 2009 10:05 am

As urnas Papuanas fecham, e há um novo governo:

Resultados Eleitorais:

Partido Unitário Nacional Papuano-PNUP-77 Deputados
Autoridade Decisiva Patriótica-ADP-10 Deputados
União Popular Unida Democrática-UPUD-7 Deputados
Coligação Livre dos Direitos Totais-CLDT-6 Deputados

Secretário-Geral da Papua: Sua Excelencia o Honorável Don-Kin

Uma Nova Politica para a Papua Kimjongil
Papua
Papua

Número de Mensagens : 52
Capital : Saigão
Regime Politico : Ditadura Empresarial
Chefe de Estado : Meredith I
Data de inscrição : 05/02/2009

Ir para o topo Ir para baixo

Uma Nova Politica para a Papua Empty Re: Uma Nova Politica para a Papua

Mensagem  Scream_off Qua Out 07, 2009 10:42 am

ooc: Esclarece-me pfv, a Papua neste momento é completamente independente, ou já é de alguma maneira, dependente da Rainha, ou de outra qualquer forma? Não estou a tecer qualquer critica, ou isso,apenas compreender.
Scream_off
Scream_off
OCDE

Número de Mensagens : 11459
Idade : 33
Capital : Águas Santas
Regime Politico : Republica Federal
Chefe de Estado : Presidente Zé
Data de inscrição : 25/08/2008

Ir para o topo Ir para baixo

Uma Nova Politica para a Papua Empty Re: Uma Nova Politica para a Papua

Mensagem  Britannia Qua Out 07, 2009 4:41 pm

occ: O processo de descolonização está mesmo no final, já existe um governo que irá agora organizar o país, os Australianos estão com o pé fora da porta.
Britannia
Britannia

Número de Mensagens : 7778
Idade : 33
Capital : Camelot
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Interregno
Data de inscrição : 31/07/2008

http://www.nationstates.net/greenaldia

Ir para o topo Ir para baixo

Uma Nova Politica para a Papua Empty Re: Uma Nova Politica para a Papua

Mensagem  Scream_off Qua Out 07, 2009 4:45 pm

ooc: nao respondeste.
Scream_off
Scream_off
OCDE

Número de Mensagens : 11459
Idade : 33
Capital : Águas Santas
Regime Politico : Republica Federal
Chefe de Estado : Presidente Zé
Data de inscrição : 25/08/2008

Ir para o topo Ir para baixo

Uma Nova Politica para a Papua Empty Re: Uma Nova Politica para a Papua

Mensagem  Britannia Qua Out 07, 2009 4:48 pm

Scream_off escreveu:ooc: Esclarece-me pfv, a Papua neste momento é completamente independente, ou já é de alguma maneira, dependente da Rainha, ou de outra qualquer forma? Não estou a tecer qualquer critica, ou isso,apenas compreender.
occ: Não está completamente independente, vai haver uma cerimónia, e depois vai-se juntar á commonwealth quando aceitar mesma Rainha que a Australásia, o mesmo vai acontecer á Namibia que tambem vai ser em teoria uma nação independente.
Britannia
Britannia

Número de Mensagens : 7778
Idade : 33
Capital : Camelot
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Interregno
Data de inscrição : 31/07/2008

http://www.nationstates.net/greenaldia

Ir para o topo Ir para baixo

Uma Nova Politica para a Papua Empty Re: Uma Nova Politica para a Papua

Mensagem  Papua Dom Nov 29, 2009 4:47 pm

Don Kim pede rapidamente, e sem cerimónias a união de coroas com a Australásia, sem cerimónias porque para todos os efeitos a Papua continuava a ser uma colónia, embora agora com um gestor nativo. Mas Don queria mais, mas para se libertar de Meredith e as suas minions, ele tinha de ter guito, muito guito, e não só para oculos de sol e putas Lusitias (occ:Russas), tambem para armas e tanques e essas coisas, era preciso organizar a economia!

Kim escolhe o modelo Português como o modelo certo, corporativismo, podia meter os amigos a ganhar dinheiro no local certo, e ainda fazia muito para si, constroem-se empresas privadas, em que o accionista principal secreto é o estado Papuano e Don Kim, em primeiro lugar era preciso ter empresas de agua e energia, e depois de minérios, toda a produção é centralizada em 10 grandes empresas conglomeradas, supostamente privadas.
Papua
Papua

Número de Mensagens : 52
Capital : Saigão
Regime Politico : Ditadura Empresarial
Chefe de Estado : Meredith I
Data de inscrição : 05/02/2009

Ir para o topo Ir para baixo

Uma Nova Politica para a Papua Empty Re: Uma Nova Politica para a Papua

Mensagem  Portugal Dom Nov 29, 2009 7:12 pm

OOC: Portugal não é corporativismo á fascista Wink É corporativismo segundo os modelos do século XIX, que inspiraram o corporativismo fascista. O Estado n tem controlo sobre a economia nem muito menos sobre a sociedade, antes pelo contrário, é a sociedade, a economia e os "povos" (municipios) que têm poder sobre o Estado.

É completamente o oposto do Corporativismo Fascista! xD

_________________
Uma Nova Politica para a Papua Assinaturaportugal
Portugal
Portugal

Número de Mensagens : 3627
Capital : Lisboa/Madrid
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Sua Alteza Real D. Afonso VIII de Portugal, XIV das Espanhas
Data de inscrição : 18/01/2009

Ir para o topo Ir para baixo

Uma Nova Politica para a Papua Empty Re: Uma Nova Politica para a Papua

Mensagem  Papua Seg Nov 30, 2009 6:06 pm

A Guerra Civil

Era inevitável, assim que as eleições deram a vitória e controlo absoluto á etnia Asiática, os africanos decidem esperar pela saida dos ANZAC, e depois atacar de surpresa as forças do novo governo. Don Kim tinha gasto já milhões de dinheiro da droga a melhorar o seu exército, mas embora possuisse melhor artilharia, armamento ligeiro e até tivesse uma força aérea, a Frente Unida Papuana era feroz e usava a guerrilha como meio de combate, a ofensiva negra como os asiáticos a chamam, apanha o governo de surpresa, ao ponto que um dos exércitos da FUP se encontra não só ás portas de Saigão, mas até dentro da capital, a batalha é prédio a prédio, com a zona verde a servir de quartel-general ao governo. O resultado do combate é incerto, mas se Don Kim for capturado, o governo certamente colapsará.

Uma Nova Politica para a Papua Image69661af9-f3f3-45ea-a425-eb3c2e1550e8

Soldados da FUP atacam em linha


Uma Nova Politica para a Papua 2pyys12

Soldados do governo resistem
Papua
Papua

Número de Mensagens : 52
Capital : Saigão
Regime Politico : Ditadura Empresarial
Chefe de Estado : Meredith I
Data de inscrição : 05/02/2009

Ir para o topo Ir para baixo

Uma Nova Politica para a Papua Empty Re: Uma Nova Politica para a Papua

Mensagem  Papua Sab Dez 05, 2009 1:06 pm

A queda

Com cantos de guerra zulus, e sem Redcoats para os travar, as tropas da FUP entram por Saigão adentro, Don Kim manda os seus bombardeiros atacar a cidade, mas sem efeito, a FUP está por todo o lado, e o seu exército não tem tanques ou artilharia pesada para os fazer recuar. Apesar de estarem em grande maioria, o exército do governo, composto por aldeões e liderado por rapazes da cidade não consegue fazer frente aos guerreiros tribais e fogem para todos os lados, a FUP entra em Saigão e derruba a estátua de Kim:

Uma Nova Politica para a Papua Saddam


Kim e os seus sinconfantas fogem de Saigão a grande velocidade em direcção a Rangoon para se reorganizarem. O general da FUP, Albertim Sousa das Moitas declara o inicio do fim do Reino da Papua de Kim, para dar inicio á União Tribal da Papua, uma Monarquia semi-feudal composta por uma organização de tribos, e como chefe de estado, a Rainha da Australásia. Albertim nomeia uma nova assembleia nacional, a Djarcata, composta por 113 membros representantes das principais Tribos, embora quase sem nenhum poder real, todos os partidos são banidos e Albertim autonomeia-se Flusher (ou lider) da Djarcata. O primeiro acto da União é declarar guerra ao Reino da Papua.

Uma Nova Politica para a Papua 800pxnewguineablanksvg Uma Nova Politica para a Papua W800

Os dois lados em Numeros:

Reino da Papua
União Tribal da Papua

População-28 Milhões
População-9 Milhões

Exército-672 Mil Milicianos, 32 Mil Regulares
Exército-465 Mil Guerreiros, 2354 Xamãs

Equipamento-55 Tanques, 502 Peças de Artilharia
Equipamento-2 Tanques, 32 Peças de Artilharia

Força Aérea-8 Caças, 11 Bombardeiros
Força Aérea-1 Biplano, 7 Balões, 656 Papagaios, 823 Pombos Correio

Marinha-3 Corvetas
Marinha-9 Barcos de Pesca, Numero Indeterminado de Piratas
Papua
Papua

Número de Mensagens : 52
Capital : Saigão
Regime Politico : Ditadura Empresarial
Chefe de Estado : Meredith I
Data de inscrição : 05/02/2009

Ir para o topo Ir para baixo

Uma Nova Politica para a Papua Empty Re: Uma Nova Politica para a Papua

Mensagem  Papua Sab Dez 05, 2009 5:20 pm

O RAPTO!

Kim estava no seu quarto com os seus boxers favoritos com coelhinhos, a amaldiçoar a sua sorte. Desde que tinha começado a carreira como um carteirista que ele sabia que ia chegar á grandiosidade, agora controlava todo um país, mas devia guito a tudo e mais alguêm, até aos comunas estava a dar dinheiro, Kim estava a ficar desesperado.

Repentinamente ouve a porta exterior a ser partida, soam tiros de pistola com silenciador.........e depois um baque surdo de dois corpos a cair, os seus guarda-costas tinham sido mortos, dois individuos brancos com ar de maus entram pelo quarto adentro, com um sotaque escoçês ameaçador mas monocórdico dizem a Kim:


Uma Nova Politica para a Papua 345579246_2f704d0a31


-Tem de vir connosco, a bem ou mal

Kim-Mas eu sou o Secretário-geral da.......

Pumba! um dos tipos dá com a pega da arma na cabeça de Kim

-O tom de voz dele irrita-me, vá arrasta o gajo até ao carro.

O REGRESSO!

Quando Kim acorda, está numa sala muito bem mobilada com um estilo victoriano, ele só podia supor que estava numa fazenda colonial, ainda estava com os seus boxers, e sentado á sua frente estavam dois homens, Kim ainda estava confuso, um deles parecia-lhe familiar, mas quando olha para o outro, que tinha um uniforme militar Australasiano, quase que entra em panico:

-PINER! MARTIN PINER!

Piner tinha sido o homem que tinha criado toda a confusão na Papua inicialmente, tendo sido o criador de todo o primeiro conflito que levou á invasão Australiana há tantos anos, estava um pouco mais velho, mas era sem duvida ele.

Uma Nova Politica para a Papua Prince_charles_at__60


-Mas voçê........voçê..........voçê morreu.........

Oh, acho que o meu amigo aqui não será o maior choque, diz o outro homem com um sotaque escoçês.

-Quem.......quem é voçê?

-Os meus amigos hoje chamam-me uma grande quantidade de nomes, mas em tempos, eu fui conhecido por McMillan, Alex McMillan


Uma Nova Politica para a Papua Sean-connery


O mundo de Kim tinha caido ao chão, agora já sabia com quem o homem se parecia, com o ex-ditador sanguinário da Escócia, mas ele estava muito mais novo, e tinham-se passado anos, como é que.............

-Células estaminais, é isso que se passa Kim meu caro, células estaminais, um tratamento experimental, e caro, e perigoso.

McMillan levanta-se, Kim quase que se mija de medo, o ex-ditador era conhecido por se levantar e executar pessoas.

-Nós, eu e o meu amigo, mais uns colaboradores fiéis e a nossa boa Amiga coroada no continente temos uns planos para a Papua, Kim, meu caro, mas agora se tu fazes parte desses planos..........McMillan carrega uma pistola..........é inteiramente tua escolha...........

.........Continua
Papua
Papua

Número de Mensagens : 52
Capital : Saigão
Regime Politico : Ditadura Empresarial
Chefe de Estado : Meredith I
Data de inscrição : 05/02/2009

Ir para o topo Ir para baixo

Uma Nova Politica para a Papua Empty Re: Uma Nova Politica para a Papua

Mensagem  Papua Sab Dez 05, 2009 6:52 pm

A CONSPIRAÇÃO!

-Bem Kim.......Kimy Kim Kim.........é agora ou nunca........sabes, eu nunca gostei muito de gajos asiáticos..........era só........."bang" e saiam-te os neurónios pela boca.........e metiamos um parecido contigo lá amanhã..........hummmmmmm............
BANG! o tiro cai a centimetros de Kim..........ESTÁS CONNOSCO OU NÃO?!

Kim mete-se de gatas como um muçulmano, uma poça de liquido amarelo forma-se debaixo dele

-SIM! SIM! eu farei o que voçês querem, digam e eu falo-ei, eu só quero ser rico, por favo.....

-SILÊNCIO!..................que eu vou falar


McMillan deixa Kim no chão, e volta a sentar-se ao lado de Piner, bebe um copo de Scotch, ainda com a pistola na mão

Uma Nova Politica para a Papua Sean-connery8


-Desde que a canalha voltou ao poder na minha terra que não houve mais Scotch de qualidade neste mundo, maldita seja a FUS, mas ainda mais malditos sejam os Espanhois, CANALHAS!Atira o copo contra a lareira

Kim estava aterrorizado, se McMillan na sua época era conhecido por ser demente, agora, apesar do aspecto, parecia estar completamente louco, o seu discurso pausado e tenebroso parecia mesmo o de um doente de um hospicio.

-Sabes Kimy, nos meus dias, havia um plano, um excelente plano, para trazer ordem a este mundo...........UMA NOVA ORDEM! um mundo unido, livre da FUS, livre dos Comunas, livre de vermes como Zé, e a gaja que o antecedeu.............mas o fascismo..........morreu, os seus maiores proponentes estão a afastar-se dele, e a tirania dos imbecis (occ: Democracia) irá chegar a Espanha..................

-MAS DEVEMOS DESISTIR KIM?! DEVEMOS?! NÃO!.........McMillan levanta-se repentinamente.......NÃO! A ESCUMALHA VERMELHA E OS VERMES AMERICANOS NÃO VÃO DOMINAR O MUNDO..............porque a ordem...........essa está.............a ser restaurada


McMillan volta a sentar-se e acalma-se um pouco

-Desde que me trairam, e pensaram que estava morto, que eu, juntamente com alguns PIDEs fiéis, fugimos para o Pacifico, onde encontrei o meu amigo, carregado de dinheiro, e sem nada para fazer, e com um desejo de vingança.

-A nova ordem mundial é a Entente meu caro Kim, não que um verme como tu compreenda isso como é obvio, mas é o futuro. No continente, a minha alegre protegida está a controlar as rédeas do poder, e até já a minha terra recuperou, e lentamente o meu alegre grupo de associados, a minha liga de cavalheiros extraordinários cresce, e cresce, e cresce


McMillan volta a levantar-se bruscamente

-O QUE É QUE ACHAS DO DINHEIRO KIM?!

Kim-O quê

-DINHEIRO KIM! LIBRAS! DOLARES! RUBLOS! CRÉDITOS! DINHEIRO! O QUE ACHAS DELE!

-O QUÊ?!


McMillan saca da pistola e aponta-a á cabeça de Kim

Uma Nova Politica para a Papua Sean-Connery-as-James-Bond-6357974


-DIZ QUÊ OUTRA VEZ CABRÃO, EU DESAFIO-TE, DIZ QUÊ OUTRA VEZ!


-AHHHHHHH......AHHHHHHHHH.........AHHHHHHH......É DIFICIL DE ARRANJAR......É......BANG! Mais uma bala no chão

-SILENCIO! Sejamos educados, e deixa-me falar........

-O dinheiro é uma coisa........suja........horrenda.......mas que faz o mundo andar ás voltas, todos precisamos de dinheiro, e nós em particular de muito dele, e este fim do mundo tem a potencialidade de produzir mesmo muito dele.......para os nossos objectivos

-O acordo é este Kim............tu vais ganhar este conflito, aqui com a ajuda de Mr. Piner, e vais ser ditador supremo deste antro, vais viver uma vida de luxo e decadência, juntamente com Mr. Soprano e todos os outros mafiosos como tu...............em troca...........o plano de privatização que EU REDIGI, e que a MERDA da FUS conseguiu que fosse abandonado...........vai á frente, estás connosco Kimy?


Kim estava aterrorizado, sentado numa poça de mijo, e a chorar desalmadamente, ele era um rapazinho ao lado do terror vivo que era McMillan

-Sim, eu farei tudo o que me ordenarem

-Bom rapaz, joga bem, e serás recompensado, joga mal...........e lembra-te que nós chegamos sempre a ti, levem-no da minha frente


Kim é arrastado para fora da sala, McMillan depois dele sair, pega no telefone e faz uma chamada:


-Meredith minha querida? está tudo a correr como planeado.

............Continua

OCC: Para os mais novinhos, que não seguiram esta linha de RP anterior, este é o tópico onde McMillan aparecia e que foi a Coreia do Norte do sitio:
Escocia o fim da ocupacao uma nova ordem?
Se lerem, substituam Roma por Espanha, Peterandia por Australásia, e César por Franco.
Papua
Papua

Número de Mensagens : 52
Capital : Saigão
Regime Politico : Ditadura Empresarial
Chefe de Estado : Meredith I
Data de inscrição : 05/02/2009

Ir para o topo Ir para baixo

Uma Nova Politica para a Papua Empty Re: Uma Nova Politica para a Papua

Mensagem  Papua Seg Dez 07, 2009 8:56 am

TANQUES

Os tanques provenientes de Chapim começam a chegar a Rangoon, onde um Don Kim desolado e ainda assustado os vê chegar em parada. Kim ainda esperava conseguir a sua independência dos malévolos Anglo-saxões, mas para quem se viraria a seguir? Não confiava nos comunas, e não queria falar com a FUS para não acabar como Trodheim, Kim cada vez mais compreendia que estava nas mãos do grupo da conspiração.
Os tanques novos são rapidamente reparados, e enviados para a linha da frente, o ditador Papuano espera conseguir reconquistar Saigão em uma semana.


Uma Nova Politica para a Papua T72b_minsk_parade_may_2005_1
Papua
Papua

Número de Mensagens : 52
Capital : Saigão
Regime Politico : Ditadura Empresarial
Chefe de Estado : Meredith I
Data de inscrição : 05/02/2009

Ir para o topo Ir para baixo

Uma Nova Politica para a Papua Empty Re: Uma Nova Politica para a Papua

Mensagem  Papua Sex Fev 05, 2010 5:12 pm

Existe um castelo medieval no meio da selva da Papua, mandado transportar para aqui pedra por pedra antes da 2º Guerra, o seu dono era Adolph Wolfanstein, lider do programa de tecnologias avançadas de ulrich, aqui encontrava o que precisava para as suas experiencias, desde recursos, a materiais espirituais sobrenaturais, a muitas cobaias humanas, tudo isto longe dos olhos do mundo civilizado. Wolfanstein já desapareceu, deixando para trás o seu macabro castelo repleto de esqueletos e experiencias maniacas, hoje é Alex McMillan quem ocupa o espaço, ele e o seu exército demente privado de Nacional-Socialistas e Fascistas de vários tipos, aqui seria a base do seu novo Império.
Uma Nova Politica para a Papua Return-to-castle-wolfenstein
Soldado McMillinista


O seu plano era simples, criar o exército perfeito na Papua, manipulando a genética dos nativos e usando novas tecnologias, e um dia venceria tanto a nojenta FUS, como os malditos comunas, era um plano sem falhas. McMillan estava entretanto ocupado com assuntos de liguística, os nativos tinham uma miriade de linguas diferentes, mas McMillan queria somente uma, adptada ás suas necessidades. Para tal, na sua nova concepção linguistica, palavras como "Liberdade" são connectadas a um mal supremo, e não passa a ser dessim, negativo passa a despositivo, e mau passa a desbom, McMillan sabia que para ter o estado total perfeito, primeiro teria de controlar toda a comunicação, até mesmo a que não podia ser vigiada, e arrancar as linguas a todos os nativos dava muito trabalho. Enquando McMillan trabalha nas suas gramáticas, os restantes membros do corpo cientifico vão fazendo experiencias militares, sociais e culturais.
Papua
Papua

Número de Mensagens : 52
Capital : Saigão
Regime Politico : Ditadura Empresarial
Chefe de Estado : Meredith I
Data de inscrição : 05/02/2009

Ir para o topo Ir para baixo

Uma Nova Politica para a Papua Empty Re: Uma Nova Politica para a Papua

Mensagem  Papua Dom Mar 07, 2010 5:41 pm

Meredith já se estava a fartar de ter os selvagens na Papua sempre em guerra. Por muito que os distraisse, os danos que estavam a fazer ao país impediam uma exploração eficaz dos recursos da sua colónia. Estava farta, e portanto dá ordens, mesmo sem aprovação do parlamento, para os seus bombardeiros fazerem uma passagem por cima das capitais e centros importantes de ambas as facções. Pouco depois ambos os lideres recebem ordens, a guerra tinha de terminar, ou seriam ambos invadidos pelas suas tropas.

O acordo de Saigão entra em vigor do dia para a noite. O nome dado ao novo regime é 2 sistemas, 1 país: Don-Kim irá ser o fantoche a governar uma metade do país dominado pela nova Companhia-Geral da Papua, administradora suprema do território de Kim, enquanto que a União Tribal será controlada por senhores da Guerra locais que irão controlar principados, ou raj´s, esses tambem organizados pela Companhia-Geral da Papua. Os dois regimes são forçados a desmembrar a maior parte dos seus exércitos, cujo comando passa tambem para a companhia. Meredith ascende assim a ser Imperatriz da Papua, controlando a companhia e por ela todos os rajs e districtos administrativos.

É inaugurado um novo parlamento na capital de Saigão, mas já é um orgão inutil. A Imperatriz segundo a nova constituição nomeia directamente o Governador-Geral e o Chief Executive Officer da Companhia, que governam a partir do enclave colonial de Port Moresbi. Nenhuma destas duas figuras é forçada a ter de ouvir o Parlamento Papuano, ou o seu Primeiro-Ministro. Nas ruas, onde não há estrangeiros a manutenção da lei e ordem passa de inexistente para brutal, a Companhia começa a instituir o seu novo regime com pulso de ferro.

São organizadas grandes conferencias de imprensa entretanto, onde é explicado ao mundo a missão de civilizar e organizar o país, a dificil situação em que este se encontra, e as vantagens da nova organização empresarial para a reconstrução da pobre e destruida nação, e o plano oficial de vários anos (secretamente 1000 anos) durante os quais a Papua irá continuar no actual sistema. O objectivo é mesmo dar a conheçer ao mundo as acções nobres do novo grupo de governantes da pobre destruida Papua.
Papua
Papua

Número de Mensagens : 52
Capital : Saigão
Regime Politico : Ditadura Empresarial
Chefe de Estado : Meredith I
Data de inscrição : 05/02/2009

Ir para o topo Ir para baixo

Uma Nova Politica para a Papua Empty Re: Uma Nova Politica para a Papua

Mensagem  Britannia Seg Set 06, 2010 1:42 pm

Na Papua o velho dia a dia continua, os Fascistas divertem-se com a sua loucura nas selvas, (de onde não saem porque Meredith os quer lá sem a chatearem), o governo continua a governar soltamente um povo que não conhece sequer a sua líder máxima, e os nativos governantes vivem uma vida de luxo obsceno fazendo o que os seus mestres coloniais lhes ordenam. A qualidade de vida dos nativos melhorou até bastante, no mínimo tendo a fome sido eliminada, e a maioria vive como sempre viveu, raramente havendo interferência do governo de Port Moresbi, excepto para manter a ordem.

No entanto, a ordem natural das coisas é interrompida pela chegada de milhares de Escoceses rodeados de outros milhares de soldados Australianos. Os Australianos os nativos conheciam, os outros brancos é que eram estranhos para os Papuanos. Falantes de Inglês mas com um sotaque estranho, tinham um aspecto diferente também, tendo largas barbas por fazer e um aspecto mais robusto. Mais um facto estranho era o de estarem a ser tratados pelas autoridades de uma forma mais atroz do que os nativos, coisa rara. Os presos chegam ao meio da selva acorrentados uns aos outros, frequentemente espancados pelos soldados em redor, são dirigidos a uma clareira onde são desacorrentados e onde um soldado em cima de um jipe com um megafone lhes fala:


-Bem vindos ao inferno dos traidores! Mostraram ser grandes homens para chacinar mulheres e crianças, agora vão ser homens para lutar contra a natureza seus cobardes. Esta é a vossa prisão, não há muros, a floresta são os muros! A estrada mais próxima está a centenas de quilómetros, e não há agua potável sem ser a que nós temos em nosso poder. Se fugirem, mesmo que não morram das nossas balas, morrem na selva! À vossa volta estão ferramentas, e árvores, usem isso para construírem casas. Todos os dias, se nos lembrarmos, somos capazes de vos alimentar, e quem não trabalhar aviso já que não come!

Quando isto estiver acabado, vão trabalhar para pagar a vossa estadia seus porcos nojentos! Vão recolher borracha das árvores! Vão escavar minerais! Vão plantar cereais! E ai de vocês que toquem nos nativos!

Vão aqui estar durante 20 anos, por isso acho bem que desfrutem da vossa estadia cavalheiros....
Britannia
Britannia

Número de Mensagens : 7778
Idade : 33
Capital : Camelot
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Interregno
Data de inscrição : 31/07/2008

http://www.nationstates.net/greenaldia

Ir para o topo Ir para baixo

Uma Nova Politica para a Papua Empty Re: Uma Nova Politica para a Papua

Mensagem  Portugal Seg Set 06, 2010 1:59 pm

O Vice Rei da Índia, extremamente astuto e a necessitar urgentemente de soldados para as Flores... Faz circular panfletos e pasquins, não oficiais com a assinatura de uma "organização fantasma" apelando á fuga dos "traidores" para as Flores, prometendo liberdade desde que lutem contra o comunismo.

_________________
Uma Nova Politica para a Papua Assinaturaportugal
Portugal
Portugal

Número de Mensagens : 3627
Capital : Lisboa/Madrid
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Sua Alteza Real D. Afonso VIII de Portugal, XIV das Espanhas
Data de inscrição : 18/01/2009

Ir para o topo Ir para baixo

Uma Nova Politica para a Papua Empty Re: Uma Nova Politica para a Papua

Mensagem  Britannia Seg Set 06, 2010 2:07 pm

Portugal escreveu:O Vice Rei da Índia, extremamente astuto e a necessitar urgentemente de soldados para as Flores... Faz circular panfletos e pasquins, não oficiais com a assinatura de uma "organização fantasma" apelando á fuga dos "traidores" para as Flores, prometendo liberdade desde que lutem contra o comunismo.
O comandante, um feroz anti-comunista, deixa ocasionalmente uns fugir, outros manda matar quando tenta, tudo para dar a impressão a Nova Londres de estar tudo bem, e para fornecer aos Portugueses (que ele tinha a certeza que eram) soldados do melhor, visto que só os mais fortes e inteligentes é que ousavam fugir.
Britannia
Britannia

Número de Mensagens : 7778
Idade : 33
Capital : Camelot
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Interregno
Data de inscrição : 31/07/2008

http://www.nationstates.net/greenaldia

Ir para o topo Ir para baixo

Uma Nova Politica para a Papua Empty Re: Uma Nova Politica para a Papua

Mensagem  Portugal Seg Set 06, 2010 2:12 pm

Ás pinguinhas lá aparecem uns britânicos meios perdidos nas Flores... Ora por todos os portos, que até metia dó mesmo, era só cartazes apelando para estes se juntarem aos "Batalhões de Voluntários Estrangeiros", uma espécie de memória distante da Legião Estrangeira Francesa...
Com medo de serem capturados pelas autoridades britânicas, e sabendo que nesses Batalhões tinham cobertura do Vice-Reinado, claramente não hesitam. Alguns Blood Crosses que conseguiram fugir, visto que ao todo na Palestina eram 80. Dos 40 que Portugal apanhou, 10 estão nos Batalhões de Voluntários Estrangeiros. Cedo a Intendência descobre que estão lá, so que se barram com um problema jurídico, o Vice-Rei, que imediatamente trata de vetar todas as detenções. E assim os escoceses safam-se na maior. Ficam com uma imagem limpa, e nada para o exterior sai de que estão nas flores. Por sua vez, são segregados do resto das forças, para se criar uma força especial com eles...

_________________
Uma Nova Politica para a Papua Assinaturaportugal
Portugal
Portugal

Número de Mensagens : 3627
Capital : Lisboa/Madrid
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Sua Alteza Real D. Afonso VIII de Portugal, XIV das Espanhas
Data de inscrição : 18/01/2009

Ir para o topo Ir para baixo

Uma Nova Politica para a Papua Empty Re: Uma Nova Politica para a Papua

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Ir para o topo Ir para baixo

Ir para o topo

- Tópicos similares

 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos