Comunidade NationStates Portugal
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

RTP - Radio Televisão Portuguesa

+3
URS
Athaulphia
Portugal
7 participantes

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ir para baixo

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Empty Re: RTP - Radio Televisão Portuguesa

Mensagem  Portugal Sab Set 04, 2010 9:39 pm

Declarações do Sr. Secretário de Estado do Reino, o Brigadeiro Corte Real sobre Triestin e a sua acção libertadora

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 M_5f63f31330b2de1b5ae77ab0eba2c082

Meus Senhores, desde há muito que Triestin tem habituado os povos do mundo, a uma politica grotesca de propaganda ficcional, com palavras melódicas que agradam ao ouvido do cidadão incauto. Mas estas últimas declarações do General Donets, são absolutamente gravosas, quando toda a gente já se apercebeu que a sua missão em Trondheim é usurpar terras.

E quando esse senhor fala, que nós todos somos uns cobardes por não nos mobilizar-mos na luta contra o totalitarismo, em especial o nazismo, legado maléfico de Ulrich ao mundo... Queira o Sr General saber, no alto da sua cátedra de arrogância que esse sangue triestino que é derramado pela defesa da liberdade, é uma gota de água num oceano de sangue Aliado, pela libertação da Europa!
Enquanto o General Donets combate um individuo que brinca aos ditadores, os Aliados combateram um ditador a sério, que poderia por em causa a Humanidade!

Mas se o General Donets fala em questões actuais, devo dizer-lhe que ainda mais perigoso que os nacionais-socialistas de Trondheim, é a organização terrorista nacional-socialista ETA! O qual o meu homólogo espanhol, o General Vidal combate heroicamente pela defesa dos povos peninsulares contra esse cancro da política!

Heis as minhas declarações, simples e rápidas, para refutar o discurso formatado do General Donets, que se alega um libertador quando na verdade é o verdadeiro legado de Ulrich no que respeita á opressão! Nem Adolfo I, o auto-proclamado Rei de Jerusalém age de forma tão violenta quanto uma ocupação Triestina...

_________________
RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Assinaturaportugal
Portugal
Portugal

Número de Mensagens : 3627
Capital : Lisboa/Madrid
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Sua Alteza Real D. Afonso VIII de Portugal, XIV das Espanhas
Data de inscrição : 18/01/2009

Ir para o topo Ir para baixo

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Empty Re: RTP - Radio Televisão Portuguesa

Mensagem  Portugal Seg Set 06, 2010 2:47 pm

Real Propaganda

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 X867_727_FR2GalsLogo
Portugueses Por Deus, Por El Rei e Pela Pátria lutai! O bolchevismo quer-nos esmagar!

_________________
RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Assinaturaportugal
Portugal
Portugal

Número de Mensagens : 3627
Capital : Lisboa/Madrid
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Sua Alteza Real D. Afonso VIII de Portugal, XIV das Espanhas
Data de inscrição : 18/01/2009

Ir para o topo Ir para baixo

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Empty Re: RTP - Radio Televisão Portuguesa

Mensagem  Portugal Sex Dez 10, 2010 5:48 pm

El Rei D. Guilherme I, faleceu

El Rei, mui alto e poderoso Senhor D. Guilherme I fez a sua diligência para o Céu para junto do Criador, na passada noite. El Rei, vitima de doença prolongada, males típicos da humanidade, que atestam a efemeridade da vida e a humilde condição de mortal e pecador. Seu corpo, jaz em câmara ardente na Sé Primaz de Braga, conforme a sua vontade ainda em vida, e na Sé Primaz será sepultado.

A Familia Real, convida os portugueses e o mundo, a um último adeus a El Rei D. Guilherme I, conhecido por "Guilherme o Conquistador", "Guilherme o Grande" ou "Guilherme o Ermita", o único monarca português a gozar de três cognomes ímpares na História de Portugal.

A RTP desde já presta as suas mais sinceras condulências á Familia Real e ao Reino, pela morte de tão querido monarca.



_________________
RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Assinaturaportugal
Portugal
Portugal

Número de Mensagens : 3627
Capital : Lisboa/Madrid
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Sua Alteza Real D. Afonso VIII de Portugal, XIV das Espanhas
Data de inscrição : 18/01/2009

Ir para o topo Ir para baixo

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Empty Re: RTP - Radio Televisão Portuguesa

Mensagem  Portugal Sab Dez 25, 2010 12:07 pm

Mensagem de Natal de Vossa Senhoria El Rei D. Afonso VIII a seus subitos, vassalos, aliados e estrangeiros

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Karadjordjevici

Directamente da cidade da Guarda, na qual Sua Alteza de se encontra de visita na sua tourneé por Portugal, com vista a apresentar-se aos povos como seu soberano, Vossa Senhoria El Rei D. Afonso VIII transmite a sua mensagem de Natal e Ano Novo ao Reino e ao mundo...

[quote]Leal povo da Guarda que me acolheis, povo português, povos das Espanhas, meus vassalos e estrangeiros, eis que vos trago minha mensagem de Natal e Ano Novo que tanto aguardais com curiosidade sobre a minha pessoa, e meu ofício divino enquanto vosso soberano pela graça de Deus Nosso Senhor.

Meu grandioso pai, El Rei D. Guilherme I de Portugal e Espanha faleceu de doença prolongada, assim foi a vontade de Deus, assim como a vontade de Deus Nosso Senhor em colocar sobre minha cabeça, a Coroa que outrora foi de meu avô mui antigo, D. João VI, feito com o mais fino ouro do Brasil. O mesmo digo da coroa das Espanhas, vinda dos tempos dos Habsburgos...

Povo que me escutais, assim como estrangeiros, as minhas promessas como monarca, serão de paz e prosperidade para o mundo, pois todos nascemos filhos de Deus, simplesmente uns estão desencontrados. As ideias do passado, pertencem ao passado, foram tidas por nossos antepassados, como o nome diz são antepassados, nós seus sucessores, cabe-nos a nós procurar o destino do Reino no futuro pelo melhor. Se os projectos foram do passado, estavam adaptados ao passado, não adaptados ao presente e ao futuro.

Cabe-me a mim, como Rei Católico, apelar á paz mundial, e que os povos do mundo se unam contra o terrível tirano ateu que habita os confins da Ásia e observa com soberba e desejo de gula o mundo para si. Peço ao mui poderoso presidente da Federação Unida, e ao honrado presidente da União das Repúblicas Socialistas que unam esforços por um mundo melhor onde reine a paz entre os povos, pois a desunião não faz a força, essa encontra-se na unidade. Há diferenças, mas há pontos em comum que têm de ser encontrados e redescobertos. Apelo ao Venerável Presidente Valcarcel, Presidente da Republica de Athaulphia, que tem sido a voz da razão e da justiça no mundo, que faça justiça a suas sábias palavras, e que jamais sua boca se cale perante o mundo, pois já dizia Cícero "que as togas cedam ás espadas".

Apelo ainda ao tirano vermelho, que atormenta os povos com o seu evangelo do mal, baseado nas falácias do demónio e dos imitadores do anti-Cristo, que cedam de vez de satisfazer as vontades terrenas de Belzebuth. Que se converta á palavra de Deus, e que deixe a paz infundir sobre sua alma, para que os povos tenham descanço. Mais será de dizer, que tenha piedade das vidas de seus soldados, essa multidão amorfa de almas que luta em seu nome, convencidos que lutam pelo bem.

A Rainha Meredith da Grã Bretanha, essa mui poderosa e orgulhosa soberana, apelo para que nunca se esqueça do que foi a Grã Bretanha... A centelha da liberdade no mundo, que ateou e prepetuou por tantas vezes o fogo da liberdade dos povos, quando tiranos maléficos rendidos ao pecado os tentavam apagar.

Assim lego esta mensagem ao mundo, apelo aos portugueses e povos da Espanha que se unam pela paz no reino e pela ordem que fará que o nosso progresso nunca regrida. Se possivel teremos que lutar sempre pelo melhor e nunca pelo pior, pois onde chegamos nunca pensamos chegar...

Eu estarei no mundo e no Reino para conceder a paz aos povos, e dar justiça ao injustiçado, assim como matar a fome ao faminto, e dar a palavra de Deus a quem a quer ouvir através da Santa Igreja Católica Apostólica Romana.

Ousarei dizer as palavras de Cristo, pois sei que as entendereis, "recorrei a mim, vós que sois oprimidos, e eu vos libertarei".

Um bom e Santo Natal a todos, e um ano novo não manchado pelo sangue, mas próspero em paz e alegria.


OOC: D. Afonso VIII é o rapaz com uniforme da Força Aéria. O outro rapaz á civil é Infante D. Filipe seu irmão mais novo...

_________________
RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Assinaturaportugal
Portugal
Portugal

Número de Mensagens : 3627
Capital : Lisboa/Madrid
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Sua Alteza Real D. Afonso VIII de Portugal, XIV das Espanhas
Data de inscrição : 18/01/2009

Ir para o topo Ir para baixo

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Empty Re: RTP - Radio Televisão Portuguesa

Mensagem  Portugal Dom Fev 20, 2011 11:10 am

D. Afonso VIII, El Rei foi aclamado pelo povo alemão no Brazil, como seu Kaiser!

A peculiar rebelião popular no Brazil, antigamente Federação de São Paulo, onde a Brigada Expedicionária Portuguesa ao comando do General de Infantaria o Marquês de Ávila, faz serviço de vigilia pela defesa do Estado, e o bem estar e ordem pública. Perante tal facto, o povo alemão, que vive em grandes comunidades no sul do Brazil, em tom unânime, aclamou El Rei D. Afonso VIII como seu Kaiser. El Rei é o único descendente vivo da Casa Real Prussiana, através do casamento de seu bisavô, El Rei D. Miguel II com a filha do Kaiser Alemão, Dona Guilhermina. O povo reconheceu tal facto, e tal viu-se com a visita de estado de D. Afonso VIII a São Paulo em que foi efusivamente recebido com carinho pela comunidade alemã. Perante as incertezas do mundo actual, a dissolução de culturas, de povos, e o desparecimento eminente de uma das mais notáveis nações e povos europeus, foi o último sopro de vida do povo alemão que vive debaixo do jugo da homogeneidade de Spkmy.

El Rei acedeu ao pedido, e reconhecimento dos alemães, sendo agora Kaiser. Sua Santidade o Papa, reconheceu o título e o seu direito ao usufruto de tal. Em breve o escudo da casa real será mudado de novo, para comportar as armas alemãs, visto que a Casa de Bragança, sempre regeito ostentar escudos e títulos dos quais não fazia uso, por uma questão de moralidade.


RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 De!raf

_________________
RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Assinaturaportugal
Portugal
Portugal

Número de Mensagens : 3627
Capital : Lisboa/Madrid
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Sua Alteza Real D. Afonso VIII de Portugal, XIV das Espanhas
Data de inscrição : 18/01/2009

Ir para o topo Ir para baixo

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Empty Re: RTP - Radio Televisão Portuguesa

Mensagem  Centric Dom Fev 20, 2011 2:06 pm

Casa Imperial Centrica

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 200px-Wappen_Mark_Brandenburg

A Casa Imperial Centrica, hoje com William Frederick como seu patriarca, questiona as notícias do uso das armas Prussianas na casa real portuguesa. Estamos muito contentes com as nossas relações com a Casa Real, mas temos que frisar o facto de, apesar do interregno republicano em que Centric vive, que o título completo do monarca Centrico é Imperador de Centric, Rei da Anglia e de Boganhem, Rei dos Nórdicos, Marquês de Brandenburgo e Protector de Mecklenburg. Devido ao estatuto de Marquês de Brandenburgo, também herdei o Ducado da Prússia, sendo hoje o seu legítimo titular heráldico, precisamente por virtude de ser Marquês de Brandenburgo. Não esqueçamos que o meu apelido é, precisamente, von Brandenburg.
Quanto ao reconhecimento pelo Papa, qualificamos como desprovido de qualquer autoridade heráldica, visto que a Casa de Brandenburg e os domínios da Prússia são há muito tempo Protestantes, e salvo o devido respeito por figura tão alta da Cristandade, não reconhecemos autoridade ao Santo Padre para determinar tal coisa.
Espero que este evento não venha danificar a nossa amizade.

_________________
Estado Popular de Centric
Folk's State of Centric - Folks State av Centrik - Folkstat Centrik - Volksstaat Centrik
Centric
Centric

Número de Mensagens : 1066
Idade : 29
Capital : Lumiar
Regime Politico : Social-Nacionalismo
Data de inscrição : 14/09/2008

http://www.nationstates.net/14130/page=display_nation/nation=vib

Ir para o topo Ir para baixo

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Empty Re: RTP - Radio Televisão Portuguesa

Mensagem  Portugal Seg Fev 21, 2011 11:55 am

Casa de Bragança

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Portlbragancapic

A Casa Real de Bragança, vem por este meio desmentir tal comunicado, considerando-o uma farsa, e de mau humor por parte da Casa Real Centrica. Convêm informar perante o mundo, se este anda esquecido, que Sua Alteza Real é descendente directo do Kaiser Guilherme II da Alemanha, sendo portanto tetrateto de sua alteza imperial germânica, em virtude do casamento de sua bisavó e filha de Guilherme II da Alemanha, a princesa Guilhermina com D. Miguel II seu bisavô. Portanto, se sua excelência evoca tal facto, a verdade é que sois descendentes de um dos príncipes federais da Alemanha, mas não do trono Alemão. Sendo El Rei D. Afonso VIII católico, e não protestante, é perante o Santo Padre que recebe o aval das coroas que pousam sobre a cabeça de muitos, como reconhecimento espiritual de Deus sobre o monarca. Portanto há toda a autoridade de Sua Santidade em reconhecer em El Rei o Kaiser da Alemanha.

_________________
RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Assinaturaportugal
Portugal
Portugal

Número de Mensagens : 3627
Capital : Lisboa/Madrid
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Sua Alteza Real D. Afonso VIII de Portugal, XIV das Espanhas
Data de inscrição : 18/01/2009

Ir para o topo Ir para baixo

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Empty Re: RTP - Radio Televisão Portuguesa

Mensagem  Portugal Seg Jun 06, 2011 1:24 pm

Sua Santidade apela ao combate sem piedade aos inimigos da Santa Fé

Sua Santidade o Papa Gregório, recentemente ocupando o seu lugar por direito no Vaticano, e nomeado entre o Colégio Cardinalicio dos puros, declarou perante o mundo no seu sermão "A Seita dos Ateus" proferido perante o povo de Omaha, para que este povo não seja seduzido pelas argúcias dos ateus vermelhos. O mesmo sermão do mais alto interesse da cristandade, em que sua Santidade denuncia as falsas profecias vermelhas é agora transmitido ao mundo, para todos os católicos reflectirem sobre:

Papa Gregório:

1 Que é o comunismo?

O comunismo e uma seita internacional, que segue a doutrina de Karl Marx, e trabalha para destruir a sociedade humana baseada na, lei de Deus e no Evangelho, bem como para instau­rar o reino de Satanás neste mundo, implantando um Estado ímpio e revolucionário, e organizando a vida dos homens de sorte que se esqueçam de Deus e da eternidade.



2 Qual é a doutrina que a seita comunista ensina?

A seita comunista ensina a doutrina do mais completo materialismo.



3 Que ensina o materialismo comunista a, respeito de Deus?

O materialismo comunista ensina que Deus não existe, e que só existe a matéria.



4 Contenta-se a seita comunista em ensi­nar que não há Deus e que só existe a matéria?

A seita comunista dá grande importância a um materialismo pratico, em que o homem cogita se Deus existe ou não, mas procede, pensa e organiza sua vida sem se incomodar com Deus nem se lembrar dEle. Assim; aos poucos chega também ao materialismo teórico.

O comunista verdadeiro é materialista teórico e prático, para poder levar seus prosélitos ao caminho aludido.



5 Que pensa a seita comunista a respeito da alma?

Para a seita comunista o homem é só matéria, e a alma não existe.



6 Que pensa a seita comunista a respeito da eternidade?

Para a seita comunista o homem desaparece totalmente após a morte. Não há Céu nem inferno, não há felicidade nem castigo depois desta vida.



7 Que pensa a seita comunista a respeito da natureza humana?

Para a seita comunista o homem é um simples animal; embora mais evoluído do que o boi e o macaco, não passa de animal.



8 Qual e a primeira conseqüência prática desta doutrina?

A primeira conseqüência prática deste materialismo é que o homem deve procurar sua felicidade somente nesta terra, e no gozo dos prazeres que a vida terrena oferece.



9 O homem, segundo pendi de Deus e da sua lei?

Não. Uma vez que só há mataria, o homem não depende de Deus, que não existe; ele é supremo senhor de si mesmo.



II. ATITUDES DO COMUNISMO PERANTE A RELIGIÃO



10 A seita comunista dá importância à Religião?

Embora negue a existência de Deus, e afirme que a Religião é coisa quimérica, o comu­nismo dá grande importância ao fato de que existe Religião no mundo, porque vê nela o seu maior inimigo. Lenine a chama de “ópio do povo”.



11 Por que a Religião é inimiga do comunismo?

A verdadeira Religião, que é a Religião Católica, é inimiga mortal do comunismo, porque ensina exatamente o contrario do que ele ensina, e inspira os fieis a preferirem a morte às doutrinas e ao regime comunista.



12 Que faz o comunismo com a Religião?

Com a Religião Católica a luta do comu­nismo é de morte: só poderia cessar se chegasse a destruir em todo o mundo a Igreja verdadeira (o que e impossível). Quanto às outras religiões, a seita usa de duas táticas: quando sente que uma delas é um empecilho para a sua vitoria, ataca-a; mas se vem a perceber que se pode servir de alguma religião para se propagar, ou mesmo pala matá-la, então a tolera e até favorece na aparência, para a destruir mais radicalmente.



13 Para conquistar o poder, que faz a seita comunista com referência à Igreja Católica?

Para conquistar o poder, a seita comu­nista procede da seguinte maneira com relação à Igreja Católica:

a) Procura persuadir os católicos de que não há oposição entre os objetivos da seita e a doutrina da Igreja. Procura até apresentar as idéias comunistas como a realização da doutrina do Evangelho.

b) Procura criar urna corrente intitulada de “católicos progressistas”, “católicos socialistas” ou “católicos comunistas”, para desorientar e desunir os católicos.

c) Procura atirar as organizações católicas contra os outros adversários naturais do comunismo, como os proprietários, os militares, as autoridades constituídas, para dividir e destruir os que se opõem a conquista do poder pelo Partido Comunista.

d) Favorece as modas e costumes imorais para minar a família e portanto a civilização cristã da qual a família é viga mestra.

e) Mantém nas nações cristãs a sociedade em constante agitação, fomentando antagonismo entre as classes, as regiões do mesmo pais, etc.



14 Depois de conquistado o poder, que faz a seita • comunista com a Igreja Católica?

Sua tática com a Igreja Católica, depois de conquistado o poder, varia de acordo com as circunstâncias. Mas os passos da luta em geral são os seguintes:

a) envolver os católicos nos movimentos promovidos pelo Partido Comunista;

b) afastar os Bispos, Sacerdotes e Religiosos que resistem; se preciso, matá-los;

c) liquidar os líderes católicos;

d) separar a Igreja do país, da obediência ao Santo Padre.



15 Pode um católico colaborar com os movimentos comunistas?

A coisa que os comunistas mais desejam é que os católicos colaborem com eles. Quem começar a colaborar, terminará comunista. “Cola­borou? Morreu!”



16 Se o comunismo ensinasse que Deus existe, e tolerasse a Religião, os católicos poderiam ser comunistas?

No dia em que o comunismo admitisse que Deus existe, e que ele é Senhor nosso, já não seria propriamente comunismo.



III. PONTOS BÁSICOS DA DIVERGENCIA ENTRE COMUNISMO E CATOLICISMO



17 Então a divergência entre a seita comunista e o Catolicismo se verifica só no campo religioso?

Não. Além do campo religioso, há mui­tos outros campos em que as divergências entre a seita comunista e o Catolicismo são irredutíveis.



18 Em que outros pontos fundamentais existe esta divergência radical?

Esta divergência existe em todos os pon­tos. Mas ela é mais fundamental em relação à verdade e a moral, a família, a propriedade e a desigualdade social.



19 Que ensina o comunismo a respeito da verdade?

Ensina a Igreja que Deus criou o mundo e criou a alma humana, que é inteligente. A alma conhece a verdade das coisas. Ela afirma que urna coisa é idêntica a si mesma, dizendo o que é, é; o que não é, não é.

O comunismo ensina que não há verdade. Uma coisa pode ser e não ser, ao mesmo tempo. Uma coisa é ela e o contrário dela.



20 Então o comunismo não admite a verdade?

Não. Para o comunista não interessa que uma afirmação corresponda à realidade ou não.

Para ele, “verdade” é o que ajuda a fazer a Revolução. A mesma afirmação pode ser hoje e amanhã, sucessivamente, “verdade” e “mentira”, de acordo com a conveniência do Partido. As­sim, houve tempo em que Stalin era um herói para a seita comunista. Hoje é um bandido declarado.

Não há verdade objetiva.



21 Que outra grande divergência existe entre o comunismo e o Catolicismo?

O Catolicismo ensina que Deus é absolu­tamente santo. E por isto, as ações humanas que estão de acordo com Deus são boas; e as que vão contra a ordem que Ele estabeleceu são más.

O comunismo, – que é materialista, ensina que não existe moral. Quando uma ação e útil ao Partido, é boa; quando prejudica o Partido, e má.



22 Dê um exemplo.

Para o católico as boas relações dos fi­lhos com os pais constituem um bem.

Para o comunista, essas boas relações podem ser um bem, e podem ser um mal. Se os pais se opõem à Revolução, o filho deve odiá-los, denun­ciá-los, e, se for preciso, depor nos processos contra eles e até matá-los. Se os pais trabalham para a Revolução, o filho deve mostrar-lhes amor e colaborar com eles.



23 Poderia dar outro exemplo?

Outro exemplo seria o seguinte. Se o Brasil entrar em guerra contra a Rússia, o comu­nismo ensina que os brasileiros deverão trair sua Pátria, trabalhar para que os nossos soldados sejam derrotados e o Brasil dominado pelos soviéticos.

Mas, se por desgraça o Brasil passar a aliado da Rússia, os brasileiros deverão mudar de orien­tação e lutar pela vitória do Brasil.

Em resumo: é bom o que ajuda a Revolução, é mau o que a combate ou prejudica.



24 o comunismo ensina a respeitar as famílias?

Como o homem é um animal, a família vale tanto como um casal de bichos. Por isto o comunismo ensina a dissolver as famílias, a violentar as mulheres dos povos que não são comunistas, e a respeitar as “famílias” dos que o são.



25 Que aconteceria às nossas famílias católicas se o comunismo dominasse o Brasil?

Os pais que resistissem à profanação do seu lar poderiam ser mortos; as filhas e esposas ficariam expostas à violação; as famílias perderiam suas propriedades e seriam arruinadas e destruídas.



26 O comunismo acha que o Direito é sagrado?

Como não admite a existência de Deus nem da alma, o comunismo não reconhece a digni­dade do homem e nega que o Direito exista. Somente reconhece a força.



27 Pode dar um exemplo?

Se eu der um osso a um cão, este não adquire um direito ao osso. Posso lhe tirar o osso sem ferir nenhum direito. A razão é a seguinte: não tendo alma, o cão não é uma pessoa. Não sendo pessoa, não tem direito. Uma vez que para o comunismo o homem não é pessoa, e sim ani­mal, ele não tem direito. O Estado lhe dá o que quiser, e quando quiser lhe tira. O homem é menos que um escravo; é uma rês.



28 Qual é a definição do homem?

Para o católico: o homem é um animal racional, dotado de personalidade e de direitos.

Para o comunista: o homem é um animal trabalhador.



IV. A ESSÊNCIA DO HOMEM É SER TRABALHADOR



29 Qual é o papel do trabalho na vida?



Para o católico; o trabalho é meio de conseguir certos recursos que possibilitam ao ho­mem gozar dos bens que Deus criou para ele. O trabalho existe para o homem.

Segundo o comunismo, o homem existe para o trabalho. O trabalho é o fim da vida.



30 Se o homem é um animal trabalhador, deve ele trabalhar sempre?

Para a seita comunista quem não trabalha não é homem. Quanto mais o homem trabalha; mais homem é. Assim, ele pode mudar a sua própria natureza, vivendo somente para o trabalho.



31 Então o homem não tem uma natu­reza estável, que Deus lhe deu?

Segundo a doutrina católica, tem. Deus constituiu a natureza humana imutável. Para o comunista, uma lei universal levou a matéria até a forma humana. Esta forma está em evolução. É o homem que dá a si mesmo a sua natureza, mediante o trabalho. O homem é o criador de si próprio.



32 Quem deve, então, ser adorado?

Para o católico, Deus deve ser adorado, porque é o Criador do céu e da terra.

O comunista recusa adoração a Deus. Em vez de adorar ao Criador, ele adora o Estado co­munista e totalitário.



V. A REVOLUÇÃO E A CRISTANDADE



33 Qual é para o comunismo o critério supremo da verdade, da moral e do direito?

O critério supremo da verdade, da moral e do direito é para o comunismo a ação revolucionária.

Assim como para o católico o fim supremo é a vida eterna, para o comunista o fim supremo da vida é a Revolução.



34 Que e a Revolução?

Revolução, com maiúscula, é a rejeição de Deus, de Cristo, da Igreja, e de tudo o que deles provém, é a organização da vida humana somente segundo a razão humana e as paixões humanas. Seu ideal é a Cidade do homem sem Deus, oposta à Cristandade e à ordem natural, que é a Cidade de Deus.



35 Que é a Cristandade?

Cristandade é a sociedade temporal organizada segundo Deus, isto é, de acordo com o direito natural e a palavra de Deus, revelada por Jesus Cristo, transmitida, interpretada e aplicada à vida pela Igreja Católica.



36 Quais são os fundamentos da Cristandade?

Os fundamentos da Cristandade são dois: o direito natural e a Revelação, trazida por Jesus Cristo e transmitida pela Igreja Católica.



VI. VIRTUDES QUE FUNDAMENTAM A CRISTANDADE E PAIXÕES QUE MOVEM A REVOLUÇÃO



37 Sobre que virtudes se baseia a Cris­tandade?

A Cristandade se baseia principalmente sobre as seguintes virtudes: a fé, a castidade e a humildade.



38 Que paixões desordenadas são a mola da Revolução?

O orgulho, que rejeita a fé; a sensualidade que rejeita a castidade; a soberba, que rejeita a humildade, são as molas principais da Revolução.



39 Quais são as conseqüências destas paixões?

Do orgulho, que rejeita a fé, nasce a negação da vida eterna como fim da existência terrena, bem como a negação de Deus, e de Cristo como Senhor do homem.

Da sensualidade, que rejeita a castidade, nas­ce o desejo de gozar esta vida de todas as formas, e em conseqüência ela conduz ao desprezo e a dissolução da família.

E da soberba, que rejeita a humildade, nasce a revolta contra a autoridade divina e humana, e contra todas as limitações que o homem pode sofrer. De modo especial ela conduz ao igualitarismo, isto é, ao ideal comunista de uma sociedade sem classes.



40 Que se entende ai por classe social?

Classe social e um conjunto de pessoas — e suas respectivas famílias — cujas funções na sociedade são diversas, porém iguais em dignidade. Exemplo: advogados, médicos, engenheiros, fazen­deiros, oficiais das Forças Armadas, apesar da diversidade de suas funções, constituem com suas famílias uma mesma classe social. — Todas as classes sociais são dignas, mas não iguais em dignidade. Por exemplo: o trabalho manual é digno e foi até exercido pelo Verbo Encarnado; todavia, a dignidade do trabalho intelectual é intrinsecamente maior: o espírito é mais do que a matéria.



41 A que titulo a família faz parte da classe social?

De acordo com a lei natural e a doutrina da Igreja, a família participa de algum modo, não só do patrimônio, como da dignidade, honra e consideração de seu chefe, com o qual forma um só todo e a cuja classe social pertence. Sendo inerente à família a transmissão aos filhos, não só do patrimônio dos pais, como também, de certo modo, da honra e consideração que se prende ao nome paterno, a presença da família na classe so­cial dá a esta um certo caráter de continuidade hereditária.



42 Então uma pessoa não pode passar pare uma classe a que não pertence a sua família?

Pode. Não se deve confundir classe so­cial com casta. No regime pagão das castas existe entre estas uma barreira intransponível. Cada pes­soa pertence necessariamente, por toda a vida, à casta em que nasceu. Isto, quaisquer que sejam suas ações, boas ou más. Na civilização cristã, não há castas impermeáveis, mas classes sociais permeáveis. Ou seja, a pessoa pertence à classe em que nasceu, mas pode elevar-se a outra se tiver um mérito saliente. Bem como pode decair, em razão de seu mau procedimento. Assim, o princípio da hereditariedade se harmoniza com o postulado da justiça.

O comunismo, ao invés, quer uma sociedade sem classes, em que todos sejam iguais, no que contraria o princípio natural da hereditariedade e as exigências da justiça.



VII. O PROLETÁRIO É O ÚNICO HOMEM IDEAL, SEGUNDO O COMUNISMO



43 Se não há Direito, como pode, segun­do os comunistas, existir a sociedade?

A sociedade, segundo os comunistas, exis­tirá sem Direito: existirá pela força.



44 Em mãos de quem ficará a força na sociedade?

Aqueles que representam o homem mais perfeito hão de ter em suas mãos a força na sociedade.



45 Quem representa o homem mais per­feito, de acordo com o comunismo?

Segundo o comunismo, os proletários não tem nenhuma raiz que os prenda ao passado ou a sociedade presente, e portanto são os homens mais livres de limitações; são eles que, unidos, constituem a maior força revolucionaria. Para a seita comunista o proletário é, pois, o homem mais perfeito. De fato, em sua mentalidade não existem os “entraves” e as “degenerescências” que ligam as outras classes à ordem social vigente.

Por isso mesmo, a seita o considera como o instru­mento ideal da Revolução.



46 Que devem fazer os proletários, de acordo com o comunismo?

De acordo com o comunismo, os proletários devem mover guerra às outras classes, e im­plantar a ditadura do proletariado, que pela violência extermine a Igreja, o Clero, os nobres, os ricos, os proprietários, os que se realçam pela inteligência, todos os homens independentes, e assim destrua tudo o que se opõe á Revolução.



VIII. A LUTA DE CLASSES



47 Como se chama esta oposição entre os proletários e os demais cidadãos?

Esta oposição se chama luta de classes.



48 Esta luta durará muito?

Para os comunistas, esta luta não termi­nará senão quando no mundo inteiro só houver a classe dos proletários, isto é, dos trabalhadores que não têm nada de próprio.



IX. A PROPRIEDADE, A VIDA HUMANA E A ESCRAVIDÃO DO OPERARIADO



49 O indivíduo, no regime comunista, não pode possuir nada?

No regime comunista o indivíduo não é dono de nada. Tudo é do Estado.



50 O comunismo não admite por vezes o direito de propriedade?

Quando está no poder, o comunismo às vezes concede o uso de algum imóvel a um ou outro trabalhador. Mas não reconhece o direito de propriedade, pois pode tomar tudo a todos, quando quiser. O homem, no regime comunista, não tem sequer direito ao fruto do seu trabalho.



51 No regime comunista ninguém é, en­tão, dono de nada?

No regime comunista ninguém é dono de nada: nem do dinheiro, nem da fábrica, nem do campo, nem da casa, nem da profissão, nem de si mesmo. Tudo é do Estado, tudo depende do Estado.



52 Então o regime comunista é de escravidão?

O regime comunista estabelece a mais completa escravidão, pois não reconhece ao ho­mem nenhum direito.



53 O comunismo respeita a vida humana?

Não. Uma vez que o homem não passa de animal, o comunismo trata a vida humana como nós tratamos a dos bois. Se fôr preciso, mata-se. Assim, para dominar a Rússia foi preciso assassi­nar cerca de 20 milhões de russos, ou fuzilando-os, ou deixando-os morrer de fome. Nos campos de concentração da União Soviética, ao tempo de Stalin, calcula-se que havia 16 milhões de homens e mulheres de todas as categorias, padres, intelectuais, operários, que trabalhavam como escravos e acabaram morrendo de miséria. Para conquistar o poder, os comunistas chineses assassi­naram vários milhões de pessoas. Para dominar os católicos da Espanha, as milícias bolchevistas mataram onze Bispos e 16.852 Sacerdotes e Religiosos, bem como muitos milhares de pais de família.



54 No regime comunista, o operário pode se queixar, fazer greve, trocar de serviço?

Não. O Partido marca onde o operário deve trabalhar. Neste trabalho ele deve produ­zir o máximo. Não pode reclamar, e nem é bom pensar em greve, porque quem pensar vai para o degredo na Sibéria, para um campo de concentra­ção ou para a forca. No regime comunista o operário não tem direito algum.



55 Os comunistas mantêm sempre os operários na miséria?

Até hoje a situação material dos operários em todos os países comunistas é em geral miserável. Todavia, a Rússia promete que no ano 2000 os trabalhadores russos terão a mesma situa­ção que têm atualmente os seus colegas ocidentais. O comunismo não se interessa pelo bem-estar dos operários senão enquanto ele é útil para a Revolução, por isso, se os operários, obtido o bem-estar, começam a desobedecer, volta de novo a miséria. O comunismo trata os trabalhadores como reses, ou como escravos. O senhor de es­cravos dava-lhes comida porque lhe interessava que eles fossem fortes e sadios, para poderem trabalhar. Mas, se em dado momento parecer ne­cessário às autoridades comunistas reduzir gravemente o padrão de vida da classe trabalhadora, em favor do desenvolvimento das industrias do Estado ou do seu poderio militar, fá-lo-ão sem hesitação, pois para elas o operário é escravo e o escravo não tem direito.



56 Nos países não comunistas, o comu­nismo quer melhorar a situação dos operários?

Não. Nos países não comunistas o comunismo quer que os operários fiquem tão miseráveis, que cheguem ao desespero, e assim provoquem greves e desordens, as quais os comunistas apro­veitarão para derrubar o governo legítimo e im­plantar a sua ditadura.



57 Nos países dominados pelos comunis­tas não há diferenças de riqueza e de classe social?

O comunismo promete abolir as diferenças de riqueza e de classe. Mas isto é contra a natu­reza humana. Destruindo a moral e o direito, o comunismo favorece um grupo de dirigentes e de membros do Partido, que dispõem de grandes ri­quezas e vivem com fartura e luxo em casas sun­tuosas, enquanto o operário em geral passa privações, e obrigado a trabalhar onde o Partido manda, tem para morar somente um quarto, onde se amon­toam os pais, os filhos e todos os membros da família, sem cozinha, nem banheiro próprios. A diferença entre os que mandam e os outros é mui­to maior que entre os capitalistas e os operários.



X. O PAPEL DE SATANÁS



58 Quem inventou este regime?

Quem inventou este regime foi Satanás, que sabe que o melhor meio de levar os homens à perdição eterna e fazê-los rebelarem-se contra a ordem constituída por Deus.



59 Como que Satanás consegue adeptos para este regime?

Prometendo aos homens o paraíso na terra se eles renunciarem a Deus e ao Céu, Satanás con­segue enganá-los como o fez a nossos primeiros pais, e o resultado é o inferno na terra e na eter­nidade.



XI. A VIOLÊNCIA E A LIBERDADE



60 Como se implanta o regime comunista?

O regime comunista é implantado, em ge­ral, pela violência. Os comunistas procuram che­gar ao poder de qualquer modo: por eleições, por pressão de tropas estrangeiras, por golpes arma­dos. Uma vez no poder, destroem toda oposição, e implantam a ditadura, em nome do proletariado.



61 Então são os operários que passam a mandar?

Não. Os operários não mandam. Eles passam a situação de escravos, trabalham onde o governo os manda trabalhar, não podem se afastar dali; recebem o salário que o governo quer e, se reclamam, podem até ser fuzilados.



62 O comunismo admite direito, à greve?

Nos países que quer dominar, o comunis­mo exige que a lei estabeleça o direito de greve; e organiza paredes para desmantelar a economia nacional. Mas, uma vez dominado o país, não to­lera a greve em nenhuma hipótese, e sujeita o operário à mais tirânica escravidão



63 É somente pela violência que o comunismo é implantado?

Em geral o comunismo é implantado pela violência; mas ele é preparado por muitas atitudes dos cristãos.



XII. O MATERIALISMO DO OCIDENTE PREPARA O CAMINHO DO COMUNISMO



64 Que atitudes dos cristãos preparam a vitória do comunismo?

Como o comunismo nasce do materialismo, da sensualidade e do orgulho, o materialismo prático dos cristãos que vivem como se não houvesse a eternidade cria o caldo de cultura em que o bacilo comunista prolifera.



65 Dê alguns exemplos destes materialistas práticos.

Posso dar os seguintes exemplos: quem só se preocupa com ganhar dinheiro; quem pro­cura gozar dos prazeres da vida, embora lícitos, sem se interessar pela prática da oração e da peni­tência; quem se entrega ao jogo; quem freqüenta lugares suspeitos; quem se veste com sensualidade, sem modéstia; quem dança as danças modernas; quem lê revistas obscenas ou sensuais; os freqüen­tadores do cinema e da televisão imorais; quem se desinteressa pela graça santificante, pecando como se não houvesse pecado.



XIII. A IGREJA E OS OPERARIOS



66 Que tem feito a Igreja pelos pobres e operários?

A Igreja, ao longo da Historia, aboliu a escravatura, defendeu os fracos e pobres, ensinou os ricos e poderosos a amparar os humildes, difun­diu a justiça e a caridade. Organizou os trabalha­dores em grandes sociedades chamadas corporações, que cuidavam de sua formação técnica, de sua prosperidade material, do bem espiritual deles e de sua família, lhes davam assistência na doença e cuidavam dos seus filhos em caso de morte. Estas associações sofreram um golpe de morte com a Revolução Francesa, mas duraram em muitos países até as agitações do ano de 1848; na Alemanha elas ainda existem.



67 Depois de 1848 a Igreja não fez mais fada pelos operários?

O individualismo introduzido pela Revolução Francesa destruiu as corporações católicas e deixou os operários entregues à própria sorte. Então a Igreja empreendeu um grande trabalho em favor deles, simultaneamente em três pontos.



68 Qual foi a primeira frente que a Igreja atacou?

A Igreja Católica procurou, de início, principalmente minorar a miséria das pessoas. Para este fim multiplicou as Santas Casas, os orfanatos, asilos para velhos, Oratórios festivos, creches, e obras de assistência social. Assim é que, para dar um exemplo, no Estado de São Paulo, atualmente, de cada cem instituições de caridade ou de assistência, oitenta são mantidas pela Igreja Católica. Os comunistas não mantêm nenhuma. As vinte restantes pertencem a outras igrejas, às organizações leigas e ao Poder público. Nos outros Estados do Brasil, a proporção de obras mantidas pela Igreja é ainda maior. E note-se que as instituições de caridade e assistência mantidas e dirigidas pela Igreja funcionam admiravelmente. Basta ver um hospital dirigido por Religiosas.



69 Qual foi a segunda frente que a Igreja atacou?

Enquanto fundava e organizava instituições de caridade e de assistência, a Igreja lutava para corrigir os defeitos da sociedade que geravam tanta miséria. Desde o Papa Pio IX, e principalmente no pontificado de Leão XIII, Ela insistiu com os ricos, os patrões, o Estado e os trabalhadores para que se lembrassem da ordem social que Deus quer e Jesus Cristo fundou, e se aplicassem a melhorar as condições de vida do operário. Os Papas ensinaram que o trabalho não é mercadoria, e que o homem que trabalha tem direito a um salário nas seguintes condições: a) que lhe permita viver com dignidade; b) que dê para criar e educar os filhos; c) que possibilite ao trabalhador diligente e econômico formar um pecúlio que melhore a sua situação e lhe garanta o futuro.



70 Os ensinamentos dos Papas tiveram resultado?

Os ensinamentos dos Papas já modificaram completamente, em muitos países, a mentalidade dos patrões e dos operários, e melhoraram felizmente as condições destes últimos. Mas a Igreja continua a insistir, e o atual Pontífice, Sua Santidade o Papa João XXIII, publicou há pouco a Encíclica “Mater et Magistra”, em que ensina mais uma vez como os patrões devem tratar os trabalhadores, para que haja justiça, caridade e paz.



71 Qual foi a terceira frente em que a Igreja empreendeu o grande trabalho em favor dos operários?

A Igreja, enquanto atendia as misérias mais gritantes e imediatas, e ensinava aos patrões e operários como devia ser as suas relações de acordo com a justiça e a caridade, promovia a organização destes e daqueles em associações, que se chamam corporações, círculos operários, etc. Estas organizações formam nos vários países grandes confederações, como na França a Confederação dos Trabalhadores Cristãos, na Itália a Asso­ciação Católica dos Trabalhadores Italianos, no Brasil a Confederação dos Círculos Operários, etc.



72 Em que mais os Papas insistiram?

Os Papas insistiram em que os operários se unam, para juntos defenderem os seus direitos, respeitando, porém, os direitos dos patrões. Os Papas aconselham a estes que, na medida do possível, melhorem o salário e as condições dos trabalhadores, dando-lhes mais do que o estritamente justo.



73 Quais os Papas que mais se salientaram , na ação em favor dos direitos do operário, e da justiça e harmonia entre as classes sociais?

Todos os Papas se têm desvelado pela melhora da dura situação que começou para os operários com a Revolução Francesa. De um modo especial devem-se mencionar os seguintes Pontífi­ces: Leão XIII, autor da Encíclica “Rerum Novarum”; Pio XI, autor da Encíclica “Quadragesimo Anno”; João XXIII, autor da Encíclica “Mater et Magistra”.



74 Que Papas se salientaram na luta contra o comunismo?

Todos os Papas, de Pio IX a João XXIII, tem condenado o comunismo. A Encíclica “Divini Redemptoris” de Pio XI trata especialmente do assunto, com grande, clareza e vigor. Durante o pontificado de Pio XII, a Suprema Sagrada Congregação do Santo Ofício fulminou com a pena de excomunhão quem pertence ao Partido Comu­nista ou colabora com ele.



75 Quais as conseqüências práticas desta excomunhão?

Os membros do Partido Comunista e os que com ele colaboram não podem receber os Sacramentos nem ser padrinhos de batismo, confir­mação e casamento, ficam privados de enterro reli­gioso e sepultura eclesiástica, e não se pode cele­brar em público: missa em sufrágio de suas almas.



76 Os comunistas têm direito de divulgar suas doutrinas, de viva voz, ou pela imprensa, rádio e outros meios de propaganda?

Não. Segundo a doutrina católica o erro não tem direito de ser difundido. Cumpre ao Poder Público proibir-lhe a propaganda.



XIV. O SOCIALISMO



77 Haverá outro meio de preparar os homens para o comunismo?

Outro meio de preparar os homens para o comunismo é o socialismo.



78 Que vem a ser o socialismo?

O socialismo é o sistema que professa que todos os meios de produção, de transporte, o ensino, a assistência, toda a propriedade, devem per­tencer ao Estado.



79 Para o socialismo, qual é o papel do individuo?

Para o socialismo o individuo é meio e não fim da sociedade. Por isto o Estado deve se ocupar de tudo, e cuidar do indivíduo em todos os setores, deixando a este somente aquilo que o Estado mesmo não pode fazer.



80 Neste caso, o socialismo é o mesmo que o comunismo?

Não. O fim de um e outro é o mes­mo o estabelecimento de uma sociedade sem classes, a abolição da propriedade privada e da inicia­tiva privada, e a entrega ao Estado de todos os meios de produção. A diferença está em que o socialismo procura alcançar estes objetivos com meios brandos, usando da propaganda doutrinária e das eleições, enquanto que o comunismo prefere recorrer à violência. Os meios são diferentes, mas o fim é o mesmo. O socialismo é como uma rampa pela qual o mundo desliza suavemente da ordem natural e divina para o comunismo.



81 Há formas moderadas de socialismo?

Há formas moderadas de socialismo. Tais formas existem sempre que se exagera, em medida maior ou menor, a ação do Estado, em detri­mento da iniciativa individual ou da propriedade privada.



82 Pode o católico ser socialista?

O católico não pode ser socialista, porque o socialismo contradiz a doutrina da Igreja, que estabelece o seguinte princípio: o Estado existe para realizar as tarefas de bem comum de que nem os indivíduos, nem as famílias, nem as socie­dades intermediárias são capazes por si mesmos. Este princípio defendido pela Santa Igreja, e de modo especial pelo Santo Padre João XXIII na Encíclica “Mater et Magistra”, chama-se o “prin­cípio da subsidiariedade”.



83 Que dizem os Papas sobre o socialismo moderado?

Os Papas dizem que, consistindo o socialismo, ainda que moderado, no exagero da ação estatal, é sempre condenado, porque incompatível com a justiça e a ordem natural estabelecida por Deus.

Por isto disse Pio XI que o socialismo — mesmo quando moderado — “não pode conci­liar-se com a doutrina católica” (Encíclica “Qua­dragesimo Anno”).



84 Que dizer então do chamado “socia­lismo cristão” ou “católico”?

O chamado “socialismo cristão” ou “socialismo católico” e uma aberração tão grande como se alguém falasse de um protestantismo católico ou de um círculo quadrado.



XV. A CONQUISTA DO POVO — AS ELITES E A MASSA



85 Qual a técnica que o comunismo usa para conquistar as elites?

A técnica usada pelo comunismo para conquistar as elites consiste em promover o convívio e a colaboração delas com núcleos da seita. Os comunistas aos poucos as vão levando a pen­sar à maneira materialista. Levam-nas primeiro a agir como materialistas, para terminarem pensando como materialistas.

Os comunistas usam também um processo de mudança da maneira de pensar, em geral sem dis­cutir, que denominam de “lavagem cerebral”.



86 Que meios usa o comunismo para conquistar as massas?

Os grandes meios utilizados pelos comu­nistas para conquistar as massas são a revolta e as promessas. Pela revolta, o comunismo açula a classe operária contra os ricos. Pelas promessas desperta nos corações a inveja e a cobiça. Para conquistar as inteligências do povo usa da propa­ganda, menos para convencer do que para saturar os cérebros com as idéias que convêm ao Partido, e tirar as que lhe são contrárias. Ao Partido não interessa se a propaganda diz verdades ou menti­ras: o que interessa é martelar até que a idéia pegue.



XVI. OS PONTOS MAIS VISADOS; A REFORMA AGRÁRIA



87 Quais são os pontos mais visados pela seita comunista em sua campanha para domi­nar um país?

Os pontos mais visados pela campanha comunista no primeiro período, que e o da des­truição da sociedade católica, são os seguintes: direito de propriedade, forças armadas, pátria, fa­mília, e sobretudo a Religião. Para quebrar todas as resistências, procura-se encher o povo de ódio contra tudo isto.



88 Que reformas o comunismo apregoa, para dominar um país?

Para dominar um país o comunismo apre­goa a necessidade de várias reformas. A primeira é a reforma agrária, depois vem a reforma ur­bana, a comercial e a industrial, todas elas de caráter mais ou menos acentuadamente expropria­tório e socialista.



89 Em que consiste a reforma agrária que os comunistas querem?

Os comunistas, tomando por pretexto a situação não raras vezes lamentável do trabalha­dor rural, e a conveniência de favorecer-lhe o aces­so à condição de proprietário, promovem o con­fisco das propriedades rurais grandes e médias. Desde que haja só propriedades pequenas, caem todas sob o controle absoluto do Estado.



90 De que maneira uma tal reforma agrária prepara a Revolução desejada pelo comunismo?

De tal reforma agrária o comunismo tira diversas vantagens:

a) ela destrói as elites rurais, coluna indispensável da ordem social;

b) cria uma grande desordem no campo, com lutas, violências, homicídios;

c) daí nasce uma grande penúria e grande fome no campo e na cidade;

d) assim se enfraquece a nação e se leva o povo ao desespero. Com isto as resistências anticomunistas ficam prejudicadas, e o Partido pode dar o golpe da Revolução.



91 A Igreja concorda com uma reforma agrária que viole o direito de propriedade?

A Igreja condena toda reforma agrária que não respeite como sagrado o direito da pro­priedade, seja do grande fazendeiro, como do pe­queno sitiante. Em ambos os casos este direito é sagrado.



92 Que reforma agraria a Igreja abençoa?

A Igreja abençoa uma reforma agrária que atenda aos seguintes pontos fundamentais:

a) respeito pela legítima propriedade, qual­quer que seja o seu tamanho;

b) fornecimento por parte do Estado, de assistência técnica, social e financeira ao lavrador;

c) colonização da imensa reserva de terras inaproveitadas da União, Estados e Municípios;

d) concessão de crédito aos grandes proprietários que queiram dividir e colonizar suas terras;

e) concessão de crédito a juros baixos e prazo longo, para os agricultores que queiram adquirir terras, montar suas fazendas ou sítios;

f) assistência religiosa e educacional aos homens do campo;

g) facilitar a formação de cooperativas agrícolas, livres, de iniciativa particular;

h) facilitar o armazenamento e transporte dos produtos da agricultura.



93 A Igreja proíbe a expropriação de uma gleba para fins sociais?

A Igreja admite a expropriação de uma gleba para fins sociais, mas com grandes cautelas:

a) é preciso que se trate de alcançar um bem comum proporcionadamente grande, ou de afastar um mal proporcionadamente grande;

b) é preciso que não haja outra solução que não seja dispor da gleba;

c) é necessário que se tenha antes tentado, sem êxito, a aquisição amigável do imóvel;

d) é necessário que o dono receba, no ato da desapropriação, e em dinheiro, o preço justo, correspondente ao valor real e atual do imóvel, seja esse valor grande ou pequeno.



94 Há casos especiais de desapropriação?

Sim. Por exemplo, se a finalidade da obra a ser executada em determinada gleba o exi­gir, o Estado poderá desapropriar, além desta, as glebas vizinhas, a fim de que a obra aproveite ao maior número de pessoas.



XVII. O IDEAL DO COMUNISMO: A SOCIEDADE SEM CLASSES; O IGUALITARISMO



95 Qual o ideal remoto da sociedade comunista?

A sociedade comunista ideal, diz a seita, será, depois dos horrores da ditadura do proleta­riado, uma sociedade sem classes nem proprietá­rios, onde todos serão iguais, todos trabalharão, cada qual segundo as suas forças, e cada um rece­berá da sociedade tudo o de que precisar. Será este o paraíso na terra.



96 Este ideal corresponde de Deus?

Este ideal á oposto à vontade aos planos de Deus em pontos essenciais:

a) Deus não quer que este mundo seja um paraíso, e sim um lugar em que ao lado de puras alegrias nós encontremos grandes sofrimentos, e assim, carregando a nossa cruz, nos santifiquemos. Nosso paraíso nos espera na outra vida.

b) Deus quer que cada indivíduo procure o seu bem-estar por seu esforço pessoal, amparado pelo Estado, mas não substituído por ele.

c) Deus quer que entre os homens haja de­sigualdades, as famílias formem classes distintas, umas mais altas que as outras, sem hostilidade re­cíproca, com caridade, e sem exagerada diferença: não deve haver alguns miseráveis, e outros exces­sivamente ricos.



97 Deus quer então que haja pobres e ricos, nobres e plebeus?

Está de acordo com os planos de Deus que existam pobres e ricos, gente humilde e gente importante, mas baseada toda esta hierarquia na justiça e na caridade.



98 Qual a ultima causa da desigualdade entre os homens?

A última causa da desigualdade entre os homens é a sua liberdade.

Dada a natural desigualdade de talentos e virtudes entre os homens, estes só podem ser mantidos num mesmo nível econômico diante uma ditadura de ferro, que suprima toda liberdade e toda iniciativa.



99 Como se chama a tendência que leva o homem a odiar as diferenças sociais, a querer uma sociedade sem classes?

A tendência que leva a querer que todos sejam iguais e a odiar as diferenças de classe cha­ma-se: igualitarismo.



100 Quais são os vícios que alimentam o igualitarismo?

Os vícios que alimentam o igualitarismo são:

a) a inveja, que não tolera que o próximo seja melhor, ou mais sábio, ou mais rico;

b) o orgulho, que não tolera ninguém aci­ma de nós;

c) a soberba, que não se conforma com os planos de Deus.



101 Que manda a justiça social?

A justiça social manda que o Estado providencie que cada família possa conseguir por seu trabalho o necessário para seu sustento, educação de seus filhos e formação de uma reserva para o futuro, de modo que haja o menor número possí­vel de miseráveis, e os ricos não sejam demasia­damente ricos. Assim a sociedade será como uma pirâmide: com pessoas que vivem só de seu tra­balho, pequenos proprietários, pessoas remediadas, ricos, e alguns muito ricos.



102 A justiça social manda que todos sejam iguais em fortuna e posição social?

Não. Que todos os indivíduos e famílias fossem iguais seria uma injustiça social, porque im­portaria na destruição da liberdade, da iniciativa privada e do direito dos filhos a herdar dos pais.

Pensai meus filhos, pensai no que vos digo... E vereis razões para ter em vosso Estado um grande pai que vos protege dos devaneios dos ateus, e as suas falácias aliciantes...

_________________
RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Assinaturaportugal
Portugal
Portugal

Número de Mensagens : 3627
Capital : Lisboa/Madrid
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Sua Alteza Real D. Afonso VIII de Portugal, XIV das Espanhas
Data de inscrição : 18/01/2009

Ir para o topo Ir para baixo

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Empty Re: RTP - Radio Televisão Portuguesa

Mensagem  Portugal Dom Jun 12, 2011 5:59 pm

O "Routmaster" hispano-americano: Veiculo dos negócios inter-ibéricos...

A subsidiária da Dácia, a Austin, comprada na década de 70 pelo fundador da Dácia, quando esta estava em decadência, provou ser em Portugal, uma fábrica que meramente produz carros "bristish" para: taxis, carros de elites, e "saudosistas britânicos"...

Mesmo assim a influência do legado da cultura material britânica é inegável em Portugal. Lisboa, já está pejada dos míticos "London Black Cabs" por todo o lado. Converteu-se no carro do taxista português por exelência, a par com o Mercedes-Benz, agora a Austin em cooperação com a PEGASO espanhola, está a produzir os famosos Routemasters, comumente tidos por "Red Bus" londrinos. Parece que a moda destes autocarros clássicos pegou de estaca! A par com o tradicional autocarro Pegaso, aparece primeiro em Lisboa, os "Red Bus", depois... no Porto... Coimbra... Braga... Por todo o lado os autocarros de modelo britânico prosperam, num negócio que a Pegaso/SEAT e a Dacia lucram bastante bem. No Algarve os britânicos ficam fascinados por verem de novo os "Red Bus". Os turistas mais antigos quase choram ao ver o modelo.

Dr Quintino Ayres, faz uma observação do porquê psico-cultural deste fenómeno:

"Portugal nunca teve um passado... imperial no conceito vitoriano. Quando surgiram os grandes impérios contemporâneos Portugal era um estado... bem miserável, um espectro do passado, e ninguém pensava que um dia Portugal iria ser, coligado com a Espanha, a segunda maior potência mundial! Ora... Portugal vê-se a braços como que uma pessoa da classe pobre que passou a rico! Que faria essa pessoa... Tentaria adoptar hábitos dos ricos. Para o comum português, o "inglês" é o creme de la creme do chic! Não me choca este fenómeno... Aliás o português por natureza é "sincretista", ou seja... pega em elementos das outras culturas adopta-os como seus, e dá-lhes o seu cunho pessoal, e passam a fazer parte da sua cultura. Acreditai, que daqui a uns anos... O "Red Bus" perderá a cor, e terá cores diferentes... Vejam o "London Black Cab", com as típicas cores do taxi português, o verde escuro e o preto... E volante á esquerda naturalmente! É inevitavelmente a transformação sincrética que o português lhe deu...
Voltando ao ponto. O português precisa de algo que o faça conotar com as grandes "civilizações da Europa" para se sentir uma, a Grã Bretanha é um modelo, um arquétipo em tudo para o português... Não me choca que adoptem tais icons, para se identificar com o idolo. É um processo psicologicamente compreensivel, o assumir as facetas do idolo, para se parecer com ele!"


RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 RCN-699.Stevensons
"Routemaster" da CARRIS. Em Portugal deixou de ser o "Red Bus" londrino, para adoptar as cores tradicionais da CARRIS, o amarelo e branco.

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 5029079527_3257fe107e
"Routemaster" da TUG (Transportes Urbanos de Guimarães). A tradicional da TUG é o verde... Poderão um dia os turistas britânicos que visitam o berço da nacionalidade lusa chamar ao seu velho "Routemaster" de "Green Bus". Só o futuro o dirá. Mas que os britânicos se sentirão mais em casa em Portugal, isso é facto inegável...

_________________
RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Assinaturaportugal
Portugal
Portugal

Número de Mensagens : 3627
Capital : Lisboa/Madrid
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Sua Alteza Real D. Afonso VIII de Portugal, XIV das Espanhas
Data de inscrição : 18/01/2009

Ir para o topo Ir para baixo

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Empty Re: RTP - Radio Televisão Portuguesa

Mensagem  URS Seg Jun 13, 2011 7:15 pm

ooc: só para dizer que gosto destes posts, tenho pena de não ter tempo para os fazer.
URS
URS
Internacional Socialista

Número de Mensagens : 14751
Capital : Valtland
Regime Politico : Socialismo
Chefe de Estado : Maximus Thorvald
Data de inscrição : 14/08/2008

Ir para o topo Ir para baixo

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Empty Re: RTP - Radio Televisão Portuguesa

Mensagem  Portugal Ter Jun 14, 2011 12:56 pm

OOC: Ainda bem que concordas comigo Smile É importante por nas noticias cenas da vida internacional, é porque os outros jogadores têm a oportunidade de ver a visão do país sobre os assuntos, e ficam validos pa efeitos de RP. Mas convêm variar com sociedade, e aspectos culturais curiosos... Espero que a senda continue Wink

_________________
RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Assinaturaportugal
Portugal
Portugal

Número de Mensagens : 3627
Capital : Lisboa/Madrid
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Sua Alteza Real D. Afonso VIII de Portugal, XIV das Espanhas
Data de inscrição : 18/01/2009

Ir para o topo Ir para baixo

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Empty Re: RTP - Radio Televisão Portuguesa

Mensagem  Britannia Ter Jun 14, 2011 4:40 pm

occ: Eu também aprecio muito por acaso, e acho que é sempre algo que dá sabor ao país. Mas como ando em gestão de tempo não consigo fazer mais disto mesmo tendo ideias Sad ainda nem meti o mapa do meu país nem descrevi a politica interna, é uma vergonha Sad
Britannia
Britannia

Número de Mensagens : 7778
Idade : 33
Capital : Camelot
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Interregno
Data de inscrição : 31/07/2008

http://www.nationstates.net/greenaldia

Ir para o topo Ir para baixo

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Empty Re: RTP - Radio Televisão Portuguesa

Mensagem  Portugal Seg Jul 04, 2011 1:26 pm

Real Selecção adopta novo Uniforme

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 0,,35149035-EX,00

O novo uniforme, escolhido por El Rei em pessoa, reúne simbologia e cores comuns aos povos ibéricos com vista a transparecer um tom de unidade e amizade entre os dois Reinos.

_________________
RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Assinaturaportugal
Portugal
Portugal

Número de Mensagens : 3627
Capital : Lisboa/Madrid
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Sua Alteza Real D. Afonso VIII de Portugal, XIV das Espanhas
Data de inscrição : 18/01/2009

Ir para o topo Ir para baixo

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Empty Re: RTP - Radio Televisão Portuguesa

Mensagem  Brasil Ter Jul 05, 2011 9:43 pm

OOC: Esse uniforme por acaso é da Associação Portuguesa de Desportos, daqui de São Paulo pá?! Very Happy
Brasil
Brasil

Número de Mensagens : 961
Idade : 27
Capital : Brasília (Brasil) e São Paulo (SP)
Regime Politico : Monarquia Constitucional Parlamentar / República Presidencialista Aristocrática (São Paulo)
Chefe de Estado : SMI&R. Imperador Maximilien I do Brasil e de São Paulo
Data de inscrição : 29/09/2010

http://www.nationstates.net/nation=SPaulo

Ir para o topo Ir para baixo

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Empty Re: RTP - Radio Televisão Portuguesa

Mensagem  Portugal Qua Jul 06, 2011 2:28 am

OOC: Creio que sim, mas está genial para todos os efeitos Wink

_________________
RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Assinaturaportugal
Portugal
Portugal

Número de Mensagens : 3627
Capital : Lisboa/Madrid
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Sua Alteza Real D. Afonso VIII de Portugal, XIV das Espanhas
Data de inscrição : 18/01/2009

Ir para o topo Ir para baixo

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Empty Re: RTP - Radio Televisão Portuguesa

Mensagem  Brasil Qua Jul 06, 2011 8:10 pm

OOC: Eu sou torcedor do Palmeiras, mas como estádio da Portuguesa, o Canindé, o mais próximo da minha casa eu costumo ir direto assistir aos jogos da Lusa Very Happy
Brasil
Brasil

Número de Mensagens : 961
Idade : 27
Capital : Brasília (Brasil) e São Paulo (SP)
Regime Politico : Monarquia Constitucional Parlamentar / República Presidencialista Aristocrática (São Paulo)
Chefe de Estado : SMI&R. Imperador Maximilien I do Brasil e de São Paulo
Data de inscrição : 29/09/2010

http://www.nationstates.net/nation=SPaulo

Ir para o topo Ir para baixo

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Empty Re: RTP - Radio Televisão Portuguesa

Mensagem  Portugal Dom Dez 11, 2011 12:31 pm

Campanhas eleitorais arrancam marcadas pela ousadia e inovação das propostas.

A Junta do Supremo Governo do Reino, marcou eleições para os inícios de Janeiro com vista à formação do Soberano Congresso e do novo governo constitucional do Reino de Portugal. Duas grandes forças políticas destacam-se no horizonte para já, o Partido Liberal, assente nos ideais Neo-Setembristas, e o Partido Realista. Uma terceira força surge, sendo no entanto do conhecimento de todos, o Partido Nacional Sindicalista, liderado pelo Infante D. Filipe, que no entanto se desvinculou da Casa Real.

A campanha eleitoral tem sido intensa, e diz-se que se vive um clima quase "americano", conforme acontece nas aguerridas eleições dos estados da América do Norte, aquando se está para formar o governo federal que se irá apresentar ao monarca britânico.

Por seu turno, os neo-setembristas apresentam o projecto mais radical, e também o mais ambicioso, curiosamente relacionado com questões de economia.

Corte Real, líder dos liberais, propõe a introdução em Portugal da energia nuclear como forma de produção energética mais barata e em maior quantidade de MegaWatts. As primeiras propostas eleitorais surgem nesta pequena entrevista que o Secretário da Junta do Supremo Governo do Reino nos concedeu...


RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Tourist-timothy-dalton-photo

"[...]físicos da Universidade de Coimbra, em conjunto com outros físicos do famoso M.I.T. norte-americano conseguiram controlar a fusão nuclear! É um facto conhecido desde à dois anos para cá... Que mérito receberam dos governos integralistas? Quase os chamaram de bruxos, e loucos... Só faltava internar o Professor Osório, mais os seus colegas americanos... Meus senhores, com a fusão nuclear o contribuinte pagará menos! E terá ao seu dispor a energia eléctrica que entender... O mesmo para a industria! Mas é como vos digo... Para se chegar á Fusão Nuclear tem que se primeiro chegar á Fissão Nuclear, coisa que Portugal teve a oportunidade durante a década de 50 e 60 de o fazer, mas os ultramontanos governos de D. Afonso VII negaram-nos essa bênção que Eihnstein nos deu, porque consideravam isso quase bruxaria..."


_________________
RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Assinaturaportugal
Portugal
Portugal

Número de Mensagens : 3627
Capital : Lisboa/Madrid
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Sua Alteza Real D. Afonso VIII de Portugal, XIV das Espanhas
Data de inscrição : 18/01/2009

Ir para o topo Ir para baixo

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Empty Re: RTP - Radio Televisão Portuguesa

Mensagem  Athaulphia Dom Dez 11, 2011 4:39 pm

Na Universidade de Nova Coruña um professor da Facultade de Física deixa cair o café ao chão do espanto ao escutar ao Corte Real na rádio:

- REDIOLA!!! Shocked

Depois de se limpar um pouco, liga para um colega pelo telefone:

- Ouviste, Zaballos? Lá os tugas andam a dizer que os yankees inventaram a fusão nuclear!

- Inventaram, sim, há anos: "bomba de hidrogénio", a chamaram Razz

- Não estou de brincadeira, pá: o Corte Real anunciou que andavam numa parceria ou qualquer coisa do género com o MIT, e que chegaram a um processo de fusão controlada. E disse que estavam prontos para a sua aplicação comercial!

- Shocked A sério!? Mas isso... isso é a revolução energética definitiva! Tens certeza do que ouviste? Se calhar não é mais do que propaganda, que esses gajos...

- Não sei, tenho que comprobar. Mas vai convocando ao pessoal do departamento, que agora vou ligar para o Instituto de Física Avançada para perguntar se eles sabem mais alguma coisa.

_________________
Toda a informação sobre Athaulphia em sua wiki: http://pt.nsportugal.wikia.com/wiki/Athaulphia
Athaulphia
Athaulphia
OCDE

Número de Mensagens : 2086
Capital : Athaulphópolis
Regime Politico : República Democrática Parlamentarista
Chefe de Estado : Presidente Ignacio Noguerol
Data de inscrição : 28/08/2008

http://www.nationstates.net/athaulphia

Ir para o topo Ir para baixo

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Empty Re: RTP - Radio Televisão Portuguesa

Mensagem  Portugal Ter Dez 13, 2011 3:14 pm

"As Fusões e Fissões dos Chiões"


A introdução da energia nuclear, proposta pelos neo-setembristas, causa apreensão e até mesmo repúdio em vastos sectores da sociedade portuguesa. Inclusive há quem diga que Corte-Real quer ser a maior potência nuclear do planeta para por o mundo a reger-se ás ordens de Portugal. Muito contorno tem semelhante confusão, que Corte Real já fez questão de desmentir:

"Meus senhores... Por favor, para quê usar a energia nuclear como arma de destruição quando ela é uma poderosa força de criação? Não temos questões nenhumas contra nenhum país, e até mesmo contra a maior potência global, a União das Republicas Socialistas há um consenso generalizado de paz. Tudo bem que nos assumam como a potência líder do "Mundo Ocidental", mas o "Mundo Ocidental" é uma região do globo com tantos anos de História e Civilização, que já tem maturidade para saber distinguir o bem do mal. Isso são acções reaccionárias dos "empenados" para descredibilizarem a acção moralizadora e regeneradora do Partido Liberal.

_________________
RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Assinaturaportugal
Portugal
Portugal

Número de Mensagens : 3627
Capital : Lisboa/Madrid
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Sua Alteza Real D. Afonso VIII de Portugal, XIV das Espanhas
Data de inscrição : 18/01/2009

Ir para o topo Ir para baixo

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Empty Re: RTP - Radio Televisão Portuguesa

Mensagem  URS Sex Dez 16, 2011 4:23 pm

ooc: atenção que descobertas que ainda não foram feitas na realidade não podem ser feitas aqui no RP.
URS
URS
Internacional Socialista

Número de Mensagens : 14751
Capital : Valtland
Regime Politico : Socialismo
Chefe de Estado : Maximus Thorvald
Data de inscrição : 14/08/2008

Ir para o topo Ir para baixo

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Empty Re: RTP - Radio Televisão Portuguesa

Mensagem  Portugal Sex Dez 16, 2011 4:34 pm

OOC: Oh Nuno... Por mim é na boa, é regra, mas acho isso uma estrondosa estupidez. Opah se fosse uma merda tipo... Carros movidos a energia plasma, e sem rodas tipo os dos Jetsons... Opah yah tens razão! Agora quanto á Fusão Nuclear há imensas pesquisas e já se esteve mais longe do que o que se está.

_________________
RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Assinaturaportugal
Portugal
Portugal

Número de Mensagens : 3627
Capital : Lisboa/Madrid
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Sua Alteza Real D. Afonso VIII de Portugal, XIV das Espanhas
Data de inscrição : 18/01/2009

Ir para o topo Ir para baixo

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Empty Re: RTP - Radio Televisão Portuguesa

Mensagem  Portugal Sex Dez 16, 2011 5:33 pm

D. Sebastião Ortiga, Cardeal Patriarca lidera a bandeira do Partido Realista.

O conhecido Bispo, D. Sebastião Ortiga, actual titular da Patriarcal de Lisboa, visto que o anterior se moveu para o Vaticano, tendo sido convocado pelo Papa, concorre pela sua terra natal, Évora, contra Corte Real. D. Sebastião é conhecido pelo seu ultramontanismo, e por ter participado activamente no Concílio de Toledo, que condenou veementemente o Papa do Vaticano. Inclusive foi o principal apoiante que o actual Papa Gregório, conhecido por Magno, ocupasse o Vaticano e expulsasse o "herege" Bento XVI.
É do conhecimento de todos as actividades de D. Sebastião contra a actividade constitucionalista, o qual publicamente designou toda a propaganda constitucionalista de "chiona escroquisse sem nexo", o qual provocou a ira do seu concorrente constitucional por Évora, Dr. Azevedo Dias.

A luta está aguerrida, e D. Sebastião Ortiga conta com grandes apoios. Uma das suas medidas, caso seja eleito Secretário de Estado do Reino por El Rei, será pedir um perdão e absolvição ao Duque de Ávila, "homem de considerável valor e lealdade á Coroa e ao Reino", coisa que provocou a indignação de Corte Real acusando-o de "ser um falso profeta, criador de falsos santos, e que vive plasmado na sua sacristia sem conhecer a realidade dos novos tempos, salvo o bulor dos seus pregaminhos". El Rei já pediu moderação aos candidatos. Contudo, facto é de se assinalar, nunca se assistiu, a eleições tão renhidas, apenas equiparadas pelas da 1ª República à quase 100 anos atrás.

Ainda na esteira das declarações polémicas de D. Sebastião, este afirma que se conseguir a pasta de Secretário de Estado do Reino, afirma que irá suspender imediatamente a Constituição. Ao que teve resposta de Corte Real, de a "Constituição não se suspende, é prepétua... Nem El Rei o pode fazer, ia ser um mero Secretário de Estado..." rematando logo com "essas práticas apenas são conhecidas por um tal Nunez que vive do lado de lá do mar"...

Os dois, mediante proposta da RTP 1 ofereceram-se para um debate reportagem, no progama "Estado da Nação", em que Integralismo e Liberalismo irão confrontar-se, em ideias... e não em armas.


RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 W460
D. Sebastião Ortiga, Cardeal Patriarca de Lisboa, líder do Partido Realista

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Dalton_080720061824
Coronel Augusto Corte Real, Presidente da Junta do Supremo Governo do Reino, Comandante do Regimento de Artilharia Nº 5, líder do Partido Liberal.

_________________
RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Assinaturaportugal
Portugal
Portugal

Número de Mensagens : 3627
Capital : Lisboa/Madrid
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Sua Alteza Real D. Afonso VIII de Portugal, XIV das Espanhas
Data de inscrição : 18/01/2009

Ir para o topo Ir para baixo

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Empty Re: RTP - Radio Televisão Portuguesa

Mensagem  Portugal Ter Dez 20, 2011 12:23 pm

José Molarinho, Repórter da Rádio-Televisão de Basto.

José Molarinho: As minhas questões são dirigidas ao Sr Coronel e Brigadeiro Corte Real...

Sr Coronel, antes de mais nada boa tarde, ao Sr e a Sua Eminência, como propõe resolver a situação da economia, nomeadamente o seu fortalecimento mediante apenas a questão da renovação da rede eléctrica nacional?

Corte Real: Boa tarde caro repórter... A situação é muito simples. Tuda a indústria necessita de energia para funcionar. A era do Vapor... da Hidráulica... da força motriz animal são memórias do passado! Porquê... Não conseguem competir com a capacidade da energia eléctrica! Faça as contas meu caro, mais electricidade... E mais barata, aumenta a produção... Produção leva á especialização, daí meus camaradas políticos ter-mos em mente um plano de reforma e ampliação do ensino técnico com vista a aumentar a formação dos operários, mediante uma formação técnica de excelência, e universal! Queremos acabar com o "operário indiferenciado"... Isso é sintoma de industria de baixo nível. E todos esses operários que ainda existam, têm direito a uma formação educacional de elevadíssimo nível, não só técnico como também cultural! Porque ser cidadão não basta ter mão para pegar na caneta e meter a cruz no boletim de voto... O cidadão tem que saber escolher, o cidadão tem que ter uma participação plena da sua cidadania, e isso só se consegue com cidadãos esclarecidos!

José Molarinho: Então o Sr Coronel considera-se um "Neo-Iluminista"...

Corte Real: Se pretende por nesses termos... Sim considero-me, a minha missão que me move é retirar Portugal da penumbra cultural! E deixar de ser o país dos... "Técnicos Habilidosos", mas sem cultura! Não quero um país de robots... Quero um país de hábeis operários como o sempre foi, e um país de gente culta e esclarecida! Coisa que é arma essencial como disse no exercício dos direitos de cidadão, e forma de combate contra um cancro das sociedades ocidentais... a corrupção!

José Molarinho: Obrigado pela sua resposta vossa excelência!


OOC: Podem fazer perguntas é internacional:P

_________________
RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Assinaturaportugal
Portugal
Portugal

Número de Mensagens : 3627
Capital : Lisboa/Madrid
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Sua Alteza Real D. Afonso VIII de Portugal, XIV das Espanhas
Data de inscrição : 18/01/2009

Ir para o topo Ir para baixo

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Empty Re: RTP - Radio Televisão Portuguesa

Mensagem  Portugal Qua Dez 21, 2011 1:02 pm

Polémica da expulsão dos imigrantes de Centric causa revolta do Papa

Sua Santidade, o Papa Gregório, demonstrou hoje no Vaticano o seu maior desapreço pelas actividades do governo "neo-nazi" de Centric. Centric acabou de iniciar um processo de extradição de centenas de imigrantes, o que Sua Santidade considerou um puro acto de "Xenofobia", que em breve roçará o "Racismo". Acusa ainda o governo "neo-Nazi" de estar a preparar o seu caldo de "ódio" e "violência", e critica severamente a passividade da SDN, a passividade de SPkmy, acusando o seu governo de "colaboracionista", sem as menores papas na língua.

Sua Santidade afirmou publicamente que irá mover todos os esforços para auxiliar os refugiados de maneira moral, espiritual e caridade, apelando aos cristãos que imitem a imagem de Cristo e auxiliem os povos refugiados contra este "Herodes dos tempos modernos". Afirmou ainda, em tom de ameaça, que se Centric continuar com esta política de extrema direita radical, que não irá ter comportamentos como Pio XII durante a 2ª Guerra Mundial, pois como "representante de Cristo na Terra, herdeiro de São Pedro", irá lutar como "Deus o quis, pela defesa dos fracos e oprimidos" contra o "neo-nazismo".

A Companhia de Jesus já demonstrou, publicamente, que está do lado do Papa e pronta a ajudar os necessitados.

De Lisboa, já saiu uma primeira nota da Junta do Supremo Governo do Reino, condenando esta atitude à moda de "Ulrich" e o mesmo fez Madrid. Interpelado o célebre herói português da 2ª Guerra Mundial, Óscar Carmona, que ainda mantém o título de Condestável do Reino, e assume-se como "fiel servo de El Rei", este afirmou:

"Se ele [nazismo] se erguer de novo, e as forças me assistirem, combaterei-o como o combati quando tinha 16 anos..."

Questionado sobre as preocupações britânicas sobre o "neo-Nazismo", Carmona assume:

"A Grã-Bretanha em 1930 e tais relaxou-se... e muito... Agora sabe o que pode esperar daquela gente, o atentado contra a Liberdade e as leis de Deus..."

_________________
RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Assinaturaportugal
Portugal
Portugal

Número de Mensagens : 3627
Capital : Lisboa/Madrid
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Sua Alteza Real D. Afonso VIII de Portugal, XIV das Espanhas
Data de inscrição : 18/01/2009

Ir para o topo Ir para baixo

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Empty Re: RTP - Radio Televisão Portuguesa

Mensagem  Portugal Qui Dez 22, 2011 5:51 pm

Discursos de força marcam campanha eleitoral.

Brigadeiro Corte Real afirma: "Seremos hiperpotência"!


A escalada de promessas eleitorais aos portugueses não para de aumentar a sua escalada. Desde promessas de uma visita Papal ao país inteiro, até oferta de livros escolares.

Contudo a mais ousada de todas é vinda do Brigadeiro Corte Real, que concorre pelo círculo do Porto. Corte Real, conjuntamente com Osório, afirmou publicamente que:

"No mundo há duas super-potências, o Reino e a União das Republicas Socialistas... Em breve só haverá uma, a União das Republicas Socialistas. Portugal em breve irá dar a oportunidade aos politólogos e geógrafos de criarem um novo conceito, a "Hiperpotência."

O conceito já criou polémica, com candidatos integralistas a criticarem o excesso de autoconfiança de Corte Real. D. Sebastião Ortiga já afirmou:

"Corte Real é uma farsa! Ele vive num mundo que não é real... Será uma desilusão votar nele e mais grave, será um voto perdido..."

_________________
RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Assinaturaportugal
Portugal
Portugal

Número de Mensagens : 3627
Capital : Lisboa/Madrid
Regime Politico : Monarquia Constitucional
Chefe de Estado : Sua Alteza Real D. Afonso VIII de Portugal, XIV das Espanhas
Data de inscrição : 18/01/2009

Ir para o topo Ir para baixo

RTP - Radio Televisão Portuguesa - Página 2 Empty Re: RTP - Radio Televisão Portuguesa

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Ir para o topo Ir para baixo

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ir para o topo

- Tópicos similares

 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos